Mensagem Com Amor

Entretenimento / Livros / Livros download

Livros de Poemas e Poesias

Acima do Dó Central

Abdul Cadre

Ler o livro

Neste momento solene em que à Luz do Leste vai ser
entregue um novo servidor, permitam-me, Fratres e Sorores, que use o pronome EU, em prejuízo da impessoalidade do NÓS, para uma breve declaração de despedida e agradecimento.

Abusando da vossa benevolência, quero agradecer em
primeiro lugar a todos os oficiais que comigo corporizaram o
mandato que nesta ocasião se extingue — administrativos,
ritualísticos e iniciáticos — o suporte que me deram e o carinho
que me dispensaram. Bem hajam, pois, pelo vosso emprenho e bem hajam pelo vosso espírito fraternal.

Serenatas e Saráus

Alexandre José de Melo Morais Filho

Ler o livro

É um dos autores mais conhecidos da literatura contemporânea brasileira. É filho do historiador de igual nome.
Por ter sido este a princípio um homem de bons haveres, não se julgue ter o filho gozado de larguezas e facilidades para educar-se. Bem pelo contrário.
O velho Melo Morais decaiu rapidamente de fortuna, por motivos que não vem ao caso aqui expor, e o filho teve de lutar com imensos embaraços para instruir-se e abrir caminho na sociedade. Sua juventude foi dura e acabrunhada.

Dentre seus destaques, temos a obra “Serenatas e Saráus”, onde coleciona diversos poemas e poesias do autor.

A Cachoeira de Paulo Afonso

Antônio Frederico de Castro Alves

Ler o livro

"A Cachoeira de Paulo Afonso" é um longo poema narrativo do poeta Castro Alves, escrito em 1870 e publicado em 1876. De forte apelo dramático, homenageia a queda d água de Paulo Afonso, no rio São Francisco, e conta a história de amor de dois escravos. É epílogo do livro "Os Escravos".

Espumas Flutuantes

Antônio Frederico de Castro Alves

Ler o livro

Escrito pelo poeta brasileiro Castro Alves em 1870, "Espumas Flutuantes"é uma das obras mais importantes da terceira geração do Romantismo brasileiro. Reune 53 poemas e foi consagrada pela crítica com enorme admiração e respeito. Revela um poeta amadurecido (apesar da pouca idade ao escrever os poemas), consciente de sua capacidade e capaz de colher elogios de autores como Eça de Queirós.

Charneca em Flor

Florbela Espanca

Ler o livro

"Charneca em Flor" é a obra de poemas de Florbela Espancapublicado postumamente, em 1931. A primeira edição é composta por 56 sonetos, enquanto a segunda (do mesmo ano), contém mais 28 peças. A poetisa dá a entender que esse vai ser o seu livro mais apaixonado e menos dolorido ao escrever a frase: "Nos meus olhos, as lágrimas apago".

Livro de Sóror Saudade

Florbela Espanca

Ler o livro

Mais um livro de poesias de Florbela Espanca, publicado em janeiro de 1923. Contendo 36 lindos sonetos, "Livro de Sóror Saudade"foi dedicado ao seu segundo marido, António Guimarães, embora a dedicatória não tenha sido incluída quando editada. A crítica reagiu positivamente aos novos versos da poetisa, que expõe mais uma vez o sentimento vivo do amor e da paixão pelo qual se entrega totalmente e que a faz despertar para a vida.

Poemas Selecionados

Florbela Espanca

Ler o livro

Em "Poemas Selecionados" podemos encontrar os mais belos poemas da escritora, selecionados criteriosamente para que possamos conhecer melhor o trabalho dessa grande escritora, que muito tem a ensinar.

Reliquiae

Florbela Espanca

Ler o livro

"Reliquiae" é o título dado ao livro póstumo com poesias de Florbela Espanca. O nome foi escolhido por Guido Battelli, que ficou depositário destes originais após a morte da poetisa. Foi publicado, como apêndice, nas 2ª e 3ª edições de Charneca em Flor.

Poemas

Alphonsus de Guimarães

Ler o livro

Alphonsus de Guimarães foi um poeta em que devoção e equilíbrio se dão as mãos desde o início, Alphonsus de Guimarães foi mestre de um lirismo místico, em que busca e sublima a amada entre o luar e as sombras, o amor e a morte.

Esses poemas selecionados são um marco na vida do poeta, onde trata de versos de amor, morte e religiosidade.

Antologia

Antero de Quental

Ler o livro

"Antologia" é uma obra poética em que se reúnem os mais belos textos de autoria de Antero de Quental.
Antero Tarquínio de Quental nasceu em 1842 e foi um escritor e poeta português que teve um papel importante no movimento da Geração de 70 (movimento acadêmico de Coimbra do século XIX que veio revolucionar várias dimensões da cultura portuguesa, da política à literatura, na qual a renovação se manifestou com a introdução do realismo). Ele atinge um maior grau de elaboração em seus sonetos, considerado por muitos críticos um dos melhores da língua e comparados aos de Camões e aos de Bocage. Faleceu em 1891, suicidando-se por causa da depressão.

Os Escravos

Antônio Frederico de Castro Alves

Ler o livro

"Os Escravos" é uma publicação na qual se reunem os principais textos anti-escravagistas de Castro Alves, entre eles, os famosos poemas abolicionistas "O Navio Negreiro" e "Vozes da África". Foi publicado em 1883, doze anos após a morte do autor. Dentre os poetas da época, Castro Alves foi o mais engajado na luta pela abolição da escravatura.

A Mensageira das Violetas

Florbela Espanca

Ler o livro

Em "A Mensageira das Violetas", Florbela Espanca narra os episódios tristes e os menos tristes de sua vida de uma forma fascinante. São sonetos que traduzem bem todos os sonhos ardentes de uma mulher, com rimas incríveis e, ao mesmo tempo, simples.

O Livro das Mágoas

Florbela Espanca

Ler o livro

"O Livro das Mágoas" de foi a primeira obra de Florbela Espancaa ir para as livrarias. Dedicado ao seu pai e ao seu irmão, neste livro a escritora aprofunda-se na temática da mágoa, da dor e da saudade. A poetisa faz de sua obra um espaço poético com características muito peculiares.

O Livro DEle

Florbela Espanca

Ler o livro

"O Livro DEle" é mais um apanhado de diversas poesias de Florbela Espanca. Não trazem muitas novidades com relação às outras obras da poetisa, porém apresenta uma grande coesão, quer no tocante aos motivos, quer nos temas e à forma. Predomina o assunto amor, por vezes com o tema "mentira".

Triunfo da Morte

Francesco Petrarca

Ler o livro

Francesco Petrarca nasceu em 1304 em Arezzo. Foi um importante intelectual, poeta e humanista italiano, famoso principalmente devido ao seu Romanceiro. É considerado o inventor do soneto. Pesquisador e filólogo, divulgador e escritor, é tido como o "pai do Humanismo". Mas esse grande latinista deve sua fama principalmente aos seus poemas, redigidos em língua italiana. Faleceu em 1374.

Poesias

Francisca Julia da Silva

Ler o livro

Francisca Júlia da Silva Munster (Xiririca, 31 de agosto de 1871 - São Paulo, 1 de novembro de 1920) foi uma poetisa brasileira.

“Poesias” é uma coletânea com os melhores clássicos da autora, nele você encontra os destaques e diversos poemas e poesias.

comentarios

anterior

Malvino Salvador

O galã global mostrando a sua opinião

próxima

Marchinhas de Carnaval

A alegria da época carnavalesca nas melhores marchinhas!