Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Frases de membros da ABL

Inaugurada em 1897, a Academia Brasileira de Letras é uma instituição cultural que reúne um seleto grupo de escritores. Confira frases dos imortais: membros da ABL e os mais célebres da literatura brasileira.

Cadeira 17, Atual

Affonso Arinos de Mello Franco

Habituara-me, desde cedo, não apenas ao convívio de políticos e diplomatas, mas também ao de escritores e jornalistas eminentes.

Cadeira 7, Posição 4

Afonso Pena Júnior

Agora, a cena está mudando. Vaqueiro e jagunço tenderão a diluir-se numa perspectiva social em que a rede de estradas, as comunicações mais fáceis, a presença da energia elétrica e do rádio conspiram contra o isolamento e a rotina dos preconceitos e da ação.

Cadeira 33, Posição 4

Afrânio Coutinho

A Literatura, como toda arte, é uma transfiguração do real, é a realidade recriada através do espírito do artista e retransmitida através da língua para as formas, que são os gêneros, e com os quais ela toma corpo e nova realidade.

Cadeira 18, Posição 3

Alberto Faria

Certa ocasião meteu-se-nos em cabeça uma idéia extravagante (as idéias cruzam no ar, como farelos iluminados, fingindo piscas de ouro): descobrir quem primeiro acoimara de volúvel a mulher.

Cadeira 37, Posição 2

Alcântara Machado

Do consórcio da gente imigrante com o ambiente, do consórcio da gente imigrante com a indígena nasceram os novos mamalucos. Nasceram os italianinhos. O Gaetaninho. A Carmela. Brasileiros e paulistas.

Cadeira 4, Posição 2

Alcides Maya

A função da Academia é ligar o Brasil de norte a sul, sistematizando e consagrando todas as manifestações da alma coletiva, ao invés de as repelir a pretexto de bom gosto ou de as esquecer em nome da metrópole.

Cadeira 19, Fundador

Alcindo Guanabara

É à sua sombra fecunda que os agrupamentos humanos crescem e se desenvolvem, adquirindo a consciência, a dignidade e a liberdade, que os elevam à categoria de nações.

Cadeira 23, Posição 3

Alfredo Pujol

Machado de Assis, com a extrema originalidade que o caracteriza, não sofreu a ação ambiental de sua época; superior ao seu tempo, viveu a vida interior do pensamento criando com carinho obra extraordinária, de rara unidade e de sedutora beleza, que é o momento mais perfeito e mais sólido das nossas letras.

Cadeira 17, Posição 4

Álvaro Lins

E aqui está como se me afigura a beleza difícil, rara, contudo sempre necessária, de uma frase longa e desdobrada: que ela nos transmita, afinal, a imagem de um corpo a avançar, ou a deslizar, com a lentidão, a elegância e a dignidade de um cisne sobre as águas.

Cadeira 1, Atual

Ana Maria Machado

A gente é feliz, representa uma espécie de ameaça para os outros, como se estivéssemos dizendo que somos mais competentes do que eles em matéria de construir felicidade.

Cadeira 3, Posição 3

Aníbal Freire

A Academia é um dos cimos da intelectualidade pátria. Para ela afluem as aspirações mais nobres e o seu veredicto é a láurea suprema nos prélios do espírito.

Cadeira 19, Posição 4

Antônio da Silva Melo

Para chegar à porta desta respeitável Casa o caminho foi longo, tão longo e tão cheio de vicissitudes, que, por pouco, teria ficado eu de fora, na mirífica contemplação de uma miragem.

Cadeira 8, Patrono

Cláudio Manuel da Costa

Bem sei, que de outros Gênios o destino,
Para cingir de Apolo a verde rama,
Lhes influiu na lira estro divino.

Cadeira 14, Fundador

Clóvis Beviláqua

Amai-vos - disse - enquanto sois moços e a lira de vossa alma tem vibrações para essa incomparável ternura que transvasa do seres quando se infloram para o amor!

Cadeira 2, Fundador

Coelho Neto

Cesário, debruçado sobre um grande atlas, aberto em cima da mesa, passeava o longo e nodoso dedo pela carta, resmoneando. Sentindo os passos de Jorge, levantou a cabeça.

Cadeira 24, Posição 4

Cyro dos Anjos

Há três ou quatro semanas não tenho tocado nestas notas senão ligeiramente, para acrescentar uma ou outra linha a esta ou àquela página.

Cadeira 27, Posição 2

Dantas Barreto

E se as dificuldades com que lutei para vencer a distância que me separava de tão valentes peregrinos, eram para desanimar um espírito menos resoluto, sem os hábitos das contrariedades torturantes, maiores proporções tomara o meu empenho de triunfo.

