Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Frases de Coelho Neto

Henrique Maximiano Coelho Neto foi um escritor (cronista, folclorista, romancista, crítico e teatrólogo), político e professor, membro da Academia Brasileira de Letras onde foi o fundador da Cadeira número 2.

continue lendo
Compartilhar

Caridade

Coelho Neto

A verdadeira caridade é impalpável como a luz e invisível como o perfume: dá o calor, dá o aroma, mas não se deixa tocar nem ver.

 

Solar

Coelho Neto

O gênio é solar. Apaga-se o fogo da terra, não se obscurece o dia, e se a noite o envolve em horas negras é para o restituir depois ao céu, ainda mais claro, no berço refulgente das auroras.

Destruição

Coelho Neto

A morte não é uma destruição, é um lento acabar, um lento sumir. Vai-se o cadáver, mas... o corpo que morre é como um frasco de fina essência que se quebra deixando a casa, por muito, impregnada de aromas, até que o tempo o vai desvanecendo, e fica somente a saudade, que é a memória do coração.

Hipocrisia

Coelho Neto

A mentira, senhora do mundo, é hábil, astuta e refolhada: rebuça-se com o dolo, veste-se de mil disfarces, mascara-se com a hipocrisia, enfeita-se toda de ilusões e vence.

Mensageira da saudade

Coelho Neto

É a mensageira da saudade, é o relicário da prece, é a cristalização da mágoa. É imortal, porque deriva da alma. É a água que não seca, a lágrima, água do coração - salgada porque vem de um oceano sem praias, que é o desespero, estrela porque demanda o céu.

Minha alma

Coelho Neto

Livro de minha alma aqui o tenho: é a Bíblia. Não o encerro na biblioteca, entre os de estudo, conservo-o sempre à minha cabeceira, à mão. É dele que tiro o pão para a minha fome de consolo, é dele que tiro a luz nas trevas das minhas agonias.

O homem é

Coelho Neto

O homem é o ímpeto, a mulher é a continuidade que, na sua fraqueza, vence como a gota de água: pela persistência. O homem investe arrebatadamente como Ájax; a mulher insinua-se como Dalila. O homem apunhala; a mulher envenena. O homem é impaciente, a mulher espera.

fechar