Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

E se o amor da minha vida não chegar?

Esperar a vida inteira pelo príncipe encantado pode ser bem monótono e chato. É claro que todo mundo espera ou então já quis que chegasse alguém com quem pudesse compartilhar a felicidade. Mas saiba que mesmo que essa realidade não seja destinada a você, ainda há chance de uma vida muito especial!

continue lendo
Compartilhar

Será que você vai chegar um dia?

Tenho as minhas dúvidas que encontrarei um amor verdadeiro um dia, capaz de suprir todo vazio que existe em meu coração e fazer da minha vida um lugar bom para se habitar. Será que existe alguém por aí, que é tudo aquilo que eu quero ou será só ilusão? Eu queria muito que não fosse algo da minha cabeça, uma idealização barata, um sentimentalismo bobo. Queria que uma pessoa me encontrasse por aí na rua e falasse que eu sou tudo aquilo que ela sempre sonhou. Eu idealizo demais e talvez seja isso que me afaste da realidade que é se relacionar com alguém de corpo, alma e coração.

O amor pode simplesmente não acontecer

Estou quase entregando os pontos do meu sentimentalismo, essa coisa de amor não é feita para mim. Eu bem que queria que o para sempre não fosse algo que existe só na minha cabeça, mas como posso acreditar que passarei a minha vida toda ao lado de alguém depois de tantas desilusões? O meu coração parece um campo minado, a cada bomba que explode eu fico mais certa de que essa coisa de romantizar tudo, é um abismo. O amor de verdade pode não acontecer, ou pode acontecer de uma forma que não me agrade tanto quanto nos sonhos, eu sei que preciso lidar com isso cedo ou tarde. Eu preciso aceitar que a solidão não é a minha inimiga, e sim a minha maior companheira durante a jornada da vida. Eu preciso viver o suficiente para saber que a pessoa certa nem sempre chega na hora certa.

A falta de reciprocidade do mundo

O mundo é um lugar egoísta demais para as pessoas de bom coração, a falta de reciprocidade foi o que destruiu todos os meus relacionamentos. Se eu dava demais, perdia parte de mim. Se eu dava de menos, me sentia enganando alguém. Por isso, eu decidi seguir sozinha o meu caminho, sem me machucar ou machucar outras pessoas pela minha falta de vontade de fazer aquilo dar certo. Eu espero de verdade que exista no mundo alguém que me faça sentir amor, na mesma proporção que sente por mim. Mas fica difícil acreditar que o amor da nossa vida existe, depois de sofrer tanto por pessoas erradas. A falta de reciprocidade do mundo fez o meu coração endurecer o suficiente para saber que talvez o amor não chegue.

Estou me tornando menos dependente

Eu sempre pensei que encontraria alguém para compartilhar os meus dias, para viver lado a lado uma linda história de amor e companheirismo. Mas esse pensamento está cada vez mais fraco em minha vida, perdi as esperanças nas pessoas e comecei a depositar em mim o que sempre apostei no outro. Não sei se endureci ou amadureci, só sei que não vale a pena esperar o amor chegar para salvar a minha vida. Estou me tornando menos dependente, porque das outras pessoas eu só recebi decepção e desgosto.

Encontrei o amor em mim

Meu coração está cansado de amar errado, de encontrar pessoas que não merecem o que ele tem a oferecer. Eu preciso de reciprocidade, de verdade, dedicação e paixão. Na vida, encontrei pessoas que me fizeram amadurecer muito, mas tudo isso graças ao sofrimento de encarar uma relação com elas. Eu queria uma coisa leve, sabe? Dessas que eu pudesse relaxar e viver tranquilamente. Sem pressa, sem medo e sem arrependimento! Talvez isso nunca aconteça, eu tenho que preparar o meu psicológico para essa dura realidade. Eu tenho pensado que na verdade o amor da minha vida sou eu, não deixo de estar certa. Encontrei em mim todo o conforto que as relações que vivi não me proporcionaram.

Foram tantas desilusões

Existe uma possibilidade de o amor passar por mim e ser completamente ignorado, isso porque eu dei tudo o que podia para o amor, até ficar farta de me machucar. Eu olho os casais felizes e penso que eles tiveram sorte, mas talvez isso não seja algo que planejo no meu futuro. Tenho outros objetivos, olhei para outra direção e vi um mundo de possibilidades, onde um relacionamento nem sempre faz sentido. Isso pode ter acontecido devido todas as desilusões que sofri no decorrer da minha vida amorosa, ou simplesmente um olhar mais maduro do que é um relacionamento, só sei que se o amor da minha vida não chegar, eu conseguirei suprir tudo aquilo que ele deixou vazio dentro de mim durante todo esse tempo.

Aceitei a solidão

Eu tento pensar que o amanhã vai ser diferente, que encontrarei alguém que vai fazer o meu mundo girar e o vazio no meu peito desaparecer. Mas como posso depositar tanto em alguém? Tenho feito por mim o que ninguém fez, e tudo bem ser assim. Não é garantido que alguém vá aparecer e se tornar o amor da minha vida, pode ser que eu precise trilhar sozinha essa estrada e eu preciso fazer isso da melhor forma possível. Estou me iludindo menos com a romantização das coisas, se algo de bom acontecer estarei de portas abertas, mas não vou procurar amores que não me cabem só para não ficar só. Aceitei a solidão e isso foi a coisa mais difícil e bonita que me aconteceu. Afinal, quem melhor para ser o amor da minha vida do que eu mesmo?

