Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Frases de Manoel Carlos

Os trabalhos de Manoel Carlos são conhecidos por retratar a sociedade carioca contemporânea, principalmente no bairro do Leblon. Maneco, como é conhecido, tem o dom de explorar os temas mais polêmicos do dia a dia.

14/03/1933
continue lendo
Compartilhar

Começo, meio e fim

Manoel Carlos

Sempre pensei em terminar com a Julia Lemmertz, que nunca fez uma novela minha, porque a primeira Helena foi a mãe dela. Muito da Helena é da própria Lilian Lemmertz. Assim, estabeleceria uma ponte de começo, meio e fim.

Helena heroína

Manoel Carlos

Helena é uma mulher moderna e imperfeita. Sempre tive essa preocupação. A Helena de Regina Duarte, em Por Amor, dá seu filho em troca do bebê morta da filha e não conta para seu marido. Você quer coisa mais cruel do que uma mulher fazer isso? Ela é uma heroína.

 

Indisciplinado

Manoel Carlos

Não tenho disciplina, nunca tive. Não uso relógio há 50 anos. Sempre sonhei em não ter horário para nada. Talvez pela minha falta de disciplina, eu acabe tendo pouco tempo quando a novela está no ar.

História reciclada

Manoel Carlos

Uma mesma história pode ser reciclada várias vezes. Grandes temas não envelhecem e nem se cansam, mas o reaproveitamento deles não depende apenas do talento de quem escreva, mas de habilidade, de prática, de conhecimento que se tenha do veículo.

Temas importantes

Manoel Carlos

Quando se lembram de uma novela minha, não lembram – em primeiro lugar – de uma cena cômica. Não. Do que as pessoas lembram é de como temas da novela foram importantes para a sociedade. Isso, para mim, vale mais do que mil salários.

Recorrente

Manoel Carlos

A família é o ponto chave, é universal. Desta vez, vou tratar do amor entre primos. Nas minhas novelas tudo é recorrente. Algum autor disse uma vez que a gente escreve sempre a mesma novela. De certa maneira, é mesmo.

Necessidades pessoais

Manoel Carlos

Gosto de andar na rua e sinto a necessidade de ir ao cinema, por exemplo, pelo menos uma vez por semana, escrevendo novela ou não. De preferência com a sessão cheia de gente. Se não vou, fico muito abalado.

Em Família

Manoel Carlos

Essa novela é dedicada à Lilian Lemmertz, por isso chamei a Julia para ser a nova Helena. Fui muito amigo da Lilian. Ela frequentava a minha casa. Tomávamos uísque juntos e ela contribuía muito para a novela com suas ideias.

fechar