Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Frases de Ferreira Gullar

Um escritor que faz poesia porque a vida não basta. Ferreira Gullar, pseudônimo de José Ribamar Ferreira, é poeta, crítico de arte, biógrafo, tradutor, memorialista e ensaísta, além de um dos fundadores do neoconcretismo. Conheça suas frases.

Evolução

Ferreira Gullar

Estou na caridade da evolução do meu ser... Quero ser menina, encontro-me mulher... Quero ser mulher, vejo-me menina.

A vida

Ferreira Gullar

porque nada do que foi feito satisfaz a vida , nada enche a vida.
A vida é viver!

Metade

Ferreira Gullar

Que a força do medo que tenho, não me impeça de ver o que anseio.
Que a morte de tudo em que acredito não me tape os ouvidos e a boca.
Porque metade de mim é o que eu grito, mas outra metade é silêncio...

Quero felicidade

Ferreira Gullar

Não quero saber do sofrimento, quero é felicidade... Não gosto de fazer lamúrias. Uma vez, discuti feio sobre determinada situação... Fiquei sozinho em casa, cheio de razão e triste pra cacete. Então, pra quê querer ter sempre razão? Não quero ter razão, quero é ser feliz!

Cantiga

Ferreira Gullar

Cantiga para não morrer
Quando você for se embora,
moça branca como a neve,
me leve...

Aqui

Ferreira Gullar

Aqui me tenho como não me conheço nem me quis, sem começo nem fim. Aqui me tenho sem mim, nada lembro, nem sei.

Mau Despertar

Ferreira Gullar

Saio do sono como
de uma batalha
travada em
lugar algum

Não sei na madrugada
se estou ferido
se o corpo
tenho
riscado
de hematomas

História humana

Ferreira Gullar

A história humana não se desenrola apenas nos campos de batalhas e nos gabinetes presidenciais. Ela se desenrola também nos quintais, entre plantas e galinhas, nas ruas de subúrbios, nas casas de jogos, nos prostíbulos, nos colégios, nas usinas, nos namoros de esquinas. Disso eu quis fazer a minha poesia. Dessa matéria humilde e humilhada, dessa vida obscura e injustiçada, porque o canto não pode ser uma traição à vida, e só é justo cantar se o nosso canto arrasta consigo as pessoas e as coisas que não tem voz.

Dois e dois

Ferreira Gullar

Como um tempo de alegria, por trás do terror me acena... E a noite carrega o dia, no seu colo de açucena... Sei que dois e dois são quatro, sei que a vida vale a pena... mesmo que o pão seja caro e a liberdade, pequena...

Bala perdida

Ferreira Gullar

Em face da imprevisibilidade da vida, inventamos Deus, que nos protege da bala perdida.

Branca de neve

Ferreira Gullar

Quando você for se embora,
moça branca como a neve,
me leve.

Se acaso você não possa
me carregar pela mão,
menina branca de neve,

Coisas vivas

Ferreira Gullar

E são coisas vivas as palavras
e vibram da alegria do corpo que as gritou
têm mesmo o seu perfume, o gosto
da carne
que nunca se entrega realmente
nem na cama
senão a si própria
à sua própria vertigem.

O que se foi

Ferreira Gullar

O que se foi se foi.
Se algo ainda perdura
é só a amarga marca
na paisagem escura.

Se o que foi regressa,
traz um erro fatal:
falta-lhe simplesmente
ser real.

Parte de mim

Ferreira Gullar

Uma parte de mim é todo mundo: outra parte é ninguém: fundo sem fundo. Uma parte de mim é multidão: outra parte estranheza e solidão.

Sorte

Ferreira Gullar

Que a sorte me livre do mercado
e que me deixe
continuar fazendo (sem o saber)
fora de esquema
meu poema
inesperado