Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Yom Kipur

O Yom Kipur, também chamado de Kippur, é uma das datas mais importantes e esperadas do calendário judaico. Também conhecido como Dia do Perdão, é um dia de jejum e muita oração.

Yom Kipur

O Yom Kipur, também chamado de Kippur, é um feriado judaico e uma das datas mais importantes no calendário dos judeus.

Quando acontece

O Yom Kipur começa no crepúsculo que inicia o décimo dia do mês hebreu de Tishrei (entre setembro e outubro do calendário gregoriano) e termina até o pôr-do-sol do dia seguinte.

Orações

Juntamente com o jejum, o Yom Kipur é uma data de intensa oração e contato com Deus. É comum fazer durante o Yom Kipur, as orações Vidui, uma confissão, e Al Chet, uma lista de transgressões entre o homem e Deus e o homem e seu semelhante. Durante essa oração, é possível incluir qualquer transgressão que se queira na lista apropriada.

Proibições

Visando atingir essa sincronia do yetzer hatóv com o yetzer hará, o feriado do Yom Kipur term algumas proibições:

1. Comer;
2. Manter relações conjugais;
3. Passar desodorante, cremes ou qualquer tipo de cosmético;
4. Usar calados de couro;
5. Tomar banho por alguma motivo que não seja necessidade.

Mais sobre proibições

Para aproximar o espírito de Deus, o jejum é necessário. Durante o Yom Kipur, nada pode ser comido ou bebido, inclusive água. Não é permitida lavar a boca, escovar os dentes ou banhar o corpo ser necessidade. Somente o rosto e as mãos devem ser lavados pela manhã, antes das orações. O jejum não é permitido para crianças menores de 9 anos, pessoas gravemente enfermas, mulheres grávidas ou que tiveram filho há menos de 30 dias. Só é permitido se alimentar se alguém estiver passando mal a ponto de desmaiar ou se há alguma epidemia ou doença contagiosa que exija alimentação.

Não é permitido trabalhar ou usar sapatos e outras peças de corou, pois não se pode usar nenhum material para o qual seja necessário matar um animal.

Judaísmo

Judaísmo é a religião monoteísta mais antiga do mundo, sendo criada por volta do século XVIII a.C., quando Deus mandou que Abraão procurasse a terra prometida. A religião desenvolveu-se junto ao povo hebreu, através de Moisés e de reis como Saul, Davi e Salomão.

Os judeus creem no deus YHWH (traduzido como Javé, Iavé, Jeová ou Ieová, em português), o criador do universo, um ser onipotente, onipresente e onisciente.

O livro sagrado dos judeus é o Torá, ou Pentateuco, revelado diretamente por Deus.

Os cultos judaicos são realizados em templos denominados Sinagogas. Os homens usam uma pequena touca, denominada kappa, como forma de respeito a Deus.

Os principais rituais são a circuncisão, realizada em meninos com 8 dias de vida, representando a aliança entre Deus e Abraão; e o Bar Mitzvah, para menino, e a Bat Mitzvah, para meninas.

Yom Kipur na Torá

O Torá, uma das partes que constituem o texto central do judaísmo, explica o Yom Kipur no livro de Levítico.

"Ora, o décimo dia desse sétimo mês será o dia da expiação; tereis santa convocação, e afligireis as vossas almas; e oferecereis oferta queimada ao Senhor." Levítico 23:27

Essência do Yum Kipur

A essência do Yom Kipur é dar prioridade à alma e evitar ações que causem aflição ao corpo. Pela visão judaica, o ser humano é constituído pelo yetzer hatóv (o desejo de fazer o essencial, corretamente e identificado com a alma) e o yetzer hará (o desejo de seguir os instintos, identificado com o corpo). O desafio da vida é sincronizar o yetzer hatóv e o yetzer hará.

O feriado

Os judeus fazem do Yom Kipur uma data de intensa oração e um período de jejum que dura 25 horas.

Data do Yom Kipur

Como o Yum Kipur segue o calendário judaico, a data do Yom Kipur varia de ano para ano no calendário gregoriano, o que usamos no dia a dia. Confira as datas passadas e as próximas do Yom Kipur, por ano:

2010: 18 de setembro
2011: 8 de outubro
2012: 26 de setembro
2013: 14 de Setembro
2014: 4 de outubro
2015: 23 de setembro
2016: 12 de outubro
2017: 30 de setembro
2018: 19 de setembro
2019: 9 de outubro
2020: 28 de setembro

Festa

Findando o Yom Kipur, o sentimento é festivo e de alegria, não perdendo de vista o fato de que o feriado é um dia santo de júbilo.

Dia do Perdão

O Yom Kipur marca o fim de um processo chamado teshuvá (retorno ao bem, arrependimento). Durante o Yom Kipur, as orações devem ser voltadas ao pedido de perdão do homem para Deus com relação aos pecados e transgressões que cometeu. A Kipur, expiação do pecado, só acontece se pedimos, previamente, perdão a quem ofendemos e magoamos, se não Deus não poderá intervir. Por isso, costuma-se, nos dias anteriores ao Yom Kipur, pedir perdão para todos aqueles que ofendemos. Ao contrário do que muitos pensam, o jejum não faz parte do ritual do perdão, só tem a função de distanciar o homem das necessidades corporais e aproximá-lo das necessidades espirituais.

Festas Judaicas

Além do Yom Kiur, existem outras festas religiosas judaicas. As datas não são fixas, pois seguem o calendário hebreu, um calendário lunisolar. As principais festas judaicas são as seguintes:

Purim - os judeus comemoram a salvação de um massacre elaborado pelo rei persa Assucro.

Páscoa - comemora-se a libertação da escravidão do povo judeu no Egito, em 1300 a.C.

Shavuót - celebra a revelação da Torá ao povo de Israel, por volta de 1300 a.C.

Rosh Hashaná - é comemorado o Ano-Novo judaico.

Sucót - refere-se a peregrinação de 40 anos pelo deserto, após a libertação do cativeiro do Egito.

Chanucá - comemora-se o fim do domínio assírio e a restauração do tempo de Jerusalém.

Simchat Torá - celebra a entrega dos Dez Mandamentos a Moisés.