Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Brincadeiras para o Dia das Crianças

Crianças correndo, jogando bola; se equilibrando para pular amarelinha; brincando em grupo. Alegria, atenção, movimento, um pouco de medo, de curiosidade... Quantas coisas estão presentes nessas brincadeiras!

continue lendo
Compartilhar

Andando no Caminho

Material: cordas de jornal ou sisal para fazerem um caminho

Como brincar: arrumar a metade das cordas de um lado e as outras do outro para ficarem paralelas, formando um caminho. Começar com uma distância de meio metro entre elas. Convidar as crianças a andarem pelo caminho para chegar na praia, no rio, no lago, de acordo com o que têm próximo do lugar onde vivem. Combinar que, quando chegarem na água, podem nadar se quiserem. A cada vez que todas as crianças passam pelo caminho, vai sendo diminuída a largura até ficar tão estreita que só dê para andar colocando um pé na frente do outro. Quem não conseguir, fica ao lado olhando os outros tentarem. A brincadeira termina quando o caminho ficar bem estreito, que não caibam mais os pés das crianças.

Passa Anel

Material: anel (pode usar, também, semente ou pedrinha).

Como brincar: as crianças ficam sentadas em roda com as mãos juntas em forma de concha. Uma criança é escolhida para passar o anel e vai passando, fingindo deixar na mão de cada criança. Somente uma criança vai receber o anel e não deve deixar que as outras vejam. Depois de passar umas duas vezes, a criança escolhida perguntará às outras: - “Com quem está o anel”? Quem adivinhar vai passar o anel.

Atravessar o Rio

Material: duas cordas de sisal ou confeccionadas com outros materiais, medindo aproximadamente 3 metros cada uma.

Como brincar: colocar as cordas paralelas no chão, quase juntas.

Contar uma mini-história de uma criança que quer atravessar o rio,mas como ele é fundo, ela tem que pular por cima. Convidar as crianças para atravessar o rio. Aos poucos ir afastando a corda para aumentar a largura do rio.

Sinal de Trânsito

Material: dois lenços ou panos nas cores verde e vermelho.

Como brincar: traçar duas retas paralelas com uma distância de 4 a 5 metros entre elas. As crianças ficam atrás de uma delas e o brinquedista atrás de outra, segurando em cada mão um dos panos. Quando ele levantar o pano verde, as crianças podem andar bem ligeiro. Quando levantar o vermelho, elas têm que parar. Ganha quem chegar primeiro junto do brinquedista. Outra maneira de terminar o jogo é quem for chegando ir ficando atrás do brinquedista, que continua a levantar os panos até todas as crianças chegarem.

Vai-e-Vem

Material: duas garrafas plásticas cortadas a aproximadamente 20 cm do gargalo, cinco metros de corda plástica de varal (dividida em duas partes de 2,5m cada), quatro pegadores de garrafa de amaciante de roupas (ou cortar argolas dos pedaços de garrafa que sobraram, encapando com fita adesiva larga para dar firmeza).

Como fazer: unir as duas garrafas cortadas colocando uma dentro da outra. Passar as cordas por dentro e amarrar nas argolas.

Como brincar: em duplas, segurando as argolas com as mãos, uma criança abre os braços enquanto a outra fecha e vice-versa.

Cabra-cega

Como brincar: a brincadeira é feita numa sala pequena e com poucos móveis para que as crianças não se machuquem. Uma criança fica de olhos cobertos por um lenço, a cabra-cega. Ela é girada pelas outras crianças e depois, dado um sinal, começa a procurar. Quem ela tocar ou agarrar deve ser a próxima cabra-cega.

Corrida de Jornal

Corrida de jornal
Material: metade de uma folha de jornal para cada criança.

Como brincar: o brinquedista desenha duas linhas no chão, uma de chegada e outra de partida. As crianças ficam na linha de partida, cada uma em cima de metade da folha de jornal e levando na mão outra metade da folha de jornal. A um sinal do brinquedista elas começam a corrida colocando a folha que tinham na mão no chão e pisando em cima dela. Pegam a outra que agora está atrás e a colocam na sua frente e ficam em cima dela. Repetem isso a cada passo. Quem chegar primeiro ganha o jogo.

 

Cachorro e Osso

Material: um lenço e um objeto para ser o osso

Como brincar: uma das crianças, com os olhos cobertos, vai ser o cachorro e senta-se no centro da roda feita pelas outras crianças, que também estarão sentadas. Perto do cachorro fica o osso. A um sinal do brinquedista, uma das crianças da roda sairá do seu lugar e tentará pegar o osso. Percebendo algum barulho, o cachorro late e procura indicar a direção de onde veio o barulho. Se acertar, o ladrão volta ao seu lugar e o brinquedista escolhe outra criança para tentar roubar o osso. Se não acertar, o ladrão pega o osso, volta ao seu lugar e esconde o osso colocando as mãos para trás, no que é imitada pelas outras crianças. A do centro, o cachorro, tira o lenço que está cobrindo seus olhos e tenta descobrir quem roubou o osso. Se acertar, continua sendo o cachorro, se errar, outra fica em seu lugar.

