Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Depois dos 25...

O que mudou até agora? A maioridade já chegou faz tempo e com ela só aumentou as responsabilidades, problemas, algumas dores de cabeça e muito mais. Afinal, já foram 25 anos!

continue lendo
Compartilhar

Companhia

Antes dos 25 anos, você não faz nada sozinha. Até ir a padaria se torna tortura, se não tiver alguém para conversar. Depois, você descobre que a melhor companhia que você poderia ter é a sua. Aí você passa a falar sozinha, rir sozinha, sair sozinha e até a ir ao cinema sozinha. Você percebe que estar sozinha não é ser sozinha, é apenas aproveitar o tempo que tem para curtir a pessoa que mais pode lhe fazer feliz: você.

Futuro

Depois dos 25 eu passei a olhar o futuro com outros olhos, com mais seriedade e paciência. Entendi que somente as minhas ações do presente poderão me proporcionar um belo futuro.

Sonhos

Já passei dos 25, mas os meus sonhos não morreram. Eles estão firmes, fortes e a minha confiança de ir atrás deles é ainda maior do que quando eu tinha apenas 18. Minha garra hoje é o combustível ideal para que eu conquiste cada um dos meus objetivos.

Amores

Eu já vivi muitos amores nessa pequena vida de 25 anos. Já amei tanto que adoeci, já fiz loucuras, escrevi cartas quilométricas, comprei presentes que eu não tinha como pagar e já desamei facilmente. Já me apaixonei em uma festa e imaginei uma vida ao lado dessa pessoa que, meses mais tarde, estava namorando com outra. Já curei um amor com outro amor, já me arrependi de ter amado um idiota. Mas todos esses amores me fizeram ser a pessoa completa que eu sou hoje.

Amizades

Depois dos 25, eu percebi que as minhas amigas eternas já não eram tão eternas assim. Tive que entender que as reuniões para falar mal do boy agora eram reuniões para combinar detalhes de um chá de bebê ou panela. Tive que ver de perto pessoas queridas se afastar e precisei engolir o choro a seco para não demonstrar a eterna amiga criança que se esconde dentro de mim.

Princesa

Acorda, você não é mais a princesinha do papai! A graça de ser criança já passou, as dores de cabeça da adolescência também passaram e agora a princesa já é uma mulher.

Sabores

Antes dos 25 eu odiava brócolis, pera, tinha um colapso só de sentir o cheiro de fígado e o sabor de rúcula. Eu não podia ver um manjericão que deixava de comer o que estivesse comendo. Eu, na verdade, odiava odiar. Eu odiava carregar as frescuras da adolescência comigo, até que os meus gostos e sabores mudaram. A vida se apresentou mais dura e só os doces da vida não me servem mais.

 

Desilusão

Crescer dói e a desilusão dói ainda mais. No auge dos meus 15 anos, eu achava que com 25 eu seria uma pessoa bem sucedida, com um carrão, um casamento e planos para ter um filho. Acreditava que a solução estaria na idade, mas me enganei. E o que eu tenho hoje é apenas uma coleção de desilusões que carrego comigo aonde vou.

Dia a dia

Depois dos 25, tudo é pressa. Você torna-se inimigo do tempo e a todo momento tem uma coisa importante para resolver. Contas, compromissos, relacionamentos, família, estudos, trabalho, amigos. Tudo ocupa um espaço na sua agenda e você não é capaz de dar conta de tudo, e apenas 24 horas já não lhe são o suficiente.

Histórias

Hoje o seu repertório de histórias é cheio, não tanto quanto dos seus pais, mas com certeza tem muita coisa boa. Tem os momentos insanos que passou com as amigas, as recordações de bebedeiras, os amores. Mas todas essas parecem estar em um passado muito distante. Distante porque você mudou e já não cometeria os mesmos atos daquelas épocas boas, que hoje ficam apenas na memória.

Mudança

Eu mudei. Depois dos 25 eu mudei meu modo de me vestir, de organizar as coisas, de tratar as pessoas. Mudei a minha programação das sextas à noite, o tipo de filme preferido e a cor do meu cabelo. Eu mudei sem perceber e me deparei com o meu melhor Eu.

Casamento

Eu não sou obcecada por relacionamentos, mas depois dos 25 confesso que a palavra casamento ficou ainda mais assustadora e desejável. Dividir uma casa, sonhos e conquistas. Tudo isso você começa a pensar e, mesmo sabendo que não será fácil, ainda assim quer arriscar.

Saúde

Minha saúde? Essa mandou lembranças. Eu não tenho mais o pique de antes e, se eu corro 20 minutos na esteira, fico quebrada e com dores pelo corpo. Balada para mim não dá mais. Comer lanche todos os dias? Isso menos ainda. Minha alma e meu corpo pediram arrego depois dos 25.

Amor

Eu acreditava em amores eternos e beijos sinceros. Achava mesmo que o “felizes para sempre” existia e que um dia seria a minha vez de amar e ser amada assim. Mas tudo caiu por terra. Depois dos 25, passei a desacreditar do “eu te amo” verdadeiro e comecei a acreditar mais no “foda-se” que sai da boca das pessoas.

Balada

Casa cheia, muitas meninas de salto e todos a fim de terminar a noite acompanhado ou, pelo menos, de ter beijado algumas bocas. E eu realmente já passei dessa fase. Meus 25 anos fizeram com que eu me interessasse por conversas, assuntos em comum e não trocas rápidas de olhares e beijos aleatórios, em uma noite qualquer.

fechar