Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Inspire-se

A poesia abre nossos olhos, e nos faz notar como a vida é linda. Palavras e sentimentos para alegrar nossos dias e encher nossa mente com os melhores pensamentos. Leia e inspire-se você também!

Onda

Lucas Brandão

O amor é como a onda:
incerta, mas sempre bonita.
Por mais furiosa que seja,
ou por mais mansa que esteja,
a beleza de uma onda é incontestável,
tanto quanto a do amor.

Começos e fins

Lucas Brandão

Desconheço meus começos. Bem por isso que começo quase tudo do fim. Minha vida é uma obra do final ao começo de mim.

Espetáculo

Lucas Brandão

Nem toda morte é feia ou triste.
Morrer de amor é o espetáculo
mais bonito que existe.

Chegou

Lucas Brandão

Onde você está agora
pode não ser ainda o lugar que você queria,
mas é onde você já chegou.

Tempo

Lucas Brandão

Algumas pessoas
passam a vida vendo
o tempo passar.
Eu prefiro as que fazem
o tempo parar para que elas
passem.

Devagar

Lucas Brandão

O amor não tem pressa.
Ele chega devagar
Enquanto a alma voa.
Amar é se demorar
na vida de outra pessoa.

Poder

Lucas Brandão

Eu prevejo o passado.
Hoje eu sou detentor desse grande poder. É verdade.
O passado que eu vejo é amor.
O poder que eu carrego
é saudade.

Eternidade

Lucas Brandão

Todo
e qualquer amor
é um grande amor.
Não existe amores pequenos.
O que distingue um amor
de outro é o tamanho da sua eternidade.

Invenções

Lucas Brandão

Na poesia eu posso inventar os meus amores. Dizer que amei os meus amores como eu amo o mar. E posso inventar que amei o mar como amei os meus amores. E que os amores eram doces como o mar que eu inventei. Na poesia eu posso inventar os meus amores e meus mares. Na poesia eu posso navegar nos amores que eu quiser inventar.

Relógios

Lucas Brandão

Ah! Os relógios...
Sempre prontos
para nos dizer quando.
Sempre quando não estamos
prontos.

Encontrar

Lucas Brandão

Dizem que eu me acho demais... mas é claro. Do tanto que eu me perco, me encontrar é o mais óbvio.

Brincar

Lucas Brandão

Quando chove, eu gosto de brincar
com as palavras. Quando faz sol também.
Quando chove palavras, eu gosto de brincar
com a chuva. E com o sol também.

Música

Lucas Brandão

O ritmo das ondas
que se jogam na areia
como os amores
se jogam no mar
é uma música e tanto.
O mar é meu canto.

Amar

Lucas Brandão

Tem gente que acha o mar chato.
Tem gente que ama. Tem gente que acha as pessoas que amam chatas.
Tem gente que ama.

Grande Amor

Lucas Brandão

Para medir um grande amor
é preciso que esse amor seja desfeito
e que cada parte desse amor
seja despedaçada ao máximo.
É de pedaços que se mede
um grande amor.
Quanto mais despedaçado
ele estiver, mais próximo
De um grande amor ele estará.

Natureza

Lucas Brandão

As belezas mais bonitas
são bonitas já por natureza,
que é para nunca irem embora.
São belezas bonitas por dentro
e por flora.

Errar

Lucas Brandão

No mundo que eu acredito
[parece hipotético]
errar é poético.

Medos

Lucas Brandão

As pessoas têm medo de amar. Que
desperdício de medo! Eu só tenho medo de coisas que enobrecem meu medo. De
altura de mais de dez metros. De
escorpião mal treinado. E de pessoas
que têm medo de amar.

Silêncios

Lucas Brandão

Esconde meus amores nos meus silêncios.
E se um dia me perguntarem se amei,
me calarei para sempre.

Desconhecedor

Lucas Brandão

O poeta é um desconhecedor de
palavras. Ele as conhece tão bem que é
capaz de desconhecê-las só pelo prazer de não sabê-las. Ao
desconhecer as palavras, o poeta fica
livre para novas descobertas. E assim como existem paixões parecidas,
cada palavra desconhecida é uma
nova chance para o poeta se apaixonar.

Sorriso

Lucas Brandão

O sorriso
é a beleza interior
abrindo a janela
para refrescar
a alma.

Infinito

Lucas Brandão

Pode levar dias.
Pode levar meses.
Pode levar anos.
Só não me leve as palavras,
que é com elas
que o meu tempo
se infinita.

Queda

Lucas Brandão

Os vivos que me perdoem,
mas pelos mortos eu tenho
uma preferência moribunda.
Pelos mortos de amor
tenho queda profunda.

Felicidades

Lucas Brandão

Fosse eu o primeiro do mundo
no departamento de engenharia
de nome das coisas, daria às rugas
o nome de felicidade, e veria as pessoas
se encherem de felicidade para sempre.

Abraço

Lucas Brandão

Distingo paixão e amor
pela forma do abraço.
Paixão é nó.
Amor é laço.

Desimportâncias

Lucas Brandão

Dirão que as coisas que eu escrevo
não têm tanta importância.
Mas eu já digo: são as desimportâncias
que mais me importam.