Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Atitudes para viver em paz consigo mesmo

As atitudes podem mudar a vida de uma pessoa por completo. Listamos algumas coisas que você não deve ignorar para ser feliz de verdade.

Conheça e admita os próprios defeitos

Alguns defeitos são fáceis de identificar e de assumir (“sou bagunceiro”, “me estresso fácil”, “não gosto de conversar com pessoas estranhas”), já de outros só tomamos conhecimento quando afetam diretamente as pessoas queridas que nos cercam. É realmente difícil admitir que somos egoístas, preconceituosos, invejosos ou acomodados, por exemplo. Porém, é reconhecendo as nossas falhas que conseguimos vencê-las e melhorarmos como pessoa. É descer para depois subir.

Dedique-se a você mesmo

Às vezes, passamos tanto tempo nos dedicando a outras pessoas que esquecemos que também precisamos servindo ao nosso próprio bem-estar. Sendo assim, separe um tempo e se dedique ao que te faz feliz e te deixa em paz consigo mesmo. Você merece aproveitar a vida da forma que mais lhe agradar.

Seja útil

Caso você tenha aquela sensação de “eu gostaria de fazer mais”, transforme o sentimento em atitudes. Procure dividir seus esforços com coisas que farão bem a você e ao meio onde vive: ajude quem necessita de apoio (independentemente do tipo), seja proativo, compartilhe novas ideias e inove. Você tem o seu dever para/com a comunidade em que vive e deve agir para que ela melhore cada vez mais.

Corte o mal pela raiz

Sabe aquela pessoa que se diz a sua melhor amiga, mas que está sempre te colocando para baixo? A tal da “amiga da onça” que, aparentando ter boas intenções, sempre tem um comentário depreciativo que põe em dúvida a sua capacidade e que quer te ver sempre muito bem, mas nunca melhor do que ela? Crie coragem e se afaste. Mesmo que no começo pareça difícil, com o passar do tempo perceberá o mal que ela te fazia e você não percebia. E lembre-se: antes só do que mal acompanhada!

Você pode tudo!

Tenha um bom ânimo, procure manter-se motivado, alimente sonhos, faça planos e tenha objetivos de vida. Sem sonhos, nos perdemos e nossa vida deixa de fazer sentido — afinal de contas, não há como viver só de presente. Uma viagem, um novo emprego, aquele curso que sempre quis fazer... Esteja sempre ligado a algum ideal, pois sua vida terá mais cor!

Eu me perdoo

Procure ser verdadeiro consigo mesmo. Aceite que você não é perfeito e que as outras pessoas também não são; assim, você não se cobrará demais (evitando, assim, frustrações) e terá mais compreensão dos limites e das falhas alheias. Não se culpe e entenda que, apesar de procurar fazer o melhor, errará eventualmente apesar de todos os esforços para acertar.

A sua paz é você quem faz!

Não dependa de nada além de você para ser feliz! Não coloque na mão de outro o poder sobre a sua felicidade. Seu companheiro não é responsável pela sua felicidade; tampouco seus pais, seus filhos, nem seu patrão ou seus amigos. Sua paz está em suas mãos e só você é responsável por ela!

Não guarde mágoas

Saber relevar algumas situações é até saudável e evita muitas dores de cabeça, mas não é bom deixar que passem sempre por cima de seus sentimentos. Quando algo te magoa, é importante que o agente disso fique sabendo que algumas atitudes dele não te fizeram sentir bem. É possível que a pessoa nem esteja se dando conta do mal que está lhe fazendo e, por isso, não percebeu que deveria parar. Sua relação com essa pessoa melhorará muito e você se sentirá muito mais leve.

Ame-se do jeito que é

Uma frase muito dita em forma de conselho, mas pouco praticada. Amar a si mesmo vai muito além da autoaceitação (afinal, “aceitar” é saber lidar com algo que não te agrada). É ter orgulho da pessoa que é, gostar do que vê no espelho, confiar no próprio taco e entender que somos todos diferentes. É, também, entender que estamos longe da perfeição, que podemos evoluir cada vez mais e que não devemos nos sentir superiores a nossos semelhantes. É abrir espaço para mais e mais pessoas te amarem e te admirarem. É se libertar.

Veja o copo meio cheio

É impossível fazermos só o que nos agrada. Temos obrigações, compromissos e responsabilidades que nem sempre são prazerosas, mas, geralmente, necessárias. Para não deixar que esses problemas contaminem os bons momentos da vida, permita-se a ressaltar o lado positivo dessas tarefas. Por exemplo: caso enfrente um trânsito muito caótico na ida ao trabalho, torne esse momento proveitoso de alguma forma: ouça uma boa música no som do carro, organize a sua rotina mentalmente, faça planos etc. Ou seja: torne as detestáveis obrigações em algo que lhe proporcione algum benefício.

Siga seu coração

Não deixe que as opiniões contrárias te desanimem nem te desviem de seus objetivos e ideais. Só você pode saber como é ser você; portanto, é importante seguir a própria intuição e deixar o coração falar. Às vezes, é melhor errar seguindo suas próprias convicções do que pelo conselho de outra pessoa!

Não deixe a ansiedade te atrapalhar

Que atire a primeira pedra aquele que nunca ensaiou o que falaria em uma discussão que já estava prevista. Aquele que nunca ensaiou um discurso mental para não deixar passar nenhum detalhe na hora do “vamos ver” — e que, muitas vezes, se frustrava pelo fato de a conversa não ter seguido o rumo que imaginava e por não ter conseguido falar metade de seu roteiro. É justamente nessas situações que a ansiedade prejudica. Criar expectativas não é sempre algo ruim, muito pelo contrário: contar os dias para aquela viagem dos sonhos, ansiar pelo início de algum curso etc. são formas boas de começar algo de cabeça erguida e manter o positivismo. Porém, quando algo depende totalmente do que outra pessoa vai dizer, fazer ou pensar, é melhor deixar rolar e resolver as questões no momento certo. O ser humano é muito imprevisível, então premeditar a situação de acordo com os seus “achismos” pode ser um tiro no pé.