Canguru

Material: duas bolas.

Como brincar: marcar as linhas de saída e de chegada, a uma distância pequena, aproximadamente uns 4,5 metros. Dividir as crianças em duas equipes, que se colocam em fila atrás da linha de partida. Dado um sinal, o primeiro canguru de cada fila, coloca a bola entre os joelhos e sai saltitando até a linha de chegada, Em seguida, retorna e sem deixar a bola cair a entrega para o segundo da fila, indo colocar-se atrás. Vence a brincadeira a equipe que conseguir terminar primeiro. Se as crianças não conhecem o canguru, o brinquedista pode falar sobre ele, mostrar que ele anda aos pulos com os dois pés saltando juntos.

Pode também escolher um outro bicho como o macaco, que é mais conhecido.

Boliche

Material: Seis a dez garrafas de plástico, bola de meia.

Como fazer: colocar um pouco de areia nas garrafas para dar firmeza e fechar bem.

Como brincar: arrumar as garrafas como está no desenho. Convidar as crianças, uma de cada vez, a jogar a bola para tentar derrubar as garrafas, arremessadas pelo chão. A distância depende da idade das crianças, para as menores ou que não estão acostumadas a jogar a distância deve ser pequena para que tenham mais chance de acertar.

Lá vem o rato

Material: uma corda e alguma coisa para amarrar numa das pontas da corda (pode ser um saquinho de areia, uma garrafa de plástico) que será o rato.

Como brincar: o brinquedista pega a ponta da corda onde não está amarrado nada e vai rodando devagar. As crianças ficam a sua volta e tentam ir pulando por cima da corda sem pisar no rato.

Bilboquê

Material: uma garrafas plástica, 30 cm de barbante, três tampas de garrafa plásticas, durex colorido, ferro ou panela.

Como fazer: cortar a garrafa na parte do gargalo. Para fazer o acabamento e não ter perigo de alguém se cortar, encostar a parte cortada num ferro morno ou no fundo de panela esquentado e ir virando lentamente a garrafa para a borda ir dobrando para dentro. Outra maneira é furar com furador perto da borda e passar barbante para fazer um caseado. Ainda uma outra maneira é envolver o lugar do corte com o durex. Juntar duas tampas de garrafa deixando barbante dentro ou fazer uma bolinha amarrada no barbante e amarrar a outra ponta na tampa que está no gargalo cortado.

Como brincar: Tentar colocar as tampas ou a bolinha dentro do gargalo.

Tapete Mágico

Como brincar: colocar várias folhas de jornal abertas no chão, que são os tapetes mágicos. As crianças, seguindo uma que foi escolhida para guia, saltitam ou correm, passando por cima dos tapetes mágicos, procurando não pisar neles. A um sinal do brinquedista todas param. As crianças que estiverem pisando nos tapetes mágicos vão ficar de fora torcendo pelas outras.

Jogo do Tambor

Material: tambor de lata e pedaços de pau para bater.

Como brincar: uma criança ou o brinquedista fica com um tambor de lata (pode ser outro instrumento também) e as crianças vão ter que fazer o combinado quando o tambor for tocado:

• uma batida: ficam sentados;

• duas batidas: ficam de pé;

• três batidas: ficam deitados;

• quatro batidas: ficam de joelhos.

Acertando a Torre

Material: latas de tamanhos diferentes, bola.

Como fazer: arrumar uma torre de latas e riscar uma linha a uma certa distancia delas. Colocar as crianças atrás da linha e fazer com que cada uma tente derrubar as latas com a bola.

Jogo do Cavalo

Jogo do cavalo
Material: uma folha de jornal para cada participante.

Como brincar: enrolar a folha de jornal como se fosse um canudo e prender atrás de quem vai brincar fazendo o rabo do cavalo. Combinar que a um sinal, todos que estão na brincadeira deverão tentar tirar o rabo do cavalo do outro, tentando não perder o seu. Quem perder seu rabo, dá a mão para outra criança que ainda tenha rabo e vai ajudá-la a não perder seu rabo. Depois de algum tempo termina o jogo. Todos batem palmas para os que conseguiram ficar com seu rabo.

Acertar a Cabeça

Material: chapéus feitos de jornal.

Como brincar: o brinquedista começa o jogo pedindo que as crianças formem duas turmas; cada turma se organiza em duas fileiras, frente a frente. Uma fileira fica sentada e outra em pé. As crianças que estão em pé seguram um chapéu feito com jornal. Dado um sinal para começar, as crianças que estão em pé, de olhos fechados, tentam colocar o chapéu na cabeça do companheiro que está a sua frente. Dado um sinal para terminar, ganha o jogo a turma que conseguir colocar o maior número de chapéus.

fechar