Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Frases de Priscila Rôde

Priscila Rôde nasceu na Bahia e afirma ter dado seus primeiros passos na literatura com seus 15 anos escrevendo poesias sobre seus sentimentos e pensamentos. Hoje, já teve algumas frases publicadas no livro "Apenas o Necessário 2" e lançou seu próprio livro, "Para que fiques", em 2012.

02/05/1991
continue lendo
Compartilhar

Trecho Mais Humano

Priscila Rôde

É no trecho mais humano e íngreme que deslizo. Nua, aceito o amor. Só assim transmuto. Só assim flutuo. Transcendo. Não me movo, mudo com o tempo. Só ele me perdoa e me justifica. Com o mesmo amor que me apresento, abandono.

Meu toque

Priscila Rôde

Meu toque te veste sem apertos. Te supõe solto. Raro. Sensível. E é nesse vasto tecido de nós que costuro à mão nosso encontro — à mão, para saber o caminho das tuas fronteiras, aonde curvas — para aquecer o tempo, agasalhar o sentimento. Enfeitar arranhaduras.

Beleza

Priscila Rôde

Colho uma beleza pra respirar melhor. Uma palavra pra aquecer o corpo. O amor passou por mim de novo. Meu dia ficou grudado em sua cintura. Não vivi mais nada, só aquele bem-querer surrado. Ele passou e me deixou entre nós, sob a tua força, em órbita. O tempo passa e me deixa. A saudade passa e me deixa. Tudo passa e me deixa com aquele hálito aturdido de eus e ontens. Fico insone. Se alguma coisa, ao menos, ficasse...eu descansaria (de mim) um pouco. Desobstruiria o peito. Me resolveria num pouso, à tarde. Ou, se você voltasse...

 

Cicatriz

Priscila Rôde

Cicatriz movimenta-se no corpo. Nem fora, nem dentro nem de ninguém. Nenhuma estação boa inaugurando janelas. Nenhum truque rasgando a manga. Nenhuma metade pra repor presença. Engulo a minha estrada, caminho só e por dentro. E sinto a sua falta. Trilho a sua falta. Descubro a sua falta. Passo os olhos na vida, mas, não me reproduzo sobre ela. Sobre mim, sobretudo. (...) Estar-longe-de me interrompeu pro belo, me devolveu pro mundo.

Amor não tem tempo

Priscila Rôde

Não passa. Excede. Porque amor não tem tempo. Não tem lugar. Nuvem suspensa; bem-querer que pairou sobre as nossas datas e de lá nunca mais saiu. Parece ter nascido conosco. Concebido há pouco tempo mas, dentro, acho que sempre existiu. Nasceu noutro lugar. Cresce pra chamar a atenção. Desenvolve-se pra ocupar espaços ou, talvez, inventar outros. O amor não passa. Ultrapassa. Sustenta porque não tem remendos. E tem o nosso tamanho. Não falta nem aperta. Mora e deixa livre. Desconhece as distâncias. Alegre e silencioso, o amor é um abraço nunca para de sorrir.

Como Tudo Silenciou

Priscila Rôde

Um dia eu ainda lhe conto como tudo silenciou e terminou dentro de mim. Dizem (e eu acredito) que contando assim, aos poucos, a gente transforma vazios em encantos. Dias em dias. Janelas em portas. Perguntas em respostas. Não sei se é assim, nesta ordem. Mas quando o propósito é bonito, a alma nunca prende o riso.

Vão das Horas

Priscila Rôde

Nada passará no vão dessas horas. E o amor continuará a ser esse eu-depois-de-você. Minguado. Cindido. A insônia de um quase fim atravessando os dias. Meu íntimo perdendo os sossegos para a palavra que não explicou presenças. Nada passará no vício dessas horas. E o amor continuará a ser essa pequena gota caída no meu poema. Uma alegria que não funciona.

Você

Priscila Rôde

Tudo que sinto e suspeito tem você no fundo, tem você no meio. E me inicia muito antes do começo, antes de nascer o dia. Muito antes de ter esse futuro marcado na cintura; costurados anos. Antes de ser só peso esse encontro sem esquinas ou endereços, tudo que espero e reescrevo tem você no fundo, tem você inteiro. E me transborda antes de crepitar o vazio da palavra desistida. Antes de ser só cansaço essa calma. Antes de o Amor ficar de cama. Antes de darmos às costas. Tudo que sinto e suspeito tem você no fundo, tem você no meio. Tem você no tempo, mudando o caminho dos ventos, resolvendo a pressa dos calendários. Tem você - quem faz durar o durante.

Quando é saudade

Priscila Rôde

Quando é saudade, imaginar o nosso lugar no mundo nesse momento, às vezes, se resume à lembrança bonita no findar do dia. Quando é saudade, a ternura é o pedaço mais importante dessa distância incomum, porque sabemos que estamos juntos, de um jeito ou de outro, ainda que em espaços distantes. Porque sabemos que estar longe é, no fundo, estar fora. Quando é saudade, os amores se unem, se lembram e acontecem, diariamente. Bem acima dos oceanos.

Ele não sabia

Priscila Rôde

Ele não sabia de nada. Nem suspeitava dos suspiros que a minha alma tecia de vez em quando, sempre que sorria. Não sabia do meu corpo, quando ele afundava os seus olhos no meu sorriso-cor-de-poema. Não sabia que era o motivo daquela frase enfeitada. Ele não sabia de nada. Não sabia que eu combinava desencontros enquanto ele investia a sua melhor intenção na mesma chamada, no mesmo número. Ele não sabia que eu não ligava, não sabia que eu só estava despreocupada, ultrapassada, desinstalando o abandono.

fechar