Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

14 reflexões de O Pequeno Príncipe

Um dos livros de maior sucesso de Antoine de Saint-Exupéry, O Pequeno Príncipe, pode aparentar ser uma obra destinada a crianças, mas possui grande teor poético e filosófico. Aprecie os principais ensinamentos da obra.

2 – Todas já foram criança, mas poucos se lembram disso

É estranho como, no passar do tempo, deixamos de nos permitir viver as coisas legais, que podem parecer impossíveis, simplesmente porque pode parecer coisas de criança.
Olhe pra dentro de ti mesmo e lembre-se de quem você é de verdade! Os adultos são apenas crianças que aumentaram de tamanho. Os sonhos, lá no fundo, devem permanecer mágicos!

4 - "Nem todo mundo tem amigo."

Com certeza uma das melhores frases do livro. Amigo é algo inestimável, que só se conquista por merecimento, calma, estima e simpatia. Parar, prestar atenção e ver que a "verdade do outro" também faz sentido. Se não for na sua vida, fará na dele.
Tem gente que tem a sorte de ter vários. E tem gente, que no entanto, desconheça a existência de algum...

5 - A sociedade valoriza os números

Vivemos em uma sociedade que valoriza mais "ter" do que o "ser. Quando a gente apresenta namorado/amigo/parentes como médico, empresário, engenheiro e nunca como carinhosos, educados, tolerantes.
Números atraem, mas só, eles não dizem nada, nem na matemática. Pense nisso.

6 - Poder

'Ele não sabia que, para os reis, o mundo é muito mais simples. Todos os homens são súditos.' Para quem tem, ou almeja, o poder nas mãos, o resto é bajulação. Na verdade, os "reis" precisam bem mais dos seus "súditos" que os "súditos" dele…

8 – A gente só conhece bem as coisas que cativou.

Essa frase é legal porque mostra muito bem o que a gente passa durante a formação de uma relação, seja ela de que tipo for. No início, o outro parece longe, você mal sabe seus gostos e preferências. Mal sente a sua falta.
Posteriormente, é como se tudo ficasse mais próximo e a pessoa se fizesse necessária na sua vida. Nessa hora você para e pensa: “Mas eu nunca imaginei. Era algo tão distante…” Era, mas criou laços, cativou!

10 - O essencial é invisível aos olhos

'O essencial é invisível aos olhos, e só se vê bem com o coração.': Uma das mais frases mais conhecidas de Antoine de Saint-Exupery e provavelmente, a mais verdadeira. O melhor das experiências que temos, seja um amor, viagem ou um encontro, não é o que transmite aos outros, mas o quanto toca nosso coração. Amores não passam a ser mais verdadeiros, depois que são atestados em um contrato, as viagens não são melhores pela quantidade de fotos tiradas. Amizades não são mais honestas porque há contato diário. O essencial a gente sente e, ao sentir, a gente sabe.

12 - Nenhuma pessoa

'E nenhuma pessoa grande jamais entenderá que isso possa ter tanta importância!'
Conforme crescemos, as vezes não conseguimos mais nos atentar aos pequenos detalhes que fazem a vida ser tão bela, perdemos a capacidade de nos alegrar nas coisas pequenas da vida e entender a importância de tudo o que nos rodeia. Tudo isso por conta da preocupação com as metas que precisamos cumprir para mostrar que estamos nos dando bem na vida. Cuidado com as prioridades...

13 - Choro

'A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar.'
Um pouco? Choramos muito! Chora pelas conquistas, pelas derrotas, pela saudade, pelos abraços que consolam, pelas palavras que incentivam… E, também, pela confiança quebrada.
Criar laços é iluminar os olhos, nos dois sentidos...

14 - Imediatismo

"Os homens embarcam nos trens, mas já não sabem mais o que procuram."

A correria desenfreada da vida que a gente vive nos causa viagens que, por vezes, nem queremos fazer.
Aos dezessete anos, no primeiro quarto da vida, há uma enorme pressão a estabelecer uma profissão para uma vida inteira. Mulheres são pressionadas a casar antes dos 25, ter filhos antes dos 30 e, não bastasse, ser bem sucedida antes dos 35. Homens precisam sair da casa dos pais, ter uma carreira promissora, o carro do ano e nunca, jamais, recusar sexo.
Como diria Mafalda, "isso não é vida, é um fluxograma!"