Cadeira 11, Posição 7

Darcy Ribeiro

Ali onde a grande lavoura não se implantou - como no caso do Chile e do Paraguai - não se contou, por isto mesmo, com o negro e a influência indígena pôde prevalecer por mais tempo.

Cadeira 11, Posição 6

Deolindo Couto

No meio da derrocada contemporânea, ainda mantêm os discípulos de Hipócrates os mesmos desígnios que lhes conferem uma centelha divina: os de paliar o sofrimento alheio, a qualquer hora e em qualquer parte, à custa, muita vez, da própria vida.

Cadeira 8, Fundador

Alberto de Oliveira

Sobre um trono de mármore sombrio,
Em templo escuro, há muito abandonado,
Em seu grande silêncio, austero e frio
Um ídolo de gesso está sentado.

Cadeira 7, Posição 7

Dinah Silveira de Queiroz

Cobria-se a Serra de flores. Correu primeiro um balbucio de primavera. Seria já a florada? Botões, aqueles pequenos sinais?

Cadeira 33, Fundador

Domício da Gama

Era magra, pequena, escura. Tinha a extrema humildade dos que vivem longos anos sob o céu destruidor, sem pensar ao menos em resistir à sorte, com a passividade inerte da folha que o vento rola pelos caminhos.

Cadeira 28, Atual

Domício Proença Filho

Na elaboração do texto das Memórias, tive sempre a preocupação de manter uma "atmosfera" machadiana.

Cadeira 9, Patrono

Domingos Gonçalves de Magalhães

Que cena há aí que mais encantos tenha,
Que ver lânguida virgem, pudibunda,
Pálida a fronte, as faces desbotadas,
Baixos os olhos, revoando a coma,
E uma terna expressão de oculta angústia
Que lavra-lhe as entranhas?

Cadeira 40, Fundador

Eduardo Prado

Os jornais chegados nas primeiras semanas, depois da pacífica epopéia, vinham todos negros de retratos, mais ou menos desenhados, formando uma série interminável de heróis, cujas feições tinham sido votadas à imortalidade de um dia, no centro da primeira página, com a prontidão que o entusiasmo requer, a nitidez que a estereotipia barata permite e a rapidez que as condições da venda avulsa impõem.

Cadeira 39, Posição 5

Elmano Cardim

Tinha um grande pendor para as letras e por isso fundou O Patriota, cujas páginas publicaram a melhor produção literária da época, dos escritores Borges de Barros, Garção Stockler, Mariano da Fonseca, José Bernardes de Casto, Camilo Martins Lage, Ildefonso José da Costa e Abreu, Pedro Francisco Xavier de Brito, Silva Alvarenga, José Bonifácio, Silvestre Pinheiro e José Saturnino.

Cadeira 20, Posição 2

Emílio de Meneses

Este leito que aí está revolto assim, desfeito,
Onde humilde beijei teus pés, as mãos, o busto.
Na ausência do teu corpo a que ele estava afeito.
Mudou-se, para mim, num leito de Procusto!...

Cadeira 34, Posição 8

Evaldo Cabral de Mello

Fiz uma revisão de estilo e acrescentei alguns elementos. É um livro cuja bibliografia é muito difícil de se achar no Brasil. Para surpresa minha, encontrei livros que nunca pensei que encontraria na biblioteca do Itamaraty, aqui no Rio.

Cadeira 1, Posição 5

Evandro Lins e Silva

Foi longo o percurso e demorado o tempo para chegar às culminâncias desta tribuna e me incorporar à vossa ilustre Companhia.

Cadeira 33, Atual

Evanildo Bechara

Contemplo em cada um de vós um a um dos 40 que puseram em marcha a instituição que vos peço licença para começar a chamar nossa; contemplo em vós os sucessores que, enfrentando momentos difíceis, vieram trazendo a nossa instituição ao que ela é hoje.

Cadeira 10, Patrono

Evaristo da Veiga

Nós, animados pelo amor da Pátria, e possuídos de um santo respeito para a Constituição e para o Soberano, que a jurou conosco, não nutrindo em nós outra paixão mais que a do bem público, não marcharemos sobre as pisadas daqueles que por efeito de paixões ambiciosas ou venais, fazem alternativamente da liberdade seu ídolo, ou um monstro de sua inimizade.

Cadeira 40, Atual

Evaristo de Moraes Filho

Para aplicar a pena de morte, a sociedade deveria ostentar a autoridade moral de não ter contribuído em nada para fabricar esse criminoso.

Cadeira 15, Posição 6

Fernando Bastos de Ávila, Pe

Fui eleito pelos prezados acadêmicos para a Cadeira 15, vaga pela morte de Dom Marcos Barbosa. Devo confessar-vos, com toda a simplicidade, a inibição que sinto provocada por compreensíveis constrangimentos.

