Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Tudo bem sentir saudades

Mesmo que a gente consiga se manter em contato com aqueles que amamos via internet e telefone, no fundo todos nós sabemos que não é a mesma coisa! Estar cara a cara, sentir o toque, o abraço, o riso. O ponto disso tudo é: tá tudo bem sentir saudades! E, às vezes, mesmo sentindo muito carinho, temos que nos afastar porque alguns relacionamentos não nos fazem bem ou apenas porque os relacionamentos simplesmente acabam! Sentir saudade significa que você está vivo e viveu bem os bons momentos! Sentir saudade significa que sua história foi marcada por bons sentimentos e por lindas histórias! Tá tudo bem, não se prive de sentir! Aceitar o sentimento é a melhor forma de lidar com ele!

Tudo bem sentir saudades

Homem pensativo

A gente teme experiências a todo momento. Seja com pessoas, seja com situações. Fatos que nos trarão lembranças, que nos farão sentir saudades. E tudo bem ter esse sentimento, pois é graças a ele que nos reconectamos com o que é bom para o nosso coração. Só não deixe que a saudade se transforme num saudosismo e na vontade de querer ficar parado no tempo vivendo das recordações.

Temos um coração

Mulher mexendo em celular na praia

Sentir saudades nos faz lembrar que temos coração, que temos sentimento, que temos sensibilidade e que aconteceram coisas boas na nossa vida. E revivê-las por meio das lembranças traz um grande alento, é reconfortante. Do que você sente saudade?

Meu filhote peludo

Mulher segurando cachorro

Sinto saudades do meu melhor amigo, meu companheiro de quatro patas. Chegou aqui filhotinho e se tornou meu filho. Cuidei de você, mas fui muito mais cuidada por seus carinhos, seus lambeijos. Hoje você não está mais aqui, cumpriu seu tempo na Terra. E se existe um céu neste mundo, com certeza é o dos cachorros, porque eles são todos verdadeiros anjos nas nossas vidas.

Meus tempos de criança

Saudades dos tempos de criança. Quando a gente podia correr na rua, jogar bola, pular corda e dar voltas pelo quarteirão. Era tão gostoso passar ali naquele larguinho e ver a galera jogando todo fim de tarde – vôlei, queimada, pique-bandeira. Era sempre divertido. Tivemos uma infância saudável, livre, off-line. Isso era tão bom!

Alivie seu coração com as palavras

Querido avô

Mulher abraçada com avó

Sinto saudades do meu vozinho, uma pessoa querida e amável. Todo mundo gostava dele, ele era o cara. Comunicativo, simpático, amava os animais e sempre tinha as melhores piores piadas. Era sempre tão divertido quando chegava a tarde e a gente se sentava pra bater altos papos. Algumas pessoas bem que poderiam ser eternas, não é?

O mundo sem redes sociais

Cheguei a viver num mundo ainda não muito conectado, quando a internet ainda era discada. Era um sofrimento, viu? Mas éramos mais devagar, menos estressados, sem polarizações. Não vivíamos nesse frenesi on-line, nessa loucura por saber tudo que está acontecendo no mundo virtual, essa necessidade de likes a todo instante. Sim, era um tempo que não tinha todos os atuais benefícios, mas também não tinha as mazelas dos tempos modernos. Que saudades desse tempo!

Confira belas mensagens sobre amizade real

Dindim

Homem com mãos no bolso

Saudade dos tempos em que eu recebia menos boletos. Como era maravilhoso virar o mês no azul. Hoje é o contrário: está sobrando mês no fim do salário. Salário cada vez mais curto, enquanto os boletos parecem ter se multiplicado. Dinheiro, cadê você? Tô com saudades...

Amigos distantes

Tudo bem, eu sei que hoje a gente tem a possibilidade de conversar com a galera pelas redes sociais, para saber as novidades, dar os parabéns pelo aniversário. Mas nada como aquele café, uma pausa pra olhar no olho. Que saudades eu sinto dos velhos amigos, daqueles que estão muito longe. Fica mais difícil encontrá-los pessoalmente. Quem sabe um dia não marcamos um super-encontro pra matar essa saudade?

Descubra o lado bom da saudade

Filhos que ganham asas

Mãe e filho

Ontem mesmo você era um bebezinho cujas fraldas eu vivia trocando. Você chorava, e tudo se resolvia com um colinho quentinho. Ah, filho(a)! que saudades dessa época, saudades até das suas birras. Hoje você está se preparando pra alçar seu voo solo, vai seguir o seu caminho. Como mãe, é um misto de orgulho e de medo. Mas temos que apoiar, afinal, criamos nossos filhos para o mundo. Fique sabendo: estarei sempre aqui!