Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Trechos de Músicas do Fresno

Lucas Silveira na voz, Gustavo Mantovani na guitarra, Márcio Camelo no teclado e Thiago Guerra na bateria, a Fresno conquistou seu espaço no rock nacional e hoje é respeitada por diversos críticos da música brasileira.

Voltar Pra Casa

Deixa o Tempo, Polo

Eu não volto mais pra casa
Não há ninguém a me esperar
Eu não vou ver o sol nascer
Pois tranquei minhas janelas
Pra não deixar a luz entrar.

Incapaz

Polo, Fresno

Se eu te disser que foi difícil te esquecer
Seria o mesmo que dizer não sou capaz.

Aprendendo a Viver

Maior Que as Muralhas, Fresno

A gente aprende a viver
No fio da navalha
De que adianta viver em vão
Não deixe a vida escorrer das mãos.

Cicatrizes

Deixa o Tempo, Polo

Então deixa que o tempo vai cicatrizar
Ele te trouxe até aqui, mas pode te fazer mudar
Então deixa que o tempo vai
Gravar a tua voz em mim
Pra que eu possa te ouvir toda vez que eu precisar.

Cantando

Polo, Fresno

Cantando, e mais do que isso gritando
E às vezes até confessando que eu não sei amar
Pois sabendo, eu não estaria sofrendo
E ainda por cima escrevendo, ao invés de falar.

Palavras

Polo, Fresno

Será que alguém já te fez chorar
Mesmo sem ter proferido uma palavra?
E o que você fez? Tentou lutar?

Muralhas

Maior Que as Muralhas, Fresno

Chegou a hora de ser maior que as muralhas
Tentarão me vencer em vão.

Crescer

Maior Que as Muralhas, Fresno

A gente pode crescer perdendo a batalha
Não deixe a vida escorrer das mãos
Palavras são armas
Estão apontadas pro peito de quem tentar me impedir.

Domingo

Redenção, Fresno

Desligue o rádio e a TV
Porque no seu domingo eu vou aparecer
Vai ser melhor para você viver.

Fingir

Diga - Parte 2, Fresno

Tira a maquiagem pra que eu possa ver
Aquilo que você se esforça pra esconder
Agora somos só nós dois, já podes parar de fingir.

Droga Certa

Infinito, Fresno

Lá pode ter um novo amor pra eu viver
Quem sabe uma nova dor pra eu sentir
A droga certa pra fazer te esquecer
Vai apagar a tua marca de mim.

Planeta

Infinito, Fresno

Quem dera poder partir
Sem tchau, sem mala, sem nada
Ver bem de longe o meu planeta.

Um Final

Desde Quando Você se Foi, Fresno

Mais uma história com um final
Mais um coração partido
Um novo fim pra um amor normal
Mais um choro sem sentido.

Razão

Desde Quando Você se Foi, Fresno

Não há razão pra te escrever
Perdi a razão ao encontrar você
E as minhas palavras se misturam
Num mar de falsas canções.

Volta

Desde Quando Você se Foi, Fresno

E te dizer
Que amor não senti é mentir pra mim
E mesmo que seja melhor assim
Não posso negar que eu quero voltar.

Nós Dois

Desde Quando Você se Foi, Fresno

Que desde quando você se foi
Me pego pensando em nós dois
E eu não consigo ver onde que eu errei
Se um dia eu fiz você chorar
Nem meses vão te recuperar
Mais uma chance pra mostrar que eu mudei.

Te Encontrar

Desde Quando Você se Foi, Fresno

Te perdendo eu cresci tanto
Que eu não sei se eu quero mais te encontrar.

Às Vezes

Eu Sei, Fresno

Às vezes fico com saudade
De momentos que eu ainda não vivi
Às vezes peco na vontade
De sentimentos que eu ainda não senti.

Luz do Sol

Eu Sei, Fresno

Pois eu sei,
Que você quer viver comigo outra vez
Que você quer viver ao lado meu, até a luz do sol se apagar.

Até Você

Deixa o Tempo, Polo

Tentei chegar até você
Mas você não ouviu nada
Chegou a hora de acordar.

O Amor

Diga - Parte 2, Fresno

Então diga
Que não vai sair da minha vida
Diga que não passa de mentira
Quando dizem que o amor morreu

Nascer

Acordar, Fresno

E todo dia
Eu nasço, eu cresço eu adoeço
Eu morro um pouco mais
Pra me trazer pra vida.

Em Paz

Eu Sou a Maré Viva, Fresno

E os que não estão mais aqui
Todos os que se foram
Eles vão me encontrar
Em outra dimensão
Onde não existe dor
Não se declara guerra
Quando estamos em paz.

Destruição

Manifesto, Fresno

Nem ser menos e nem ser mais, ser parte da natureza, certo? Ao caminhar na contramão disso, a gente caminha pra nossa própria destruição.

Mudanças

Diga - Parte 2, Fresno

Mas cala essa boca e me diz com o olhar
Quem era você até me encontrar?
Se agora és diferente
O que eu fiz que te fez mudar?