 

Tenho medo de ficar só para sempre

Eu não sei se existe alguém por aí, capaz de me fazer tão feliz quanto eu mesma me faço. Tenho medo de ficar só para sempre, mas é um risco que estou disposta a correr para não me contentar com qualquer relação que me aparecer pela frente. Sinto falta de um afago, mas nada que me faça querer deixar de ser aquilo que sou para enfrentar a dura realidade de uma relação. Talvez essa história de amor para a vida inteira, seja só uma forma que encontramos de confortar os nossos corações, porque na verdade a vida é solitária demais para se encarar de frente.

Me sinto só

Eu me sinto só nesse mundo, incompreendida e incapaz de me relacionar com outra pessoa da mesma forma que eu me relacionava antigamente. Eu já fui boa nisso, fui mesmo. Agora acho que a vida me endureceu, as quedas deixaram os meus muros mais resistentes, penso que essa coisa de um amor para a vida inteira é pura idealização que não faz sentido. Queria pagar a minha língua, me surpreender de forma positiva ao menos uma vez, mas em tempos de amores líquidos a minha esperança só sabe evaporar cada vez mais. Onde está essa tal pessoa que seria tudo aquilo que eu sonhei?

A idealização do amor

Será que essa ideia de amor é a minha realidade? Será que eu sou feita para isso? Eu não sei mais o que eu pensar sobre amor, não sei mais se a realidade de pessoas que se amam é a mesma que eu idealizei na minha mente. Sempre vivi relações boas, mas nada foi o suficiente para suprir tudo aquilo que eu esperava do amor. Fica complicado saber o que se quer de alguém, quando você não sabe aquilo que não quer. Hoje eu sei o que não quero e mesmo assim não consigo achar algo que me faça ver o mundo de outra maneira. Essa ideia de amor que nós temos, geralmente é algo plantado na nossa cabeça. Não sei se vale a pena pensar que a vida ao lado de alguém é tudo aquilo que eu sonhei, a realidade nem sempre é um conto de fadas. E eu cansei de idealizar amores e acabar chorando de coração partido.

Coragem eu tenho

Só quem ama é capaz de se jogar de um precipício sorrindo de mãos dadas com alguém. Afinal, amar é isso, é entrega, é coragem, é confiança. Coragem eu tenho, o que me falta é a pessoa certa, que vai fazer com que eu me sinta confiante o suficiente para me entregar dessa forma. Eu sinto que cada vez mais as relações estão submersas, ninguém quer saber de sentir e de se doar. Queria mesmo não parar de acreditar no amor, mas começo a me questionar: será que ele acredita em mim?

Me sinto insegura

Não sei se alguém conseguiria me amar da forma que sou, não por aparência, mas por falta de tato. Sou intensa de um jeito que nem sei explicar, me sinto insegura por tão pouco que parece bobagem. Mas sou assim, não posso mudar para agradar outras pessoas. Eu acho que o amor da minha vida existe, mas talvez me queira em uma versão mais confiante. Até eu encontrá-lo, pretendo trabalhar nisso para que a minha relação não se destrua por problemas que eu mesma inventei na minha cabeça. Quero ser amada pelo que ainda vou me tornar, porque no fundo eu sei que posso ser bem melhor do que sou agora.

A vida não é um filme

Nem sempre o final é feliz, nem sempre o conto de fadas acontece na nossa realidade. Eu queria muito estar enganada, mas a vida não é um filme. Ninguém chega em um cavalo branco e te salva dos seus tormentos, é você por você. Seu coração não vai cicatrizar em segundos, aquilo que você se sente não vai sumir de uma hora para a outra. E tudo bem, sabe? Nem sempre as histórias começam da forma que a gente imagina, mas nem por isso devemos deixar de aproveitar o melhor que pudermos disso. Viver nem sempre é bonito, amar nem sempre é fácil, mas crescer é inevitável e eu sei que uma hora ou outra vou ficar bem.

Incerteza

Eu cansei de acreditar nessa coisa de alma gêmea, talvez não exista ninguém nesse mundo que me queira da mesma forma que eu quero e vice-versa. O amor é uma incerteza em minha vida, algumas vezes confio nele cegamente, nas outras duvido que ele exista de verdade. Penso que as desilusões me fortaleceram, mas na verdade elas me deixaram mais insegura e desconfiada. Queria encontrar alguém que me fizesse mudar a visão das coisas, mas isso parece cada vez mais improvável. Vou me contentar com essa incerteza, quem sabe no meu amanhã eu me surpreenda.

Não posso esperar por um príncipe encantado

Eu cresci vendo histórias de amor nos desenhos, nos filmes e nos livros. Daquelas onde o príncipe encantado salvava a princesa de todo o sofrimento e eles viveram felizes para sempre. Mas na vida real, isso é muito diferente. Algumas vezes até estamos felizes, daí o amor chega e nos preenche, mas infelizmente a desilusão aparece e nos esvazia. Não estou querendo ser pessimista, mas e se o amor da minha vida não chegar? Se eu tiver que me contentar com doses menores daquilo que eu quero sentir. O que farei? A realidade é que somos moldados desde crianças a criar expectativas tão altas, que fica impossível qualquer ser humano alcançar. Contos de fadas não existem, amor é construção e precisa de dedicação. Eu prefiro viver amores que me façam bem, do que esperar eternamente por aquele que salve a minha vida de todos os males.

fechar