Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Todo tipo de sentimento

O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã. Alguns sentimentos, por mais intensos que se apresentem em seu coração, não duram para sempre. Por isso, não deixe de compartilhar como você está se sentindo.

continue lendo
Compartilhar

Alegria

Bruno Érnica

Busquei por muito tempo formas de me manter alegre. Ajudei os outros, contei piadas, falei sobre o bem, sorri, fui gentil, fiz compras, comi meus pratos favoritos, viajei. Nada me bastou.

Aí deixei de procurar a alegria por aí.

A encontrei em mim.

Insegurança

Bruno Érnica

Limpa teus ares.
Descobre que tudo
não passa de uma cobrança
desnecessária.

Cancela teu mundo,
a cabeça cria a aliança
com os transtornos e
os obstáculos
e o futuro torna-se
o teu adversário.

Releva teus pesares.
Perceba que a confiança
que falta na atitude
é a mesma
que sobra em outro cenário.

Nada mais te fará falta,
desde que você seja uma criança.
Muda teu rumo.
Desvenda a tua insegurança.

As certezas da insegurança

Bruno Érnica

Me levo para lados incertos, na esperança de me encontrar nas brechas das dúvidas. Corro por caminhos estreitos, para me equilibrar mais fácil no percurso. Duvido de mim e das minhas dúvidas, como se as novas fossem me proporcionar mais saber.

Eu tenho medo de acreditar. Tenho medo de imaginar que vai dar certo, cogitar que serei feliz, encontrar a calmaria. O meu pessimismo é ciumento e só deseja o pior para mim. Ele tem medo de que algo possa me devolver o rumo, sendo que o destino é me perder dentro de mim...

Não sou inseguro, só não sei o que fazer comigo.

Era pra gente

Bruno Érnica

Era pra gente ser feliz.

Era pra gente estar agora na mesma cama, deitados, assistindo a uma série que um gosta mais do que o outro, só pela companhia.
Era pra gente estar agora empurrando um carrinho de supermercado, fazendo as compras do mês, discutindo porque um quer levar duas caixas de Bis e o outro argumentando que ainda tem algumas na despensa.
Era pra gente estar agora no site do Cinemark escolhendo qual filme vamos ver no shopping, na dúvida entre um besteirol e um suspense, escolhendo a melhor poltrona, sendo que um prefere bem no fundo e o outro prefere mais perto da tela.
Era pra gente estar agora rindo um do outro, porque um falou uma palavra errada, porque o outro está com o cabelo bagunçado, porque vemos graça onde não existe.
Era pra gente estar agora no mesmo lugar, decidindo o futuro juntos, vivendo o mesmo tempo e dividindo o mesmo espaço, mas estamos separados, cada um no seu canto, cada um por si, cada um sendo um só.

Era pra gente ser feliz, juntos.

Me perdoo

Bruno Érnica

Vou me perdoar... Vou me abster de cada pedaço sujo da minha alma, consumida pela minha impulsividade. Vou absorver cada pedaço da minha mente que se pune ao lembrar que se rende aos desejos e fetiches. Vou parar com o autoflagelo, com a punição física e mental e me render a realidade. Vou aceitar meus erros e me entregar a eles. Vou parar de fugir e me enfrentar. Vou me dar a redenção.

 

Acaba logo

Bruno Érnica

Acaba logo. Finaliza essa obrigação antes que ela finalize comigo. Estou preso neste término eterno. O prazo é postergado e a minha ansiedade não. Estou disputando comigo um espaço em minha própria vida. Chega disso. Chega de tanto por tão pouco. Me dê adeus.

Gabaritado

Bruno Érnica

Escolha a alternativa correta que mais se encaixe com a errada.
Descubra o erro.
Aponte quais as semelhanças entre I, II e III.
Descreva uma situação atípica que acontece todos os dias.
Elabore um sofrimento completo.
Desenvolva uma mágoa em decassílabos tônicos.
Ache a coluna correspondente com a problemática de seus problemas.
Disserte sobre sentimentos que você não pode contar a ninguém. Máximo meio bilhão de caracteres.
Marque com caneta vermelha as respostas.
Não entregue o gabarito.

Sobras

Bruno Érnica

Não sei de onde vem, mas chega se espreitando pelas beiradas. Aos poucos vai comendo as bordas, mesmo que estejam quentes, e que se dane a língua. É melhor queimá-la do que congelá-la.

E a fogo vai se consumindo, vai me consumindo, vai nos consumindo, até que não sobra mais nada no prato.

Não sobra nada visível. São apenas sobras.
Sobras de saudade.

Viva pelo seu próprio sonho

Bruno Érnica

Esse sonho não é meu, nunca foi. Entrei nele para ajudar um amigo, um parente, um chefe. Estou brincando de fada madrinha e usando a varinha de condão da empatia para fazer o desejo de alguém se concretizar.

O meu sonho, agora, é de alguém. Deixei de fazer, estava ocupado sendo feliz por outra pessoa. Neste momento, há alguém sorrindo com a minha boca, que esteve ocupada dando ideias para outras pessoas. Meus sonhos estão perdidos na força de vontade de alguém que decidiu mudar.

Tem gente vivendo os nossos sonhos e a gente tá sempre vivendo pelo sonho de alguém. E quando é que vamos viver os próprios sonhos?

Casa errada

Bruno Érnica

As críticas entraram
e dominaram o lugar.
Nunca foram bem aceitas,
a hipocrisia dominou o lar.

A casa agora é feita de mentiras
e de inverdades para quem gosta de escutar.
Fechei as portas,
saí do quarto,
aluguei as verdades, revoguei os hipócritas, aprendi esnobar.

Roupa de cama

Bruno Érnica

Entre seus lençóis
e o seu pijama,
descobri que não estamos a sós
e que já não me ama.

Tanto suor já passou por este colchão,
que já não faz mais diferença a roupa de cama.
Sei que seu quarto ainda me ama,
mas meu amor vai encontrar outra alocação.

Você é a minha biblioteca

Bruno Érnica

Eu não preciso de óculos para decifrar as letras miúdas que encontram-se em seu rodapé. Consigo descobrir o que significa cada palavrinha, cada vogal e consoante perdida entre um sorriso e uma bronca. Consigo saber exatamente o que você deseja só de te olhar, sem precisar te abrir.

As suas entrelinhas são um prazer para a minha leitura. Através delas descubro por quais caminhos seguir, o que te aflige, como podemos caminhar para a felicidade. Você é o prefácio da minha vida. Por mais intangível que seja um sentimento ou uma emoção, consigo descobrir através do glossário que se esconde em seus olhos.

E cada vez que passamos por uma livraria, me pergunto: por que comprar um livro se eu posso te ler?

fechar