Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

As dores e sabores de ser solteira

Aprender a se amar ou sentir-se amada? Fazer o que quiser ou viver baseando-se no relacionamento? Curtir seu tempo como preferir ou dividi-lo com alguém? Ser solteira tem seus lados positivos e individuais, mas pode levantar questionamentos e fazer o coração ficar em dúvida. Dores ou sabores?

continue lendo
Compartilhar

Fazer o que quiser

Essa é, sem dúvida, uma das maiores vantagens de ser solteira – poder fazer o que quiser. É claro que, quando você está namorando, precisa ter liberdade para fazer o que quiser também, mas a grande diferença nas duas situações é que, quando você não está comprometida, não precisa dar satisfações para ninguém. Você pode realmente fazer o que quiser da sua vida sem precisar informar para alguém onde vai, com quem vai, quando volta. Pode simplesmente ir lá e fazer o que quiser.

Respeitar-se

Quando a gente é mais nova, só queremos ter um namorado, não é mesmo? Parece até que essa é a grande meta de nossas vidas. Mas isso não existe. A grande meta de nossas vidas é respeitar a nós mesmas e as nossas limitações, é ir em busca de nossos sonhos, do que queremos. Respeitar-se é algo que a gente só aprende quando tira um tempinho para si mesma. Respeito não é uma palavra muito comum no nosso vocabulário, quanto mais no que se refere a respeitar quem nós somos acima de tudo.

Aprender a se amar

Isso é uma coisa que a gente quase nunca sabe fazer antes de ficar solteira. Normalmente, começamos a namorar sem nem entender direito quem nós somos, sendo assim, como iremos entender o outro? A gente não aprende nada sobre si mesma, mas quer aprender tudo pelo outro e, com o passar do tempo, a gente esquece completamente quem somos ou quem éramos. Ficar solteira ajuda você a aprender a se amar e a não aceitar menos do que merece. Aprender a se amar também significa aprender a se cuidar e isso você precisa saber.

Ficar com quem quiser

Isso é um ponto muito importante nessa nossa conversa. Quando está solteira, pode ficar com quem quiser. É claro que você já se sentiu atraída por outras pessoas quando estava num relacionamento, mas, por respeito à pessoa amada, não teve nenhuma atitude – agora você pode ter, porque está solteira. Pode aproveitar essa oportunidade para sair com quem tem vontade, para conhecer gente num barzinho e para aproveitar sua vida livre e desempedida.

Curtir seu tempo

Ficar solteira é aprender a curtir o seu próprio tempo. É gostar de estar consigo mesma, é tentar o que nunca tentou antes. Ficar solteira é aprender que você tem o tempo todo, a vida toda só para você e que, por isso, pode e deve viver como quiser. Quando estamos com alguém, geralmente, conciliamos nossas vontades com as vontades do outro, tentamos agradar a ambos, muitas vezes cedendo sobre o que realmente queremos. Isso é bom porque é o que faz um casal dar certo, mas, ao mesmo tempo, também precisamos de um espaço só nosso em que não precisamos ceder.

Aquele silêncio confortável

Estar com alguém não é falar o tempo todo, não é desabafar o tempo todo. Estar com alguém que você realmente ama e que realmente te ama de volta é simplesmente poder ficar em silêncio. Amar alguém é estabelecer momentos de silêncio tão confortáveis que você poderia flutuar de tão leve que se sente. Estar com alguém é não precisar dizer nada porque tudo de importante já está sendo expressado em silêncio. Isso é algo que aquece o coração da gente e que, obviamente, dá saudade.

Seria bom estar com alguém

Ao mesmo tempo em que a gente pensa em como é bom e gratificante estar solteira, é claro que a gente também pensa em como seria bom ter alguém aqui, conosco, o tempo todo ou grande parte do tempo. A gente lembra das conversas engraçadas no meio da noite e de sair de madrugada para tomar sorvete. A gente percebe que, muitas vezes, seria mais fácil lidar com os problemas da vida quando temos alguém ao nosso lado, nos apoiando e cuidando de nós.

 

Não fazer nada juntinhos no sofá

Outro ponto realmente importante que só uma relação pode proporcionar é aquele famigerado fim de semana em casa. Só quem já namorou sabe como é incrível a sensação de ficar quietinho no sofá com o seu amor – não precisa de nada muito especial, é só colocar um filme bobo, fazer uma pipoquinha e chamar o gato ou o cachorro para aproveitar aquele momento de quietude e paz. Estar com o outro num momento como este é muito mais do que a gente pode realmente descrever.

Ser feliz de qualquer forma

O mais importante de tudo isso é que você saiba como ser feliz de qualquer forma. É que você dê valor para seus momentos de solteira, que você ame a si mesma e valorize a pessoa que é, ao mesmo tempo em que também curte estar com a pessoa amada, curte receber e fazer um cafuné bacana e queira que o outro seja feliz. É importante encontrar plenitude de todas as formas que puder, sempre tentando ser feliz a sua maneira.

Falar de seu amor com orgulho

Quando a gente ama alguém, normalmente, também admira essa pessoa. Nós admiramos cada pedacinho dela, queremos que ela seja amada e que seja respeitada também. Sendo assim, quando encontramos outras pessoas que nós amamos, tentamos sempre falar do nosso objeto de amor com orgulho – procuramos contar histórias bacanas, fazer com que o outro também se apaixone pela pessoa que a gente ama. Queremos que nosso grande amor seja idolatrado por todos como é por nós.

