Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Entendendo o bullying

O bullying é um grave problema que acontece principalmente em escolas entre crianças e adolescentes. Será que você realmente sabe tudo sobre esse assunto? Venha entender como o bullying começa, quais suas consequências e como ajudar uma pessoa que está passando por isso!

O que é bullying?

A palavra vem do inglês "bully", que pode ser traduzida como "brigão", ou "valentão". O bullying envolve uma série de práticas que têm como objetivo humilhar ou agredir outra pessoa. Ele pode ser feito na forma de provocações, xingamentos, agressões físicas ou ridicularização. Muitas escolas sofrem com esse problema, e muitas vezes não estão preparadas para enfrentá-lo.

Não é brincadeira

Quem nunca sofreu bullying pode achar que é exagero, dizer coisas do tipo “é apenas uma brincadeira” ou “na minha época havia gozação, mas ninguém se importava”. O caso é que o bullying não é uma coisa pequena. Ele envolve humilhação e violência. Brincadeiras só existem quando os dois lados estão se divertindo, e o objetivo do bullying é causar sofrimento. É muito importante não minimizar a gravidade da situação!

Sinais

Nem toda criança revela que está sofrendo bullying no ambiente escolar, às vezes, porque os agressores fazem ameaças ou até mesmo devido ao medo de sofrer ainda mais provocações se procurarem ajuda. Por isso, pais e professores precisam ficar atentos ao comportamento das crianças. Elas podem começar a se isolar, sofrer queda no rendimento escolar, pedir para mudar de sala ou de escola, e até sofrer sintomas mais graves como dores de cabeça, insônia ou transtornos alimentares.

Consequências

As consequências do bullying podem ser gravíssimas. Uma criança ou adolescente que sofre bullying pode começar a ter pensamentos destrutivos que vão desde o abandono dos deveres escolares até impulsos suicidas. Isso mostra como combater o bullying é absolutamente necessário.

Como combater?

A melhor forma de combate ao bullying ainda é o diálogo. Tanto com as vítimas, quanto com os agressores. A escola e os professores devem criar um ambiente no qual a comunicação seja incentivada, ou seja, ninguém deve ter medo de relatar uma situação de bullying. Em casa deve ser a mesma coisa. Pais devem manter-se sempre atentos às vidas dos filhos e se mostrarem dispostos a ouvir sobre qualquer problema.

Conte sua história

Você está sofrendo bullying? Então relate o que se passou à alguém. As pessoas querem te ouvir e te ajudar. Fale com seus pais, professores, coordenadores ou com outro profissional capacitado. O importante é fazer sua voz ser ouvida. É possível lutar contra o bullying, e o primeiro passo é tirar ele das sombras.

Outras ações

Outras alternativas que podem ser tomadas no combate ao bullying são ações escolares que envolvam todos os alunos e abordem a questão da tolerância e da solidariedade. Projetos, peças, palestras e atividades em sala que chamem a atenção para o assunto e que demonstrem que o bullying é errado e que não será tolerado no ambiente escolar.

Quem pratica

O adolescente que comete bullying não é um criminoso, mas está fazendo algo errado. Ao mesmo tempo em que é importante não varrer a situação para debaixo do pano, também não se pode reagir com violência às suas ações. É preciso fazê-lo entender quão danosas suas atitudes são e como elas criam um ambiente tóxico. Quem pratica bullying tem suas próprias inseguranças ou problemas pessoais e familiares. É preciso compreender seus motivos para poder combater esses impulsos negativos.

Descubra como evitar bullying com a série 13 Reasons Why

Espectadores

Quem presencia o bullying também pode fazer sua parte. Entenda que a vítima nem sempre terá forças ou coragem de combater a situação. Não deixe algo ruim acontecer sem tomar ação. Mostre à vítima que você está ao lado dela e procure a ajuda de um responsável, é melhor do que tentar enfrentar o agressor por conta própria.

É sempre grave

Quase todo adolescente conhece alguém que sofreu ou praticou bullying. A existência de histórias nas quais não houve consequências graves faz muitos deles pensarem que o bullying não é tão preocupante assim. Isso é um engano. Mesmo que não aparente, o bullying sempre gera efeitos negativos, que podem inclusive se agravar com o tempo. Não existe bullying “não tão sério”. Ele precisa ser combatido em todas as suas formas.

Respeito

O bullying nasce quando não há respeito pelo outro. Respeito às diferenças, às inseguranças e à própria pessoa do outro. Valorizar a importância do respeito é uma forma de combater esse problema tão sério. Alcançar isso é um trabalho de todos: pais, professores, diretores e alunos. O bullying faz muito mal, mas pode ser vencido. Faça a sua parte!

Leia também: Mensagens sobre respeito e consideração ao próximo