Cadeira 14, Posição 3

Fernando de Azevedo

Nas antigas sociedades, de estrutura "sagrada" ou fechada, toda a literatura, não escrita mas divulgada pela tradição oral, com que se entretinham crianças, vinha de baixo para cima ou ascendia das fontes populares, anônimas, em que se misturavam, nas criações coletivas, a fantasia e a história, a verdade e a imaginação.

Cadeira 39, Patrono

Francisco Adolfo de Varnhagen

Ao Brasil, felizmente, nenhuns transtornos resultaram da má redação do tratado, com o qual, aliás, ganhou muito em estabilidade e em consideração ante as nações estranhas.

Cadeira 13, Posição 7

Francisco de Assis Barbosa

O que é mais curioso é que à classe dominante - os grandes senhores de terras - pouco ou nenhum interesse despertasse a exploração das riquezas minerais do país.

Cadeira 13, Posição 2

Francisco de Castro

Ai! foi por ti, mulher, que eu lacerara
Viçosas ilusões que tanto amara
De minha vida em flor!
Mas minha pobre lira ainda é tua;
Tu és de um anjo a imagem que flutua
Em meus sonhos de amor.

Cadeira 13, Patrono

Francisco Otaviano

Encontro no parecer críticas de detalhes tão miseráveis e até contraditórias, que nem me atrevo a escrever-te sobre elas.

Cadeira 1, Patrono

Adelino Fontoura (Despedida)

Bem vês que eu tenho o coração partido,
E teu peito, inda assim, não desengasta
Um soluço, uma lágrima, um gemido.

Cadeira 9, Atual

Alberto da Costa e Silva

A fonte, embora o tempo exista, existe
ainda e, embora seca, o seu rumor ouvimos,
tão distinto, tão perfeito, tão diverso.

Cadeira 25, Atual

Alberto Venancio Filho

A situação em que viveu o Brasil até o século XIX condicionou de forma peculiar a evolução histórica do Estado brasileiro.

Cadeira 12, Atual

Alfredo Bosi

Onde estás, felicidade? Em tudo quanto acabado, me faz dizer: "Foi bom, mas tão bom, que nem senti o tempo passar".

Cadeira 19, Posição 5

Américo Jacobina Lacombe

Sua casa era um perfeito contraste com a nossa, permanentemente aberta e trepidante de mocidade, habitada por três gerações. No misterioso e solene solar do lado, reinava o silêncio.

Cadeira 23, Atual

Antônio Torres

Eu vim de um interior em que o interior de hoje seria impensável naquele tempo. Era um lugar sem notícias das terras civilizadas, como cantava o Luiz Gonzaga, rei do baião.

Cadeira 34, Posição 4

Aquino Correia, Dom

Sertão bruto. Além correm as selvagens
Águas do Sucuriú. Eis a tapera:
A casa de Inocência! A Primavera
Cobre-a de agrestes silvas e pastagens.

Cadeira 16, Fundador

Araripe Júnior

A pátria de tal artista é uma espécie de Arábia encantada, aonde a vara mágica do gênio concede a tudo tintas de felicidade.

Cadeira 18, Atual

Arnaldo Niskier

Pode-se registrar o fato, facilmente comprovável, de que nunca se escreveu e falou tão mal o idioma de Ruy Barbosa.

Cadeira 3, Patrono

Artur de Oliveira

A literatura de um povo não é somente a mais clara expressão do seu gênio nacional, é também a "sua própria geografia" segundo Walt Whitman, com todas as características que a acentuam e individualizam.

Cadeira 6, Posição 2

Artur Jaceguai

Nem posso crer que as fórmulas adotadas se apartem do sentimento perfeitamente humano, móvel desta minha introdução tímida e vacilante.

Cadeira 25, Posição 2

Artur Orlando

O amor que no mundo psíquico é como no mundo físico o éter, que apesar da descontinuidade dos seres não cessa de manter o Universo na mais estreita solidariedade; o amor, força mágica que prende, subjuga e alucina, torna a economia da natureza pródiga, fantasticamente pródiga; semeando flores e frutos por toda parte, ornando de atrativos e esplendores o ninho dos pássaros e a câmara dos noivos; o amor que inspirou Miguel Ângelo, Corrégio, Rafael, iluminou a cabeça de Moisés no Sinai, do Dante no Inferno, de Milton, no Paraíso, com Dido criou a Eneida, com Catarina, os Lusíadas, com Leonardo da Vinci o retrato de Mona Lisa, ainda hoje admirado como encarnação da beleza e graça feminina, da glória de Francesco del Giocondo passando à imortalidade envolto na beleza da mulher, e atestado da ventura de um artista genial, que levou quatro anos cheios de músicas e cânticos, a desenhar um sorriso de mulher que se não sabe bem a quem é dirigido, se ao pintor, se ao marido: o amor que atirou o indomável Hércules aos pés de Onfália, absolveu Madalena, a pecadora, aos olhos do Cristo, e transformou o corpo de mármore de Galatéia em carne rósea e perfumada, para apaixonar Pigmalião de um bloco de pedra, – o amor foi eixo, sobre o qual girou a vida inteira de Junqueira Freire, o pólo magnético de sua febril atividade, a fonte fecunda de sua sublime inspiração.

