Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Dia de São Cipriano

Conta a lenda que São Cipriano foi um feiticeiro que tentou vender sua alma ao Diabo, mas acabou encontrando o caminho do Senhor. Conta-se que um homem o procurou para que ele fizesse uma jovem cristã se apaixonar e se entregar a ele. Cipriano usou seus mais potentes poderes e feitiços, mas a jovem não caia em tentação, o repelia fazendo o sinal da cruz. Ele viu o tamanho da força de Deus, e se converteu ao cristianismo. Cipriano se desligou de tudo relacionado a feitiçaria, desapegou de bens materiais, arrependeu-se e colocou-se no caminho do Senhor. O seu dia é celebrado em 16 de setembro, entenda melhor sua história com essas mensagens em homenagem ao seu dia.

continue lendo
Compartilhar

Uma história de amor

São Cipriano foi um feiticeiro com tratados malignos, mas hoje é celebrado pelos cristãos em 16 de setembro. Sua vida mudou quando foi contatado por um rapaz chamado Aglaide. Este estava apaixonado pela virgem cristã Justina. Rico, o rapaz conseguiu o consentimento dos país dela, mas a moça era cristã e gostaria de preservar sua virgindade à Deus.

Pedido ao feiticeiro

Justina se recusou a casar com Aglaide. Então, desgostoso e muito contrariado, procura os serviços do grande feiticeiro Cipriano, que usou de toda sua bruxaria para fazer com que Justina se entregasse a Aglaide, em vão. O dia de São Cipriano é comemorado em 16 de setembro.

Deus é mais poderoso

Nenhum feitiço foi poderoso o bastante para fazer Justina cair em tentação e por consequência renunciar a sua fé cristã. A jovem repelia os feitiços apenas com orações e o sinal da cruz. O dia de São Cipriano é comemorado em 16 de setembro.

Sempre buscava a luxúria

O feiticeiro estava acostumado a levar donzelas a tentação e até conquistava-as para si. Mas a maioria dos feitiços estava destinado a quem encomendava seu trabalho. Por isso, Cipriano não entendia o motivo de Justina não sucumbir à tentação. Todas as noites visitava a jovem buscando que suas artimanhas dessem certo. Mas nada acontecia. O dia de São Cipriano é festejado em 16 de setembro.

Decisão acertada

O poder de Cipriano, suas feitiçarias e ciências ocultas estavam sendo derrotados por uma moça virgem, crente em Deus. Isso o fez acordar, e aconselhado por um amigo chamado Eusébio, resolveu se converter ao cristianismo. Chegou a virar santo e em 16 setembro é festejado pelos católicos.

 

Nos dê fé

São Cipriano, rogai por nós! Tu que observou a fé de Justina e se converteu, nos tire o véu da ignorância e nos dê a sua percepção sobre a palavra de Deus. Que neste dia 16 de setembro, possamos celebrar a sua capacidade de se converter e se ver livre do mal.

Livre do mal

Ao se converter, São Cipriano resolveu destruir tudo que o ligava a feitiçaria e magia negra, distribuiu seus bens materiais e riquezas entre os pobres. Tudo por acreditar na fé de Justina. Hoje ele é celebrado em 16 de setembro.

Atormentado

Logo após se converter, São Cipriano, venerado pelos cristãos em 16 de setembro, foi atormentado por espíritos e demônios. Mesmo diante de tamanha provação, ele não se arrependeu ou vacilou. Manteve sua fé e afastou de si as visões.

Perseguido por conta de sua fé

Cipriano era famoso e a notícia de que se converteu chegou até o Imperador Diocleciano que muito cruel e perseguia os cristãos. Por conta disso, Justina e Cipriano foram perseguidos e presos. O dia de São Cipriano é comemorado em 16 de setembro.

Tortura

Ao serem levados na presença do Imperador, precisavam negar sua fé, ambos se recusaram. Justina foi despida e chicoteada. São Cipriano, festejado em 16 de setembro, foi martirizado com um chicote feito de pentes de ferro. Mesmo assim, não negou sua fé, assim como Justina que manteve-se firme.

Açoitados e torturados

A tortura de seus corpos não foi suficiente para que São Cipriano e Justina negassem a Deus. Por isso, o Imperador mandou executá-los. Eles foram decapitados em 14 de setembro de 304 d.C. Os corpos ficaram expostos por seis dias. Um grupo de cristãos os tiraram de lá. A festa de São Cipriano é celebrada em 16 de setembro.

fechar