Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Só podia ser esse coração louco

O seu coração e a sua alma são cheios de intensidade? Aprenda a controlar os seus sentimentos e instintos para não se arrepender de nenhuma atitude. Seja profundo, mas mantenha a clareza.

continue lendo
Compartilhar

Um coração que quer se arriscar sempre

Meu coração pensa ter mais coragem do que realmente tem e está sempre querendo se arriscar. Não mede esforços, mergulha de cabeça em novas paixões enquanto ainda nem superou as antigas. É confuso, intenso, indeciso e completamente louco. Mas eu tenho que aceitá-lo assim, pois é isso que me leva a ter as maiores aventuras da minha vida.

Não aprendo nunca

Parece que eu não aprendo nunca, estou sempre cometendo os mesmos erros. Estou sempre me apaixonando, mesmo quando não tenho condições, estou sempre me envolvendo com as pessoas erradas nas horas erradas. É culpa desse coração inconstante que me faz sempre escolher os caminhos mais difíceis, que me faz sempre arriscar.

Bagunça

Está tudo uma bagunça: o meu cabelo, minha cama, minhas palavras. Meu coração. Minha vida. Não sei por onde começo para arrumar tudo isso. Tudo foi se misturando, se tornando confuso, os problemas uns por cima dos outros, formaram uma espécie de bola de neve que só vem aumentando a cada dia. Talvez a única forma de resolver tudo isso seja fazer parte do caos que a minha vida se tornou.

Sempre soube que você era a pessoa errada

Sempre soube que você era a pessoa errada, mas mesmo assim insisti. Mesmo assim aceitei que você entrasse na minha vida e colocasse tudo de cabeça para baixo. Talvez seja essa mania de sofrer que já faz parte de mim, essa mania de sempre me arriscar por pessoas que não fariam o mesmo por mim. Talvez seja isso que me defina, isso que me torne quem eu sou.

Só podia ser esse coração louco

Só podia ser esse coração louco. A culpa é dele por eu ter me apaixonado por você de forma tão rápida, tão intensa. Sem freios, sem medir as consequências. O lado racional foi totalmente ignorado em prol dos sentimentos. E por isso eu sofro, mas também me alegro. Pois as borboletas no meu estômago não conseguem se aquietar toda vez que estou perto de você e esse sentimento já se tornou viciante.

O mundo anda muito frio

O mundo anda muito frio. Não sei se isso vem de agora ou de muito tempo atrás. Sei que corações quebrados normalmente nos fazem ter medo. Nos fazem sofrer tanto que chegamos a desistir do amor. Nos fazem nos fechar, construir muros ao redor de nós mesmos para que, dentro deles, nada possa nos atingir. O que ignoramos é que não dá para fazer isso o tempo todo. Se fechar para o amor não quer dizer que você vai parar de sofrer por ele. Pelo contrário, significa que você pode perder oportunidades incríveis pelo caminho.

Não se torne frio só porque um dia alguém o magoou.

Más memórias, boas histórias

Histórias de términos, corações machucados, pedaços seus espalhados pelo chão do banheiro. Choro incontrolável e um sentimento de que há algo entalado na garganta. Eu sei que foram todas as coisas que eu nunca pude te falar. São memórias de que não consigo me desfazer, que não consigo esquecer. Mas, após algum tempo, elas deixam de doer. Se tornam histórias, algumas vezes até engraçadas, que conto na esperança de fazer com que tudo de ruim pelo que passei se vá com o vento, o mesmo que secou as minhas lágrimas.

 

De novo

De novo estou aqui, no mesmo lugar, que já me é tão familiar. As lágrimas descem quentes pelo meu rosto e eu posso sentir o cansaço tomando conta do meu corpo. Não sei mais o que fazer ou como controlar o meu coração e essa sua vontade de sempre viver novas paixões. Parece que não aprendo com meus erros e minhas experiências passadas não me levam a uma evolução. Parece que estou sempre empacada no mesmo lugar, com os mesmos sentimentos e a mesma tristeza que já faz parte de mim.

Familiaridades

Por que você me parece tão familiar? Por que eu sinto como se já te conhecesse, como se já tivesse cruzado o meu caminho com o seu em algum momento?

Por que eu tenho esse sentimento de que você está prestes a bagunçar tudo? Mesmo assim, eu ignoro os sinais e deixo você entrar. Nunca tive medo de amar e não é agora que vou começar.

Meu coração insiste em errar

Não sei porque, mas meu coração insiste em errar. Insiste em sentir coisas que não consigo controlar e que sempre me deixam à beira de lágrimas. Às vezes, ele se faz feliz com pequenas coisas, mas também se chateia e sofre. Eu tento seguir, lidando com as inconstâncias e instabilidades desse coração e aprendendo cada vez mais com o que ele tem a me ensinar.

Mania de errar

E é essa mania de errar que meu coração insiste em se apegar. Por algum motivo, já se tornou algo que não consigo controlar. E lá vai novamente o meu coração, em busca de uma aventura, em busca de algo que o faça bater mais forte. Em busca de alguém para amar, ignorando completamente os meus pedidos desesperados para que ele pare. Ele é teimoso e não sabe quando parar.

Coração que gosta de sofrer

Parece que meu coração gosta de sofrer e mantém algum tipo de obsessão louca com paixões infundadas e impossíveis. Não é preciso muito para que ele se entregue. Um sorriso na hora certa, um gesto que pareceu tão lindo naquele momento que eu gostaria de poder ter fotografado. E, quando dou por mim, já estou envolvida, perdendo completamente o controle das minhas ações. É a paixão que me pega toda vez em que estou despreparada.

Intensidade

Quem me governa é a intensidade e isso já acontece há muito tempo. Talvez faça parte da minha personalidade o fato de eu não conseguir sentir pela metade. Comigo é tudo ou nada, ou você está comigo ou não está. Pois prefiro ser assim do que ser rasa ou superficial demais. Eu gosto é de profundidade, por mais que às vezes ela me dê medo. Por mais que eu corra o risco de me afogar.

Impasses

Os impasses estão sempre presentes em minha vida e eu fico tentando entender o porquê. Talvez seja o timing, a pessoa certa na hora errada, ou a pessoa errada na hora certa. Não sei ao certo explicar, mas sei que, quando me apaixono, não sou correspondida. E, quando não me apaixono, sou. Parece uma Lei de Murphy eterna que sempre faz questão de bater à minha porta. E eu tento fazer com que tudo fique menos anormal, mas parece sempre faltar um pouco para chegar lá.

Não me arrependo

Dizem por aí que sou muito intensa, que me apaixono fácil demais, que quebro a cara mais vezes do que o necessário. Mas eu não me arrependo de ser assim. Sei que esse é o meu jeito e já me aceitei como sou. Sim, eu me arrisco, mas pelo menos sei que estou vivendo a minha vida do melhor jeito possível. Estou satisfeita e aprecio tudo o que aprendi durante essa caminhada. E não há nada que vá diminuir a minha intensidade ou a minha vontade de viver.

fechar