Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Trechos de Músicas do Djavan

Você quer ver o pôr do dol? Djavan na rua dos amores, nas letras, melodias e músicas com cores. Liga o som aí e vem curtir com a gente trechos de músicas desse cantor!

27/01/1949
continue lendo
Compartilhar

Quem é o cantor Djavan?

Mini perfil

Djavan Caetano Viana surgiu lá das terras de Maceió, nascido em 27 de janeiro de 1949.

Aos 23 anos, viaja para o Rio de Janeiro para tentar a sorte no mercado musical. Não demorou muito tempo para conquistar espaço e compor músicas com compositores consagrados como Toquinho e Vinicius, Dory Caymmi e Marcos Sérgio Valle.

No decorrer dos anos, lançou vários CD´S, entre muitos sucessos músicas como: "pôr do sol", "lilás", "eu te devoro", entre outras que estão na boca do povo.

Nem um dia

Djavan

Um dia frio
Um bom lugar pra ler um livro
E o pensamento lá em você,
Eu sem você não vivo
Um dia triste
Toda fragilidade incide
E o pensamento lá em você,
E tudo me divide.

Se

Djavan

Eu levo a sério mas você disfarça
Você me diz à beça e eu nessa de horror
E me remete ao frio que vem lá do sul
Insiste em zero a zero e eu quero um a um
Sei lá o que te dá, não quer meu calor
São Jorge por favor me empresta o dragão
Mais fácil aprender japonês em braile
Do que você decidir se dá ou não.

Fato consumado

Djavan

Não quero mais, de mais a mais, me aprofundar nessa história
Arreio os meus anseios, perco o veio e vivo de memória
Eu quero é viver em paz
Por favor me beije a boca
Que louca, que louca!
Eu quero é viver em paz
Por favor me beije a boca
Que louca, que louca!

 

Faltando um pedaço

Djavan

O amor e a agonia
Cerraram fogo no espaço
Brigando horas a fio
O cio vence o cansaço
E o coração de quem ama
Fica faltando um pedaço
Que nem a lua minguando
Que nem o meu nos seus braços.

Eu te devoro

Djavan

Tudo o que Deus criou
Pensando em você
Fez a via-láctea
Fez os dinossauros
Sem pensar em nada
Fez a minha vida
E te deu
Sem contar os dias
Que me faz morrer sem saber de ti
Jogado à solidão
Mas se quer saber
Se eu quero outra vida,
Não, não.

Lilás

Djavan

Raio se libertou
Clareou
Muito mais
Se encantou
Pela cor lilás
Prata na luz do amor
Céu azul
Eu quero ver
O pôr do sol
Lindo como ele só
E gente pra ver
E viajar
No seu mar
De raio.

Linha do Equador

Djavan

Luz das estrelas
laço do infinito
gosto tanto dela assim
rosa amarela
voz de todo grito
gosto tanto dela assim
esse imenso, desmedido amor
vai além de seja o que for
vai além de onde eu vou
do que sou, minha dor
minha linha do equador.

Azul

Djavan

Até o sol nascer amarelinho
Queimando mansinho
Cedinho, cedinho, cedinho,
Corre e vá dizer pro meu benzinho
Um dizer assim:
O amor é azulzinho.

Amar é Tudo

Djavan

Eu não sei viver sem ela
Assim, um simples talvez me desespera
Ninguém pode querer bem sem ralar
Não há nada o que fazer
Amar é tudo.

Já não somos dois

Djavan

Sem saber mergulhar, ou mesmo nadar
Águas que atravessei!
Um par dividido ao meio
Um poço de drama cheio
No vau da eternidade...
Num canto da solidão
Semente nativa
Germina bem à vontade.

Samurai

Djavan

Ai....
Quanto querer
Cabe em meu coração
Ai....
Me faz sofrer
Faz que me mata
E se não mata, fere
Vai....
Sem me dizer
Na casa da paixão
Sai....
Quando bem quer
Traz uma praga
E me afaga a pele.

Oceano

Djavan

Vem me fazer feliz
Porque eu te amo
Você deságua em mim
E eu oceano
Esqueço que amar
É quase uma dor
Só sei
Viver
Se for
Por você.

Acelerou

Djavan

Quando te vi, aquilo era quase o amor
Você me acelerou, acelerou, me deixou desigual
Chegou pra mim, me deu um daqueles sinais
Depois desacelerou e eu fiquei muito mais.

fechar