Aproveitar a própria companhia

Você passa, sem sombra de dúvidas, a aproveitar a sua própria companhia quando está solteira. Não porque está sozinha e sem amigas, mas sim porque percebe como é bom ficar consigo mesma – se levar para ler um livro no parque, ir correr num domingo ensolarado, se enrolar num cobertor e ver um filme romântico comendo pipoca com manteiga. Você entende que é, de fato, sua melhor amiga e passa a gostar de fazer as coisas sozinha, por si mesma. Passa a gostar da sua própria companhia.

Cafuné até que seria legal

Outro aspecto bastante importante que você tem em uma relação, mas não tem quando está sozinha é o cafuné. Como é bacana receber aquele cafuné carinhoso depois de um dia exaustivo de trabalho, você não acha? A verdade é que o cafuné pode muito bem ser executado em silêncio – ninguém precisa trocar palavras, ninguém precisa contar como foi o dia, porque vocês já estão trocando sentimentos por meio do toque. Isso, minhas amigas, é uma coisa que não dá pra fazer sozinha e que aperta o coração de vez em quando.

Às vezes, bate uma solidão

E daí, depois de um tempo solteira, você começa a sentir algumas coisinhas esquisitas no peito, como aquela solidão que fica no coração em algumas noites. Isso não significa que seja uma pessoa sozinha, veja bem, significa apenas que, depois de muitas noites dormindo sozinha, de vários dias comendo sozinha e de semanas sem ninguém que realmente te entenda pra conversar, você começa a pensar que as coisas poderiam ser melhores se alguém estivesse ali com você. Começa a desejar que alguém realmente esteja com você.

Sair mais com as amigas

Quando estamos em um relacionamento, fica, de fato, mais difícil conciliar o tempo entre a pessoa amada e as amigas – você pode e deve, é claro, ver suas amigas com frequência, mas sempre vai ter que dividir seu tempo entre elas e seu(a) companheiro(a). Muitas vezes, nessa divisão de tempo, pode até não ter tempo para si mesma – o que é péssimo. Reaprenda a sair mais com suas amigas agora que você está solteira, reaprenda a curtir a companhia delas e a sua própria companhia.

Se permitir

Quando estamos solteiras, uma coisa muito bacana surge em nossas vidas: a vontade de experimentar, de se permitir, de tentar coisas novas. Nós, honestamente, passamos a realizar a grande maioria dos nossos sonhos – algumas pulam de bungee jump, outras vão acampar sozinha, outras vão ao cinema sozinhas pela primeira vez. Nós passamos a adorar nossa própria companhia e a arriscar um pouco mais, a tentar um pouco mais. Ouso dizer que, solteiras, nós nos dedicamos a viver um pouco mais da forma como acreditamos ser melhor viver.

Alguém para te compreender

Uma das maiores questões de quem está solteira é o fato de que ninguém parece, realmente, compreender os seus problemas e suas peculiaridades. Por mais incríveis que suas amigas sejam, muitas vezes, elas são completamente diferentes de você. Muitas vezes, você se sente ainda mais sozinha por não ter alguém que te entenda e que cuide de ti. A gente sabe como é isso. Ter um relacionamento é ter uma rede de compreensão mútua e isso faz muita falta no dia a dia, não há como negar.

Massagem nos pés

Parece até que nós estamos querendo tirar vantagem, mas vai dizer que essa não é uma das melhores partes de ter um relacionamento? Você não precisa se preocupar em relaxar quando chegar em casa, porque o seu amor estará te esperando com uma maravilhosa massagem nos pés e um cafuné que irá te fazer sentir nas nuvens. Sem dúvida, não receber mais aquela carinhosa massagem nos pés é uma das piores coisas de se estar solteira, não há como negar.

Conhecer gente nova

Outro ponto extremamente favorável da vida de solteira é que você tem muito mais possibilidades de conhecer gente nova. Quando sai com suas amigas, não precisa necessariamente ficar com alguém e pode, simplesmente, conhecer gente nova. Estar solteira facilita muito a sua comunicação com o outro, porque você não precisa se preocupar em dar atenção para o seu(a) companheiro(a) e nem precisa pensar no que ele(a) estará pensando disso tudo. Você pode, simplesmente, se permitir.

Apresentar a pessoa amada para os amigos

Uma das sensações mais indescritíveis que a gente tem é apresentar a pessoa amada para outras pessoas que a gente ama. É simplesmente incrível ver a reação de todas as pessoas que você gosta reunidas para conhecer o amor da sua vida. Não há nada em uma vida de solteira que possa compensar essa sensação incrível. O amor faz muitas coisas na vida da gente e sentir que sua família e seus amigos amam a pessoa que você ama, faz muita diferença no nosso dia a dia.

Estar juntinho no frio

Nem todo mundo gosta de frio, vamos combinar, mesmo que exista aquele mito de que as pessoas ficam mais elegantes no frio – só se for fora de casa, porque dentro de quatro paredes a história é diferente. Mas todo mundo gosta de ficar juntinho de alguém no frio, de curtir um chocolate quente com seu amor no sofá, de ir passear por lugares bonitos e propícios para o frio. Está aí uma grande desvantagem de ser solteira – ninguém vai aquecer os seus pés a noite e isso é muito, mas muito ruim mesmo.

fechar