fechar
Receba diariamente lindas mensagens para se inspirar!

Você vai receber até 1 mensagem por dia R$ 0,39+tributos por mensagem recebida. Assinatura diária, renovação automática. Para cancelar envie
SAIR para o 50005. Se
tiver dúvida, envie AJUDA
para 50005. Serviço
válido para todas
as operadoras.

Anterior
Filmes Verão

Curta as férias com as melhores histórias do cinema.

Anterior
Próxima
Otimismo em Alta

Ser otimista só te trará coisas boas na vida.

Próxima

Cantigas de Dom Dinis 4

Dom Dinis foi o sexto Rei de Portugal, e durante seu reinado ficou conhecido como o Rei Trovador por causa de suas obras poéticas. Escritor de diversas cantigas, o Rei se tornou um maravilhoso poeta.

Amiga muitha gran sazon

Dom Dinis

Baixe o PDF do Livro!

Cantiga de amigo; de refrão. Dirigindo-se a uma amiga, a rapariga pensa que o seu amigo, que se foi com o rei, deveu de morrer de pena, visto que não volta falar com ela.

facebooktwittergoogle+

Chegou-mora aqui recado

Dom Dinis

Baixe o PDF do Livro!

Cantiga de amigo; de refrão, com finda. Uma amiga conta à rapariga a tristeza do seu amigo.

facebooktwittergoogle+

Dos que ora son na hoste

Dom Dinis

Baixe o PDF do Livro!

Cantiga de amigo; de refrão, com finda. Dirigindo-se a uma amiga, a rapariga exprime o seu desejo de saber notícias dos que estão no exército, porque ali está o seu amigo.

facebooktwittergoogle+
Publicidade

Nostro senhor se haverei guisado

Dom Dinis

Baixe o PDF do Livro!

Cantiga de amor; de mestria. O poeta, que não pode ver a sua amada, não sabe viver sem vê-la, e pede a Deus que lhe mande a morte.

facebooktwittergoogle+

Preguntarvos quero por Deus

Dom Dinis

Baixe o PDF do Livro!

Cantiga de amor; de refrão, com finda. O poeta pergunta à amada por qual razão ela não corresponde ao seu grande amor.

facebooktwittergoogle+

Quandeu ben meto femenca

Dom Dinis

Baixe o PDF do Livro!

Cantiga de amor; de refrão, com finda. O poeta, dirigindo-se à amada, põe Deus por testemunha de que não há no mundo beleza como a dela.

facebooktwittergoogle+

Senhor cuitade o meu coraçom

Dom Dinis

Baixe o PDF do Livro!

Cantiga de amor; de refrão. Dirigindo-se à amada, o poeta insiste sobre a sua coita desde que a viu.

facebooktwittergoogle+

Amor em que grave dia vos vi

Dom Dinis

Baixe o PDF do Livro!

Cantiga de amor; de mestria. Dirigindo-se ao Amor (personalizado), o poeta culpa-o de que a amada nunca lhe tenha correspondido.

facebooktwittergoogle+

Bem entendi meu amigo

Dom Dinis

Baixe o PDF do Livro!

Cantiga de amigo; de refrão, com finda. Dirigindo-se ao amigo, e lembrando a sua pena por não ter podido falar com ela, a rapariga afirma que o seu pesar foi ainda maior.

facebooktwittergoogle+

De muitas coitas senhor que levei

Dom Dinis

Baixe o PDF do Livro!

Cantiga de amor; de refrão. O poeta diz à amada que, de tantas coitas que ele passou pelo seu amor, não saberia escolher a maior.

facebooktwittergoogle+

Mesura seria senhor

Dom Dinis

Baixe o PDF do Livro!

Cantiga de amor; de mestria, com finda. Dirigindo-se à amada, o poeta quer convencê-la de que nada ela ganharia em prestígio se ele morresse pelo seu amor.

facebooktwittergoogle+

Pero eu dizer quisesse

Dom Dinis

Baixe o PDF do Livro!

Cantiga de amor; de mestria. Reflexão do trovador sobre a sua coita de namorado.

facebooktwittergoogle+

Proençaes soen mui ben trobar

Dom Dinis

Baixe o PDF do Livro!

Cantiga de amor; de mestria. O poeta pensa que os trovadores provençais, que só trovam na primavera, não sentem uma coita de amor tão forte como a dele.

facebooktwittergoogle+

Que estranho que me senhor

Dom Dinis

Baixe o PDF do Livro!

Cantiga de amor; de refrão. Dirigindo-se à amada, o trovador lembra-lhe quanto leva sofrido pelo seu amor desde que se namorou dela.

facebooktwittergoogle+

Senhor pois me nom queredes

Dom Dinis

Baixe o PDF do Livro!

Cantiga de amor; de mestria, com finda. O poeta diz à amada estar morrendo por ela, que será culpável da sua morte.

facebooktwittergoogle+