Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Michael Jordan sorrindo

Curiosidades sobre Michael Jordan

Vida de atleta não é muito fácil, se considerarmos as polêmicas, revelações, esforços necessário para se alcançar as metas e muitas outras curiosidades que podem aparecer durante a carreira! A ironia é: o maior jogador de basquete na época da escola era considerado baixo demais para esse esporte e com isso ele tentou diversos outros! Mas, ainda bem que ele seguiu seu sonho e se empenhou para acertar a cesta no momento certo, com a sua camiseta preferida: 23. Assim como outros atletas, Michael Jordan também tem muitas curiosidades impressionantes e muitos fatos interessantes que você precisa saber!

continue lendo
Compartilhar

Michael Jeffrey Jordan

Michael Jordan jogando

Nascido em 17 de fevereiro de 1963, no Brooklin, em Nova York, Michael Jeffrey Jordan se apaixonou pelo basquete em Carolina do Norte. Ele era muito baixo para jogar basquete no Ensino Médio - ele tinha apenas 1,80m - e até se aventurou por outros esportes, mas era pelo basquete que seu coração batia. Sem conseguir vaga no time principal, foi para a equipe junior da escola e de lá, foi construindo seu nome e fama. Em 1981, já com 1,90m, conseguiu uma bolsa de estudos para integrar o tima da Universidade da Carolina do Norte. Dali, conquistou o mundo: chegou aos 1,98m, ao Chicago Bulls e ao coração de todo o mundo.

Chicago Bulls

Os nomes de Michael Jordan e do time 'Chicago Bulls" estão fortemente ligados, afinal foi lá que o jogador estreou na NBA. Mas, nem todo mundo acreditava no seu potencial: Rod Thorn, gerente geral do "Bulls", chegou a dizer que Michael Jordan não era um jogador dominante. O motivo? Eles procuravam um jogador com pelo menos 2,13 metros e Jordan tinha "apenas" 1,98m.

Air Jordan

Rejeitado muitas vezes por sua altura no inicio da carreira, Michael Jordan aprimorou profundamente suas capacidades técnicas. Tanto que tornou-se capaz de dar saltos tão altos e de tão longes, que parecia andar no ar. Por isso, ganhou o apelido de 'Air Jordan' e levava até a torcida adversária ao êxtase por vê-lo jogar.

Saiba mais sobre Michael Jordan

Cláusulas incomuns

Michael Jordan com o uniforme da seleção americana de basquete

O descrédito era tanto quando Michael Jordan começou que o primeiro contrato assinado com o Chicago Bulls tinha cláusulas de participação nos lucros advindos diretamente do jogador, um protótipo da marca "Jordan". Não era algo que o time não costumava aceitar, mas como não acreditavam que Jordan fosse ter um nome tão forte, concordaram. Ao final do primeiro contrato, o rendimento dos lucros era maior que o salario acordado. E o Chicago Bulls deixou de ser uma franquia menor da NBA para se tornar um dos melhores times.

Baixo demais

Quando ainda estava no Ensino Médio, Michael Jordan tentou entrar para o time principal de basquete da escola onde estudava, a Laney High School, na Carolina do Norte, e foi rejeitado por ser muito baixo. Na época, o jogador tinha apenas 1,80m. Aceitou então ficar no time júnior, e de lá mostrou do que era capaz.

Geografia Cultural

Foto de Michael Jordan durante jogo de basquete

Nos EUA, as ligas universitárias de esportes são muito fortes e acabam servindo de passagem para o mundo profissional. Entrar para o time da Universidade é também uma forma de alunos que não poderiam pagar pelos estudos conseguirem se graduar. Para participar do time, não basta ser um bom jogador, é preciso também estudar. Assim, além de construir sua brilhante carreira brilhante no time da Universidade da Carolina do Norte, também se graduou em Geografia Cultural.

