Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Dia Nacional da Umbanda

No dia 15 de Novembro é celebrado o Dia Nacional da Umbanda. A Umbanda é uma religião e seus rituais são pouco conhecidos, por isso, normalmente, são entendidos erroneamente. Entenda melhor o que ela é e como funciona!

O que é?

A umbanda é um tipo de religião, que nasceu da mistura de diversas crenças, vindas de outras religiões como espiritismo, catolicismo, entre outros. A religião veio da cultura afro, entretanto sofre influências de muitas outras culturas, brasileiras ou não.

A primeira tenda Umbanda

Registrada em cartório por Zélio Fernandino de Moraes, em 1908 e era nomeada como Tenda de Umbanda Nossa Senhora da Piedade. Nesta tenda, não existiam atabaques, porque estes foram incorporados posteriormente.

Gira de Umbanda

Este é o ritual mais conhecido da religião, marcado fortemente pelas rodas de pessoas, todas vestidas de roupa branca, para orar aos Orixás. Cada terreiro tem a sua forma de praticar este ritual, com regras e filosofias diferentes. Entretanto, a base é igual para todos.

Pomba Gira

Pomba gira é uma entidade espiritual da umbanda, que se manifesta incorporada em um médium. É a mensageira entre o mundo dos orixás e a terra. Segundo a umbanda a pomba gira é um espírito da luxúria, sendo que todos os prazeres desse mundo lhes são agradáveis.

As cores predominantes da pomba gira são o vermelho e o preto. É representada com saias rodadas, blusas rendas, colares, flores e muitos enfeites. Suas oferendas preferidas são o champanhe, o vinho, a pinga, o espelho, as bijuterias, batons etc.

Xangô

XANGÔ, o grande rei, Orixá da justiça, aquele que resolve impasses e lidera seu povo como ninguém, vaidoso, rico e elegante, absoluto nas montanhas e pedreiras, seus domínios naturais.

Dia da semana: Quarta-feira
Saudação: Caô Cabiecilê!
Sincretismo: São Jerônimo - comemorado no dia 30 de setembro e também São João Batista (24.6) e São Pedro (29.6).
Cores: Na Umbanda, marrom, no Candomblé, vermelho e branco.
Símbolos: O oxé, machado de lâmina dupla feita em pedra e a pedra de raio.

Iemanjá

A rainha do mar, o Orixá feminino mais popular no Brasil, mãe dos filhos que são peixes e por isso alvo de devoção de pescadores, marujos e de todos aqueles que vivem do mar e para o mar. Considerada a Mãe de todos os Orixás.

Dia da semana: Sábado.
Saudação: Odoiá.
Sincretismo: Nossa Senhora da Glória no Rio de Janeiro, Nossa Senhora dos Navegantes no Rio Grande do Sul e Bahia e Nossa senhora da Conceição em São Paulo.
Cor: Azul claro.
Símbolos: Um leque chamado abebé contendo uma sereia.

Iansã

Orixá dos ventos e das tempestades, rainha dos raios, guerreira das mais temidas. Iansã é a beleza natural da mulher que abre mão da vaidade (porque pode fazer isso sem prejuízo ao seu poder de sedução) para lutar pelo que almeja.

Dia da semana: Quarta-feira.
Saudação: Eparrei Oiá!
Sincretismo: Santa Bárbara, comemorado dia 4 de dezembro.
Cores: Amarelo-ouro (Umbanda) vermelho (Candomblé).
Símbolos: Chifres de búfalo e um alfaje.

Os 7 Orixás

Cada pessoa nasce sob o manto de vibração de algum dos Orixás, fato que é descoberto em rituais da religião. Os orixás exercem uma enorme influência em seus “Filhos”, aqueles que nasceram sob o seu manto. Neste ponto, cada terreno também pode cultuar mais Orixás do que alguns outros, porém os mais importantes são:
Oxalá – A Paz
Ogum – O Guerreiro
Iemanjá – A Rainha do Mar
Oxum – O Ouro
Xangô – O Rei
Iansã – A Tempestade
Oxossi – O Caçador

Origem do Dia Nacional da Umbanda

De acordo com a história, em 15 de Novembro de 1908, um espírito teria se manifestado pela primeira vez em um jovem médium de 17 anos, Zélio Fernandino de Moraes, e mandado criar um novo culto, a Umbanda.

Diferentes tipos de Umbanda

Com o tempo, a religião passou por diversas transformações e também criou algumas ramificações. Algumas delas são:

Umbanda Tradicional – Criada pelo Zélio Fernandino de Moraes, no Rio de Janeiro.

Umbanda Traçada – Ou, Umbandomblé, onde um mesmo sacerdote pode realizar sessões distintas de umbanda ou de candomblé.

Umbanda Branca – utiliza elementos espíritas, kardecistas e os adeptos usam roupas brancas.

Umbanda de Caboclo – forte influência da cultura indígena brasileira.

Principal fundamento

A ritualística de Umbanda é muito vasta e é passada de pai pra filho durante as gerações. Porém, o principal fundamento desta religião é a caridade, passada através dos atendimentos realizados. Através da incorporação mediúnica, as entidades espirituais prestam socorro às pessoas que recorrem aos centros de Umbanda.

Influência do Candomblé

O candomblé é a religião que mais influencia a Umbanda. Foi trazida pelos Pretos velhos, escravos trazidos da África que eram adeptos a esta religião. Como cada terreno é administrado individualmente pelos guias patronos, é ele quem determina alguns fundamentos e, por isso, a forte influência dos Pretos Velhos.

Outra prova desta influência são os Orixás. Os orixás são os mesmo cultuados pelo Candomblé, mas a diferença está na forma de cultuá-los. Os atabaques também foram uma influência do Candomblé.

Oxalá

Sincretisado com Jesus Cristo, é o maior dos Orixás cultuados na Umbanda. Sua imagem esta no centro do congá de quase todos os terreiros, é o Orixá da paz, do branco, do poder e da superioridade espiritual.

Dia da semana: Sexta-feira ou domingo.
Saudação: Êpa Êpa Babá ! (Viva o Pai).
Sincretismo: Jesus Cristo, N.Sr. do Bonfim.
Cores: Branca
Símbolos: Oxaguian , espada e "mão de pilão" em metal branco. Oxalufã, opaxorô, cajado de prata , chumbo ou metal branco.

Ogum

Senhor das estradas, da guerra, das lutas e batalhas do nosso dia-a-dia, protetor de quem vai a luta, é o soldado e executor das leis divinas.

Dia da semana: Terça-feira.
Saudação: Ogum ê.
Sincretismo: Em São Paulo é São Jorge - 23/04 e na Bahia é Santo Antônio - 13/06.
Cores: Vermelho (umbanda) azul marinho (candomblé)
Símbolos: Espada, lança.

Oxóssi

Orixá das matas e florestas, tão bom protetor dos animais quanto bom caçador, que só o faz para garantir a subsistência de usa tribo, comunidade, povo.

Dia da semana: Quinta-feira.
Saudação: Okêaro!
Sincretismo: São Sebastião - Umbanda São Paulo e Rio de Janeiro - Candomblé São Jorge - comemorado no dia 20 de Janeiro.
Cores: Verde na Umbanda e no Candomblé.
Símbolos: O arco e a flecha de ferro fundido.