Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Músicas de Ano Novo

Que seja feliz quem souber o que é o bem... Músicas velhas ou novas, prepare-se para cantarolar muito no ano que está por vir.

O rei chegou

Chico Buarque

O rei chegou
E já mandou tocar os sinos
Na cidade inteira
É pra cantar os hinos
Hastear bandeiras
E eu que sou menino
Muito obediente
Estava indiferente
Logo me comovo
Pra ficar contente
Porque é Ano Novo

Há muito tempo
Que essa minha gente
Vai vivendo a muque
É o mesmo batente
É o mesmo batuque
Já ficou descrente
É sempre o mesmo truque
E que já viu de pé
O mesmo velho ovo
Hoje fica contente
Porque é Ano Novo

A minha nega me pediu um vestido
Novo e colorido
Pra comemorar
Eu disse:
Finja que não está descalça
Dance alguma valsa
Quero ser seu par
E ao meu amigo que não vê mais graça
Todo ano que passa
Só lhe faz chorar
Eu disse:
Homem, tenha seu orgulho
Não faça barulho
O rei não vai gostar

E quem for cego veja de repente
Todo o azul da vida
Quem estiver doente
Saia na corrida
Quem tiver presente
Traga o mais vistoso
Quem tiver juízo
Fique bem ditoso
Quem tiver sorriso
Fique lá na frente
Pois vendo valente
E tão leal seu povo
O rei fica contente
Porque é Ano Novo

Lá vem o Ano Novo - Parte 1

Palavra Cantada

Foi no dia 31 de dezembro. Vocês sabem que o dia 31 de dezembro é o último dia do ano.
Lá na Casa do Tempo, todos estavam se preparando pra começar o novo ano.
O Ano Velho já estava muito cansado de tanto trabalhar. E o Ano Novo estava prontinho pra nascer.
Todos os ajudantes do Tempo, os segundinhos, os minutos, as senhoritas horas, as senhoras semanas, os doutores meses, todos preparavam-se pra a passagem do ano.
Cada grupinho discutia seus problemas. Os segundinhos estavam muito aborrecidos:
- Ah, isso é uma injustiça. nós que somos os menores de todos é que temos que trabalhar mais! e os minutos, aqueles enjoados, vivem nos empurrando! "Anda depressa! Não pode atrasar! Deixa de moleza!"
Os minutos também tinham seus problemas:
- Esses segundos nos dão muito trabalho. temos que estar contando todo tempo e eles são tantos! Todos parecidos! Vivem loucos para entrar no escorregador do tempo. De vez em quando, um deles entra na fila antes da hora e sai cada confusão!
O que vale é que lá na Terra ninguém percebe nada.
A Meia Noite é que estava mais importante de todos. quando na Terra se fazem grandes festas pra comemorar o Ano Novo, Dona Meia noite estava toda vestida para a festa: de vestido comprido, plumas na cabeça. Parecia até uma estrela de cinema! E andava de um lado para o outro perguntando:
- Estou bem? que tal meu vestido novo? Cuidado com minha cauda! Esses segundinhos são tão levados...
E lá na Terra todos se preparavam também. Na casa da vovó Emília, havia uma grande festa.
Enquanto as pessoas grandes faziam os doces e enfeitavam a casa, as crianças, todos os netinhos de Dona Emília, preparavam grandes listas de resoluções para o Ano novo:
- Não vou mais comer escondido.
- Nem eu.
- Não vou mais faltar a aula pra jogar futebol.
- Eu não vou mais amarrar latas no rabo do Epitácio.
- Não vou mais puxar o rabo da gata Vitiver, coitadinha...
- Não vou mais contar nenhuma mentira.
Quando estava quase na hora, Dona Emília e Seu Tonico e todos os convidados vieram para a sala. E começaram a distribuir apitos, línguas de sogra, tudo que faz bastante barulho.
Pedroca tinha trazido sua corneta:
- Eu é que vou fazer mais barulho que todo mundo!
Joãozinho já estava com alfinete na mão para estourar todas as bolas.
Mas alguma coisa muito esquisita estava se passando. O relógio continuava andando normalmente, mas a meia noite não chegava nunca!
Todos começaram a ficar espantados.
Vovô Tonico tirou até seu grande relógio de bolso, que a vovó Emília chamava de Cebolão.
Até o cuco veio dar uma espiadinha pra ver o que estava acontecendo.
É que lá na Casa do Tempo havia um grande problema: quando chegou a hora de Dona Meia Noite passar para a Terra, ela resolveu fazer greve!
- Não vou! Não vou e pronto!
- Mas não vai por quê? - perguntou o Tempo -que é o chefão lá deles.
- Não vou porque estou cansada de tanta fita. Olhe só lá na Terra! - e Dona Meia Noite continuou - Ah! Eu estou cansada de tanto fingimento. Todo ano é a mesma coisa! Prometem ficar bonzinhos, mas amanhã, estão todos fazendo as mesmíssimas coisas.

