Entretenimento / Cinema

Os 10 melhores filmes brasileiros

O cinema nacional está a cada dia se superando. Por esse motivo, separamos os melhores filmes para você prestigiar um pouco da cultura brasileira. Separe a pipoca e bom filme!

São Paulo S/A

Luís Sérgio Person – 1965

Considerado um dos melhores filmes brasileiros, a obra do falecido cineasta paulista, Luís Sérgio Person, conta com a abordagem da euforia desenvolvimentista que tomou São Paulo no final dos anos 50. Durante esta época, a indústria automobilística desenvolvia-se na cidade, trazendo avanços antes jamais vistos. O protagonista é Carlos, personagem interpretado por Walmor Chagas, que inicia a sua carreira profissional dentro de uma indústria e tem de lidar com um chefe que sonega impostos e trai sua mulher diversas vezes. Incomodado e perdido entre todo o novo cenário que se instala, Carlos decide fugir. O filme recebeu diversos prêmios dentro e fora do Brasil.

Compartilhar

O Auto da Compadecida

Guel Arraes - 1999

O sucesso de “O Auto da Compadecida” se deve muito ao seu elenco, composto por Matheus Nachtergaele, Denise Fraga, Selton Mello e outras importantes figuras do cinema nacional. O enredo se desenvolve, principalmente, ao redor da convivência de João Grilo e Chicó, dois sertanejos habitantes da Paraíba. Com muito humor e ironia, o filme mostra a sobrevivência dos personagens, o envolvimento com cangaceiros, um romance e muitos detalhes do sertão nordestino brasileiro.

Compartilhar

Rio, 40 Graus

Nelson Pereira dos Santos – 1955

Censurado pela ditadura militar, o filme foi um dos mais representativos do movimento do Cinema Novo no Brasil. O enredo passa pela vida de 5 garotos de uma favela carioca, que vendem amendoim nas praias do Rio de Janeiro. Eles presenciam toda a rotina da cidade e os acontecimentos daquela época.

Compartilhar

Cidade de Deus

Fernando Meirelles – 2002

Cidade de Deus é uma favela que começou a se desenvolver no Rio de Janeiro, em 1960. O filme de Fernando Meirelles retrata o crescimento e desenvolvimento da região. O personagem Buscapé, habitante da Cidade de Deus, tem o sonho de se tornar um grande fotógrafo. Durante o filme, sua visão e trabalho são palco da exposição da realidade das favelas cariocas.

Compartilhar

Ilha das Flores

Jorge Furtado – 1989

Em modelo mais formal de documentário, o curta-metragem de Jorge Furtado aborda a influência da economia na vida do ser humano, do consumismo, passando pela esfera cultural e social. O filme foi elogiado pela crítica internacional, como exemplo de boa abordagem da vida e desenvolvimento do homem em relação aos costumes e formatos da sociedade moderna ocidental.

Compartilhar

Macunaíma

Joaquim Pedro de Andrade -1969

Filme que venceu festivais nacionais e também um festival Argentino, a obra de Joaquim Pedro de Andrade, produzida em 1969 foi baseada no enredo do livro de Mário de Andrade. A comédia retrata um herói um tanto quanto “diferente”, que nasce negro e vira branco, vive na selva e é muito preguiçoso. Ironizando a figura de “herói brasileiro”, o personagem sai do sertão e vai conhecer a cidade, vivendo e usufruindo de todas as aventuras e novidades que ela traz com seu jeito peculiar.

Compartilhar

Deus e o Diabo na Terra do Sol

Glauber Rocha – 1964

Reconhecido por compor o cenário do movimento “Cinema Novo” no Brasil, o drama de Glauber Rocha conta a história de um casal que vive uma vida pobre e sofrida, marcada pela seca, no interior do Brasil. Manoel, um simples sertanejo, tem planos de vender seu gado para comprar um pedaço de terra. Quando vai à cidade negociar com um coronel, acaba por perder muitos dos bois e não obtém nenhum dinheiro na negociação. O sertanejo se revolta, mata o coronel e retorna para fugir com Rosa, a sua esposa.
Manoel envolve-se com um grupo religioso liderado por Sebastião para combater os latifundiários, que reagem contratando um capanga para matar os sertanejos. O filme concorreu à Palma de Ouro no Festival de Cannes, na França, em 1964.

Compartilhar

Central do Brasil

Walter Salles – 1998

Fernanda Montenegro vive Dora, uma funcionária que escreve cartas para os analfabetos na Central do Brasil, estação de trem localizada no Rio de Janeiro. Josué, um menino de 9 anos, vai até Dora com sua mãe, a fim de escrever uma carta ao seu pai. Logo que saem da estação, sua mãe morre atropelada. Dora passa então a cuidar do garoto e os dois partem para o sonho de reencontro do pai de Josué, que vive no sertão nordestino.
A partir do acontecimento, o filme se desenvolve nas estradas do Brasil em que se mostra a vida dura daqueles que peregrinam pelo país em busca de um sonho.

Compartilhar

Memórias do Cárcere

Nelson Pereira dos Santos -1984

A trama tem base no enredo do livro de Graciliano Ramos, um drama que conta a história do próprio autor, enquanto esteve preso por conta de um decreto do Estado Novo no Brasil, em 1935. O personagem é vivido por Carlos Vereza. Durante o filme, são contados diversos episódios do período em que passou na prisão de Ilha Grande, no Rio de Janeiro, em 1936.

Compartilhar

O Bandido da Luz Vermelha

Rogério Sganzerla – 1968

Um famoso assaltante da região da capital paulista foi apelidado pela mídia de “Bandido da Luz Vermelha”, por usar em todos os seus crimes uma lanterna desta cor. O criminoso surpreende a polícia com suas artimanhas e costuma gastar toda a fortuna que consegue com seus roubos. Jorge, o protagonista, se mete em diversas enrascadas, envolve-se com corrupção e se vê traído pela mulher. A única solução que encontra é o suicídio.
O filme ganhou o Festival de Brasília de 1968 e é baseado na história real do assaltante João Acácio Pereira da Costa.

Compartilhar

comentários

anterior

São João

Conheça um pouco mais sobre o São João

próxima

Ambrose Bierce

Aprenda com frases do gênio das críticas e sátiras!