Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

15 mitos do casamento

Está prestes a se casar e anda por aí ouvindo umas coisas absurdas? Nós separamos alguns mitos sobre o casamento. Descubra e lembre-se sempre o amor real basta!

O casamento muda as pessoas

As pessoas só mudam após o casamento se antes não se mostravam completamente ou não tivessem ideia de como seria conviver. Se as pessoas mudam, a culpa não pode ser colocada no matrimônio, mas em questões que eram, até então, desconhecidas.

O casamento estaciona a evolução das pessoas

Existem pessoas que acreditam que depois de casar os noivos acabam por estacionar em suas individualidades, como se o matrimônio engessasse as vontades e os objetivos. Isso não é verdade e, se acontece, é por decisão entre as partes e não por que as condições mudam devido à nova realidade.

O cônjuge é o melhor amigo

Isso não é verdade. O melhor amigo pode ser o pai, a mãe ou mesmo um amigo qualquer, o que não diminui a importância do cônjuge na vida, sendo que ele por si só já tem papel determinante na vida da outra pessoa.

As brigas são indícios de um futuro divórcio

As brigas, desde que não ultrapassem o limite do respeito, são situações normais num panorama geral. Afinal, um casal é formado por almas simpáticas, mas que têm suas diferenças, pois não foram feitas iguais. Essas divergências podem vir a causar alguns atritos que não significam divórcio.

Os defeitos se ajustam depois de casar

Acreditar que assinar um papel fará com que os defeitos do parceiro sumam é o mesmo que acreditar na existência da fada do dente. Se a pessoa tem algum traço na personalidade que incomoda e no tempo de relação não houve “melhora”, é por que ela é assim mesmo. Logo, aceite-a ou deixe-a. Mas não espere que o casamento faça milagres.

Tudo continuará o mesmo

Com o passar dos anos, adquirimos experiência e mudamos muito os pontos de vista. Os relacionamentos também seguem essa tendência. Logo tudo muda e tudo passa.

Nunca dormir brigados

Se houve uma briga, pode ser insuportável dormir com raiva ao lado da pessoa simplesmente pela existência dessa regra, afinal ela não funciona para todo mundo. Em alguns casos, o melhor é cada um dormir num quarto ou em cômodos diferentes e assim dar um tempo para acalmar os ânimos e ter um dia melhor ao amanhecer.

Para o casamento ter futuro, os pensamentos devem ser iguais

As pessoas não são iguais, pois, se fossem, nos conheceríamos por completo e o mundo seria muito chato. As diferenças são o que verdadeiramente nos definem. Para que o casal funcione, deve haver similaridades que o una. É elas que possivelmente tenham aproximado o casal no início. As diferenças, por outro lado, devem ser compreendidas e respeitadas. Se isso acontece, o futuro é certo, por mais que existam particularidades.

A vida a dois vira rotina

A rotina chega, em determinada parte, por escolha. O nascimento de uma rotina é coisa normal que independe do fato de estar casado. O casal que cai na mesmice é por que se acomodou. Procure fazer programas diferentes de 15 em 15 dias, e a rotina não chegará nunca a casa.

As responsabilidades devem ser igualmente divididas

As responsabilidades devem ser equitativamente dividas. Aquele que tem mais tempo para cuidar da casa deve assim o fazer. Aquele com maior possibilidade de levar e buscar os filhos na escola, deve se engajar nisso. O importante é que as partes não se explorem, mas sejam companheiras, entendendo um o limite do outro e agindo com carinho e respeito.

Com o passar dos anos, o amor diminui

Com o passar dos anos, as pessoas relaxam e param de se empenhar na manutenção do amor, criando uma rotina enfadonha que pode fazer com que uma das partes perca o interesse na relação. Mas isso pode acontecer com todo o tipo de relação, durante o namoro e mesmo numa simples amizade.

Se o casamento passa por maus momentos, os filhos são a solu

Filhos não são armas que devem ser usadas a fim de evitar a dissolução do casamento, são fruto do amor e carinho que existiu entre um casal e assim deve sempre ser. Colocar os filhos no meio de uma briga ou buscar engravidar para segurar um parceiro é, na verdade, prolongar o calvário no qual já estão inseridos e, pior, colocar um inocente para sofrer junto devido a um ato egoísta.

Intimidade demais é prejudicial

A intimidade deve fortalecer a relação, acabando com os segredos e forçando uma participação ativa. Nunca se sabe o que a vida reserva, logo o ideal é conhecer o melhor possível o parceiro. Porém, em comum acordo, algumas coisas podem ser evitadas, como usar o banheiro para o “número 2” enquanto o outro toma banho. Há pessoas que se sentem invadidas com esse tipo de atitude, não importa de quem.

O fogo deve ser eterno para que o casamento dê certo

O tesão deve ser mantido e o carinho deve ser eterno. Mas estes momentos podem ter “safra” e “entressafra”, o que não significa que a relação esteja enfraquecendo. Os motivos para uma baixa na temperatura da cama podem estar associados a diversos fatores do cotidiano que nada têm a ver com a paixão. A dedicação e o companheirismo podem resolver qualquer problema.