Lá vem o Ano Novo - Parte 2

Palavra Cantada

Um segundinho passou reclamando:
- Dona Meia Noite, passa logo! Eu não estou acostumado a trabalhar tanto!
O Tempo já estava aflito:
- Eu não posso parar, Dona Meia Noite! Anda logo!
Dona Semana também tentou convencer a teimosa:
- Se a Senhora não passar, não vai haver Ano Novo! Coitadinho dele...e o Ano Velho, coitado, vai ter que trabalhar o resto da vida! Ele qe já está tão velhinho...
- Ah, não sei de nada! Desde que me entendo por gente é a mesma coisa. Já estou cansada!
Nessa altura apareceu a mulher do Tempo, que é a Dona Temporada e que já estava ficando preocupada de ver tanta confusão:
- Escute, Dona Meia Noite. É verdade que todos os anos as pessoas dizem qe vão melhorar e no fim não melhoram nada. Mas quem sabe, se este não vai ser realmente o Ano Novo? Não vai ser de verdade um Ano Bom? Olhe só para o Ano Novo, como é bonitinho, tão novinho, uma graça...Quem sabe, Dona Meia noite, hein? Quem sabe?
Dona Meia Noite pegou o Ano Novo no colo. Ele sorriu. Ela também sorriu.
Dona Temporada falou:
- Quem sabe este aninho tão pequenino ainda não vai fazer um milage? O milagre de todos ficarem amigos e ninguém pensar em fazer mal aos outros.
Todos aplaudiram.
- É isso mesmo!
- Coragem, Dona Meia Noite!
- Vamos!
Dona Meia Noite olhou para o Ano Novo que continuava sorrindo.
- Sabe de uma coisa? Então, eu vou! Sai da frente pessoal, lá vou eu!
E Dona Meia Noite, toda vestida de verde, que é a cor da esperança, escorregou pelo escorregador do tempo, dando adeus a todos:
- Adeus, todo mundo! Feliz Ano Novo!
E na Terra a alegria foi grande! Todos os relógios começaram a dar meia noite.
Os foguetes estouravam no céu.
Em todas as casas todos se abraçavam e pensavam: "Quem sabe? Quem sabe? Quem sabe?"

Ano novo em todo mundo

Chiquititas

Ano Novo
Em todo mundo
Um beijinho
Um carinho

Alguém diz eu te amo
Alguém pede um desejo

Dame un bacio
Yo te amo
Um beijinho, um carinho
I love you, baby
I need you, baby
De beijo a beijo grito
Feliz Ano Novo desejamos

Ao mesmo tempo
O mundo todo
Se descobre
Esse abraço
Abrem-se portas, expresse
O ano novo que chega!

Dame un bacio
Yo te amo
Um beijinho, meu carinho
I love you, baby
I need you, baby
De beijo a beijo grito
Feliz Ano Novo desejamos

Feliiiz.. Ano Novo.. desejamos!

Renascimento das utopias

Guilherme Arantes

E o milênio vai virar
Seja lá em que direção
Muitas pedras vão rolar
Não se vive só de esperteza e diversão
Ideais vão despertar
Utopias vão renascer
Os valores vão mudar
Não há ordem perfeita imune à erosão
E na contra-mão da festa dessa multidão
Uma tribo estranha ainda resta
Mesmo dispersa na ilusão dos poetas
A vida se projeta em cada olhar ...

Onde você vai estar
Com quem vai dividir as lágrimas
Da esperança
E não basta chorar
O que você vai fazer
Pro ano novo ir muito além
Dos fogos que se lança

Mais que um corpo pra cuidar
Mais cabeça que um visual
Para o jovem se engajar
Pelo meio ambiente ou causa social

Na contra-mão...

Ano de renovação

Daniela Mercury

Um ano de começar
Um ano de não sofrer
Um ano de não errar
Um ano de aprender

Um ano de se encontrar
Um ano de se entender
Um ano de renovar
E de amadurecer

Um ano pra festejar
Um ano pra ser melhor
Regido pelo mar
E pela luz do sol

Mais um ano
Mais uma página
Mais um rio passando
Mais uma lágrima

É ano de começar
É ano de não sofrer
É ano de não errar
É ano de aprender

É ano de se entregar
É ano de se entender
É ano de renovar
E de amadurecer

Ano Novo Lunar

Lulu Santos

Quero dormir
No teu sono essa noite
Sonhar os teus sonhos
Teu silêncio advinhar

E me abandonar
Aonde a correnteza leva
Pra esse teu mar sereno
Cai sereno
Não vai me molhar

E sem pensar em perigo
Nada amarra o coração
Você vai dormir
Vai sonhar
E acordar num outro sonho

Vou visitar
Teu desejo essa noite
Morar no teu corpo
Até o sono chegar
E quando chegar
Vou me abandonar de novo
Nesse teu mar sereno
Cai sereno
Não vai me molhar

E sem pensar em perigo
Nada amarra o coração
Você vai dormir
Vai sonhar
E acordar num outro sonho

Nós somos o mesmo sopro de vida
Trazidos no mesmo clarão
E nossas cordas têm sempre a mesma tensão

E pra quem
E quem não acredita
Feliz ano novo lunar
Na outra volta
Voltaremos a cantar
Ooh, ooh
Quero dormir...

Feliz Ano Novo

Pato Fu

Ligue a vitrola, vamos dançar
São tantas horas, não importa agora
Toque uma valsa, um tango,
Ou mesmo um rockn roll
Não tenha pressa, poucas palavras
Um agrado pra nós dois
Eu vou sonhar...
Eu vou contar mais uma história
De amor eu vou chorar

Toque uma valsa, um tango,

Ou mesmo um rockn roll

Feliz ano novo!!!

Adeus Ano Velho Feliz Ano Novo

Adeus ano velho
Feliz ano novo
Que tudo se realize
No ano que vai nascer.
Muito dinheiro no bolso
Saúde pra dar e vender.(2x)

Para os solteiros
Sorte no amor
E numa esperança perdida

Para os casados
Nenhuma briga
Paz e sossego na vida
(2x)