Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Mário & Diana Corso

Atenção! Esta página apresenta material adulto, com conteúdo impróprio para menores de 18 anos. Mário e Diana Corso são psicanalistas que escrevem sobre a vida cotidiana e suas aflições.

Nomeando o sofrimento

Mário Corso para o Zero Hora

Atribuir um nome ao sofrimento acarreta ainda outro efeito colateral negativo: quem sofre geralmente passa por uma crise de identidade, portanto se alguém, numa posição de poder social, diz que ele é tal coisa, é bem provável que ele adira ao rótulo independente da adequação deste à sua realidade.

Zero Hora

Virgindade

Diana L. Corso

Na minha época de estudante secundarista, virgindade era um desafio, um fardo, para muitas uma vergonha.

Ciência

Mário Corso

A ciência explica o mundo, mas quanto aos anseios de sentido de que padecemos, fornece mais dúvidas do que certezas.

O Facebook e o Cérebro

Mario Corso

As redes sociais geralmente despertam um temor difuso em pais e educadores, eles ficam sem saber se aprovam ou não ver seus jovens consumir tanto tempo conectados a ela.

Mulheres

Diana Corso

Fiar, tecer e costurar historicamente sempre fizeram parte da condição feminina, tornando-se quase seu sinônimo. Porém, na conquista implacável de novos territórios a que nós mulheres nos lançamos, abandonamos com desprezo tudo aquilo que fazia parte do confinamento doméstico.

Prostitutas felizes

Diana Corso

Na prostituição se supõe que estaria em jogo apenas a fantasia do pagante, o outro seria um corpo vazio de conteúdo.

Vilões

Mário Corso

Harry Potter sem o Voldemort, por exemplo. Até mesmo "Up – altas aventuras" tem um vilão interessante….

Juventude

Diana Corso

Ser jovem é conviver com as próprias indefinições: duvidar sobre a quem e como amar, no que acreditar, como trabalhar, a quem admirar e o que se quer aprender.

Patinho Feio

Mário e Diana Corso

O Patinho Feio é o ovo certo no ninho errado. Ele só encontra rejeição e escárnio justamente onde esperava prolongar um pouco o calor do choco e é jogado num mundo hostil.

Cura Gay

Mário e Diana Corso

A homossexualidade não é uma doença a ser curada, ela não passa de uma forma de desejar. Já a homofobia talvez inspire cuidados terapêuticos.

Separações

Mario Corso

Amigos também ficam sequelados com os divórcios, sofre-se junto. A pior partilha, quando um amor acaba ou colapsa, é a dos afetos. Os que estão de fora do relacionamento descobrem-se desagradavelmente dentro: são disputados, junto com livros discos e algum patrimônio.

Filhos

Diana Corso

Há mães que abandonam seus filhos, deixando-os aos cuidados da própria mãe ou de parentes acolhedores, desistem ou não se engajam na causa dessa maternidade.

Fantasia

Mário Corso

Especialmente no Brasil, temos uma dificuldade com a ficção de inspiração mágica. Nossa literatura é essencialmente realista, com poucas exceções, e nosso pensamento político lhe faz eco.

Amor Moderno

Diana L. Corso

Hoje, tanto homens quanto mulheres não parecem estar dispostos a fazer qualquer negócio para andar aos pares. Nesse sentido, a fila anda para ambos os sexos.

Sem Facebook

Mário Corso

Vivemos para o olhar dos outros, essa é a realidade simples, evidente. Quem pensa o contrário vai na conversa da literatura de auto-ajuda, que idolatra a auto-suficiência e acredita que é possível ser feliz sozinho. É uma ilusão tola, nascemos para vitrine.

Beleza

Diana Corso

Hoje como ontem, dá muito trabalho parecer uma mulher recomendável. Agora é preciso suar pela boa forma e cobrir formas irregulares, comer quase nada em público, bronzear-se (sob supervisão dermatológica, claro) e ocultar marcas da idade.

Crianças

Diana e Mário Corso

Para escutar crianças é preciso parar de correr, e principalmente, de ter medo da própria infância.

Apressados

Mário Corso

A marca da nossa época é a velocidade. A indústria revolucionou a maneira de fazer objetos e a forma de encarar o tempo. A ordem é: mais produção em menos tempo.

Minha avó

Diana Lichtenstein Corso

Minha avó insistia em que uma mulher deve estar sempre impecável por baixo das roupas, "nunca se sabe quando vamos parar no hospital", dizia.