Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Coisas que homens precisam entender do feminismo

Quem foi que disse que o feminismo é e deve ser uma realidade apenas das mulheres, e não dos homens? Ao contrário do que muitos pensam, o feminismo deve ser entendido por todos. Por isso, veja 15 coisas que os homens precisam entender sobre feminismo.

É bom para todo mundo

O feminismo não é bom apenas para as mulheres. Quando conseguimos quebrar os estereótipos de gêneros, conseguimos libertar homens e mulheres de preceitos equivocados impostos por uma cultura predominantemente machista. O ideal seria que todos nós fossemos livres para sermos do jeito que quiséssemos ser. Nem obrigatoriamente “másculos e violentos” para serem aceitos dentro do padrão masculino nem submissas e altamente femininas para serem aceitas no padrão feminino. Percebem a diferença?

Não é por segregação, é por igualdade

Como já foi visto, a ideia do feminismo é criar uma sociedade igualitária onde homens e mulheres tenham os mesmos direitos, deveres, privilégios etc. Não se trata de uma ditadura, longe disso! Muitas pessoas espalham essa ideia errada sobre o movimento. Há anos, as mulheres são colocadas em posição inferior, ganham salários menores e são oprimidas das mais diversas formas. O feminismo quer construir um mundo melhor para todas as pessoas, independente de gêneros.

Homens também podem ser feministas

E por que não? Como explicamos, o movimento luta pela igualdade e é bom para todos os gêneros. Logo, não há problema nenhum num homem que queira se juntar à luta das mulheres. Seria incrível se todos os homens pudessem acompanhar essa corrente de pensamento!

Feministas não odeiam os homens

Aproveitando o gancho, é importante lembrar que as feministas não odeiam os homens nem querem oprimi-los! É claro que, como em qualquer outro movimento, existem frentes mais radicais com outros pensamentos. Mas isso não representa todos que fazem parte da luta.

E falando nisso...

Quantas vezes ouvimos falar que determinadas coisas são apenas para homens ou outras apenas para mulheres? Como já falamos que o feminismo luta pela igualdade de gêneros, o movimento deseja que todos possam, um dia, escolher o que quiserem para si sem ficarem presos nesses estereótipos. Que todos possam fazer o que quiserem, desde que se sintam bem com aquilo. Tudo é para todos!

Do seu ponto de vista

Você, como homem, se sente incomodado com o que a sociedade pede de você? Ou também tem vontade de fazer coisas diferentes, mas tem medo do que os outros podem pensar? É justamente contra isso que as mulheres estão lutando e você homem também tem direito de fazer o que quiser. Por que não tenta também quebrar os preconceitos e derrubar o machismo para se ver livre disso?

“Mas e os homens? E o direito deles?”

Ninguém quer mexer nos direitos de ninguém, mas sim equalizar as coisas. Você, homem, ainda terá todos os seus direitos, que serão exatamente os mesmos das mulheres. Antes de proclamar essa frase, por que não pensa um pouco em todos os privilégios que tem justamente por ser homem? E em todas as coisas que seriam diferentes se você fosse mulher?

“Eu sou homem, eu posso”

Pare de pensar assim! Sem querer, você está contribuindo para a sociedade machista e patriarcal em que vivemos. Todos somos livres para fazermos o que quisermos e não deveríamos temer por isso. O mesmo vale para as tarefas domésticas, você pode ajudar sua parceira ou mãe sem ter receios, sem sentir vergonha por isso. Aliás, que pensamento mais retrógrado esse, não?

Feminismo é diferente de femismo

Feminismo e femismo são coisas bem diferentes e, ainda, muito confundidas pelas pessoas – não apenas homens. O femismo prega uma “supremacia” das mulheres sobre os homens, uma inversão de valores. A ideia é transformar a sociedade patriarcal em matriarcal, colocando as mulheres em posição superior, pagando a dívida histórica do mundo com o sexo feminino. O feminismo, por sua vez, luta pela igualdade de gêneros e pela libertação tanto do oprimido quanto do opressor. Nessa ideologia, ninguém é melhor do que ninguém, mas todos iguais e com os mesmos direitos.

O feminismo não quer impor nada

Ao contrário do que diz o senso comum, o feminismo não é uma regra nem deseja impor nada sobre ninguém. O feminismo é, na verdade, uma corrente aberta de pensamentos e discussões de ideias entre pessoas ligadas pelo mesmo objetivo: a construção de uma sociedade igualitária. O movimento pode, sim, incluir novos temas e debates, como também voltar atrás em certos preceitos. O mundo está em constante mudança e uma ideologia que luta por igualdade tende a acompanhá-las para não ser injusta com ninguém.

Nos pequenos detalhes

Você homem já reparou quantas mulheres existem, atualmente, em cargos de gerência e chefia onde trabalha? Já parou para pensar que talvez esse baixo número pode estar atrelado a antigos preceitos da sociedade patriarcal? Querendo ou não, reproduzimos sim e ainda mantemos muitas das ideias patriarcais de outras décadas, quando mulheres não podiam trabalhar, votar ou estudar. O feminismo luta para que essas ideias sejam pouco a pouco combatidas e as mulheres tenham as mesmas chances que os homens no mercado de trabalho.

Quebre seus próprios paradigmas

Todos nós, em algum momento, reproduzimos discursos sem realmente saber do que se tratam. Um argumento muito usado pelas pessoas antifeminismo é a de que as mulheres não são obrigadas ao serviço militar. E aí que está o x da questão: o movimento quer que o serviço não seja obrigatório para ninguém! Como também, luta para que os homens não sejam vítimas de abuso sexual, porque, sim, isso acontece e em grandes números! Se você passar a policiar um pouco seus pensamentos, ser um pouco mais crítico consigo mesmo, verá que também há muito de pensamentos pré-impostos em você. E você pode, sim, se livrar deles!

A questão da sororidade

Muitos tendem a achar que o feminismo é um movimento radical para acabar com os homens, principalmente quando se fala em sororidade. Mas isso está completamente errado! A sororidade é a questão das mulheres se unirem e serem empáticas umas com as outras, que se ajudem e parem de ver a outra como inimiga. E isso não tem, absolutamente, nada a ver com a “destruição dos homens”!

É outra forma de ver o mundo

Você homem está acostumado a ver as coisas do âmbito em que a sociedade nos moldou, assim como muitas mulheres também viam antes de conhecer o feminismo. Se você parar para prestar atenção no que está acontecendo a seu redor, perceberá muitos comportamentos machistas em você mesmo e em seus amigos, familiares... Você pode começar não amenizando algo ofensivo que foi dito por um conhecido seu ou certos preconceitos. Não tenha medo de repreender alguém que está machista ou misógino.

É pensar um pouco mais nos outros também

A cultura machista acaba colocando as mulheres em postura de “guerra” e competição constante umas com as outras, assim como também faz com os homens. Quando começamos a entender um pouco mais sobre o feminismo e suas lutas, passamos a entender que o movimento também nos ensina a pensar um pouco mais nos outros. Se sou mulher e sei o quanto é difícil ser julgada, por que farei isso com outra pessoa, seja ela homem ou mulher?