Cadeira 25, Posição 3

Ataulfo de Paiva

Julgo ter dito bastante dos motivos que me arrastaram até vós, para que tente dissimular a viva emoção que me domina ao receber, neste ato, a vossa dignificante investidura.

Cadeira 12, Posição 2

Augusto de Lima

Fundada a Academia, não houve quem duvidasse ser ela destinada a guardar o precioso tesouro da nossa língua e do bom gosto da sua forma literária.

Cadeira 13, Posição 6

Augusto Meyer

Se me debruço um pouco para dentro de mim mesmo, voltando aos caminhos confusos da juventude, vejo um mocinho espigado e tímido, já mais ou menos doente de Literatura.

Cadeira 20, Posição 5

Aurélio de Lyra Tavares

Não acrediteis que me tenha movido algum impulso de ambição descabida, ao volverem-se os meus olhos para o portal da vossa casa.

Cadeira 8, Posição 3

Austregésilo de Athayde

Veio-me à idéia, ao começar a escrever este discurso, que nesta noite não estivéssemos aqui somente os vivos, os membros desta Academia, os representantes dos poderes do Estado, os diplomatas, as personalidades das Ciências, das Artes, da Literatura, do Jornalismo, as formosas senhoras que dão beleza e graça a este quadro inesquecível. Pensei que o panorama de tantas presenças tangíveis poderia ampliar-se no conspecto ideal do corpo triunfante daqueles que verdadeiramente chegaram Ad Immortalitatem e são hoje objeto do vosso culto, honra da nossa existência, guarda e proteção dos vossos ideais.

Cadeira 18, Posição 2

Barão Homem de Melo

Mesmo a bordo dos transatlânticos que demandam os nossos portos, se exerce contra o nosso país uma propaganda injusta e cruel.

Cadeira 6, Posição 4

Barbosa Lima Sobrinho

No esplendor das horas culminantes, a memória ilumina, entre os fragmentos do passado, cenas, ou impressões, a que atribui o prestígio de uma significação oportuna.

Cadeira 1, Posição 4

Bernardo Élis

A alegre, pequena e estranha
Cidade de Corumbá
Lembra uma vila de Espanha,
Na encosta de uma montanha,
Naqueles tempos de Alá.

Cadeira 35, Atual

Candido Mendes de Almeida

Não há um Brasil indiferente à Academia. O poder nos corteja; a inteligência nos desdenha; sideramos o povo. Nosso é o lugar deste cativeiro social, de controles sutilíssimos, cenários da melhor usura do olhar e do prontuário das nossas etiquetas cívicas.

Cadeira 5, Posição 4

Cândido Motta Filho

Quantas perguntas fiz a mim mesmo, para colocar uma ponte entre a minha pretensão e a vossa generosidade! Encontrei, entre as delícias do século XVIII, o discurso acadêmico em que Voltaire explica que a sua Academia se originou de uma reunião de amigos.

Cadeira 9, Fundador

Carlos Magalhães de Azeredo

Ponho a mão nessa mão que a saudade deixou para sempre no meu ombro. Nessa mão esquerda que escreveu, quando nasci, uma "Oração silenciosa", da qual foi rara a manhã em que não me ouvi a murmurar estes versos.

Cadeira 4, Atual

Carlos Nejar

Se quiserem saber quem sou
- Não sei quem sou
Só sei que em mim
A sombra e a luz
São vultos
Que se buscam e se amam
Loucamente.

Cadeira 31, Posição 4

Cassiano Ricardo

A Cadeira que venho ocupar tem, para o meu caso, além de sua imensa significação cultural e moral, dadas as glórias imortais que tanto a ilustram, uma significação particular não menos tocante.

Cadeira 35, Posição 4

Celso Ferreira da Cunha

A língua é um conjunto de sinais que exprimem ideias, sistema de ações e meio pelo qual uma dada sociedade concebe e expressa o mundo que a cerca.

Cadeira 6, Atual

Cícero Sandroni

E ao estudar a vida dos que me antecederam, percebi quão longa e rica é a história da Cadeira número 6 da Academia Brasileira de Letras e quão breve é o tempo de que disponho para contá-la.

Cadeira 29, Posição 3

Cláudio de Sousa

Entendestes com muita bondade admitir-me em vossa ilustre companhia, não em atenção a meu valor, que é nulo, mas como estímulo a nosso renascente teatro.