A Luz

Acordar, Fresno

Hoje eu vou sair
Trazer pra vista a luz
Pra eu poder escrever
O que não se traduz.

Dar Cor

Acordar, Fresno

Preciso desligar
Fazer parar a dor
Ir na janela e ver
E me inundar de cor.

Gratidão

Manifesto, Fresno

Só existe uma maneira de se viver pra sempre, irmão
Que é compartilhando a sabedoria adquirida
E exercitando a gratidão, sempre.

Escuridão

Eu Sou a Maré Viva, Fresno

Os amigos que eu fiz, e quem jamais voltou
Feridas que eu abri, e que jamais fechou
Para passar a luz, que vence a escuridão
Pra eu tentar aquecer meu coração.

Todo Seu

Diga - Parte 2, Fresno

Então diga
Que não volta mais pra minha vida
E que a nossa estrada é bipartida
Esqueça o dia em que me conheceu.

Então diga
Que nem todo dinheiro dessa vida
Não vai comprar de volta acolhida
No peito de quem já foi todo seu.

Pra Você

Milonga, Fresno

E tudo que eu posso oferecer
São minhas palavras pra você.
E tudo que eu quero te dizer
Eu já cansei de escrever
Quero te ver enquanto não é dia.

Pessoas

Manifesto, Fresno

E todas essas pessoas que passaram por mim
Alguns querendo dinheiro, outros querendo o meu fim
E os meus amores de infância e os inimigos mortais
Todas as micaretas, todos os funerais.

O Fim

Milonga, Fresno

Eu não quero lembrar que eu vou acordar
Sabendo que meus olhos não vão te encontrar
Eu não quero lembrar que tudo acabou pra mim.

Universo

Eu Sou a Maré Viva, Fresno

Vão tentar derrubar, que é pra me ver crescer
E às vezes me matar, que é pra eu renascer
Como uma supernova, que atravessa o ar
Eu sou a maré viva, se entrar, vai se afogar
Eu grito pro universo, o meu nome e o seu
Ele vai me escutar.

Um Lugar

Infinito, Fresno

Mas se eu pintar um horizonte infinito
E caminhar
Do jeito que eu acredito
Eu vou chegar em um lugar só meu.

A Hora

Milonga, Fresno

Mas diz por que tu vais embora
Mas diz por que tens tanto medo
Se não acorda cedo
Nem trabalha, estuda ou namora
Mas diz por que chegou a hora?

Estou Aqui

Alguém Que Te Faz Sorrir, Fresno

E eu que hoje estou aqui
E pra sempre vou ficar
Segundos antes de dormir
De mim você vai lembrar.

Do Seu Lado

Alguém Que Te Faz Sorrir, Fresno

E hoje eu estou aqui
Sem ter lugar pra ficar
Escrevendo canções pra que
Você possa escutar
Com outro alguém do seu lado.

Felicidade

Diga - Parte 2, Fresno

Mas tira o cabelo da cara e me diz
Se por um segundo quiseste me ver feliz
Ou se és o meu destino tentando me dar outra lição.

Pressão

Manifesto, Fresno

Quem é que vai ouvir a minha oração?
E quantos vão morrer até o final dessa canção?
E quem vai prosseguir com a minha procissão
Sem nunca desistir, nem sucumbir a toda essa pressão?

Junto de Você

Acordar, Fresno

Podem desligar
Assinem os papeis
Estou me dando alta pra viver
E junto de você
Não há nada que possa nos vencer.

Em Casa

Milonga, Fresno

Vamos falar de solidão
Na sua casa nunca mais entrei
Mas decorei com exatidão
Todas as coisas como eu deixei
Versos jogados pelo chão.

A Gente

Manifesto, Fresno

A gente acorda pra vida e não quer sair da cama
A gente abre a ferida na pele de quem nos ama
A gente vive na guerra, a gente luta por paz
A gente pensa que sabe, mas nunca sabe o que faz.

Dia Cinzento

Acordar, Fresno

O sol vai me invadir
Vai me limpar por dentro
Pra eu nunca mais viver
Um só dia cinzento.

Diferenciar

Alguém Que Te Faz Sorrir, Fresno

Eu nunca consegui saber diferenciar
Não querer com não mais sentir
Não merecer com não mais amar.

Arrependimento

Manifesto, Fresno

A gente nega o que nunca teve forças pra dizer
A gente mostra pro mundo o que se quer esconder
A gente finge que vive até o dia de morrer
E espera a hora da morte pra se arrepender de tudo.

Enganar

Diga - Parte 2, Fresno

Diga
Que nunca foi feliz nessa tua vida
Teu texto, teu sorriso de mentira
Pode enganar a todos, não a mim.

Vida

Milonga, Fresno

Por que você insiste em dizer
Que ainda existe vida sem você?

Nosso Fim

Diga - Parte 2, Fresno

Então diga
Que essa mão que acena na partida
Por tantos idiotas pretendida
É a mesma que decreta o nosso fim.