 

O número 23

Michael Jordan sempre quis ser jogador de basquete e lutou muito para tornar o sonho possível. Tinha até um número favorito, com o qual queria jogar: 45, o número da camisa de basquete de seu irmão. Mas, ao entrar para o time da escola, ainda no Ensino Médio, o 45 já estava ocupado. Foi então que ele dividiu 45 por dois e arredondou pra cima, abraçando o número 23 para sempre.

Outros esportes

Durante sua carreira como esportista, Michael Jordan praticou outros esportes. No início, ainda no Ensino Médio, enquanto não entrava para o time de basquete, praticava baseball e futebol americano, além do próprio basquete, claro. Em 1993, após a morte do pai, passou quase um ano jogando baseball, mas sem grande destaque no esporte. E atualmente, após sua aposentadoria, tem se mostrado um grande destaque na prática de golfe.

Grandes lances que mudaram sua vida como o maior astro do esporte!

All Stars

Michael Jordan com troféu da NBA

Em todas as temporadas em que jogou integralmente, Michael Jordan foi escolhido como integrante do time oficial do All-Stars. Jordan foi fantástico e produtivo até o último jogo.

Sapato Caro

O chamado "time dos sonhos" conquistou duas medalhas de ouro para os EUA nas Olimpíadas. E o sapato que Michael Jordan usou em 1984, na final das Olimpíadas contra a Espanha, foi posteriormente leiloado por U$190.373,oo.

Atleta que mais fatura

Mesmo depois de aposentado, Michael Jordan ainda é o atleta que mais fatura na NBA. Em publicação da Forbes de setembro de 2019, o jogador aposentado lidera a lista dos atletas que ganham dinheiro na NBA, com 145 milhões de dólares por ano. Só com a venda de seu famoso tênis 'Air Jordan', são U$130 milhões ao ano.

Você conhece Stephen Curry?

Para sempre 23

Michael Jordan jogando

Tanto a Universidade da Carolina do Norte quanto o Chicago Bulls retiraram a camisa 23 depois que Michael Jordan deixou o basquete em 1993, pois sabiam que ela representava uma lenda. Quando retornou, em 1995, teve que jogar com a camisa 45 porque a sua já estava aposentada.

A Mansão

Nem só no jogo os números de Michael Jordan impressionam. O jogador possui uma extraordinária mansão em Chicago que ocupa uma área de três mil metros quadrados. A mansão foi colocada à venda por 29 milhões de dólares, mas não encontrou compradores. O local continua à venda, mas por 14 milhões de dólares.

O que é que há, velhinho?

Imagem de divulgação Space Jam

Michael Jordan não foi apenas um gigante do basquete: é um ícone do esporte, uma grande personalidade em si. Parte disso se deve ao seu carisma, o que fez com que sua aparição em "Space Jam", um filme que mistura desenhos animados com pessoas reais e onde a missão de Jordan era salvar o planeta em um jogo de basquete, fosse um grande sucesso.

Colecionador de carros

Fora das quadras, Michael Jordan levava (e ainda leva) uma vida de ostentação e adrenalina. Possui uma coleção de carros e não é raro vê-lo por aí andando de helicóptero para chegar mais rápido aos seus destinos.

Vivendo da Marca

Michael Jordan segurando um dos tênis da sua marca

Michal Jordan está aposentado das quadras há anos, mas continua trabalhando: ele empresaria a própria marca. Só com a Nike, a venda de seus tênis gera cerca de 100 milhões de dólares ao ano.

Três aposentadorias

Em 1993, o pai de Michael Jordan foi assassinado e isso mexeu profundamente com o jogador: deixou o basquete e entrou para um time de baseball, o esporte favorito de seu pai. Apesar de se dedicar, não era um jogador de baseball tão bom quanto de basquete. Voltou às quadras, em 1995, onde ficou até 1999, quando anunciou sua saída do basquete novamente. Retornou em 2000, atuando como presidente de operações de um time, e depois como jogador. Permaneceu até 16/04/2003, quando se aposentou definitivamente. Hoje, empresaria suas próprias marcas e continua movimentando milhões de dólares.

fechar