Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Biografia de Sérgio Reis

Sérgio Reis é um dos maiores representantes da história da música sertaneja no Brasil. É um nome obrigatório quando se fala de música sertaneja. Sua músicas embalaram muitos momentos das paradas musicais brasileiras. Conheça mais sobre este cantor extraordinário.

continue lendo
Compartilhar

Quem é Sergio Reis?

Sergio Bavani é o nome real de Sérgio Reis, nascido no dia 23 de junho de 1940 na cidade de São Paulo, mais precisamente no bairro de Santana. Sérjão, como é carinhosamente chamado, tornou-se um grande cantor da música sertaneja e também participou de diversas novelas da TV brasileira.

Sucessos

Cinco anos depois de lançar sua primeira música, lançou seu primeiro disco, no qual foi gravada a música "Menino da Gaita", no ano de 1973. Confira um trecho:

"Era um rapaz
Olhos claros bem azuis
Andava só
Uma gaita em sua mão

Ouça sua linda canção
Olhos tristes no chão
E caminha sozinho (...)"

Curiosidade

O sobrenome "Reis" é de sua mãe e foi escolhido para compor o nome do cantor pois ele não achava o sobrenome do pai adequado para a profissão de cantor.

Novelas

Sérgio Reis também trabalhou em algumas novelas, como "Pantanal", em 1990 e "A História de Ana Raio e Zé Trovão", também em 1990, ambas na extinta TV Manchete. Participou de novelas na Rede Globo, como "Paraíso", em 1982, sendo esta sua primeira aparição em novelas e de "O Rei do Gado", em 1996. A última novela da qual participou foi "Bicho do Mato", em 2006, na Rede Record.

Discografia Completa

1967 - Coração de Papel
1969 - Anjo Triste
1973 - Sérgio Reis
1974 - João de Barro
1975 - Saudade de Minha Terra
1976 - Retrato do Meu Sertão
1977 - Sérgio Reis - Disco de ouro
1977 - O Menino da Porteira
1977 - Relaciones Internacionales
1978 - Mágoa de Boiadeiro
1978 - Natureza
1979 - Sérgio Reis
1980 - Sérgio Reis
1980 - Sérgio Reis - Disco de ouro
1981 - Boiadeiro Errante
1982 - O Melhor de Sérgio Reis
1982 - Os Grandes Sucessos de Sérgio Reis
1982 - A Sanfona do Menino
1983 - Sérgio Reis - Disco de ouro
1983 - Sérgio Reis
1984 - Sérgio Reis
1985 - Sérgio Reis
1985 - O Melhor de Sérgio Reis - Vol. 2
1987 - Sérgio Reis
1988 - Sérgio Reis
1989 - Sérgio Reis
1990 - Pantaneiro
1991 - Sérgio Reis
1993 - Sérgio Reis
1993 - Sérgio Reis - Acervo Especial
1994 - Ventos Uivantes
1995 - Grandes Sucessos de Sérgio Reis
1995 - Os Originais - Sérgio Reis
1996 - Marcando Estrada
1996 - O Rei do Gado
1997 - Vida Violeira
1997 - Boiadeiro
1998 - Sérgio Reis - Coleção JT
1998 - Sérgio Reis - Do Tamanho do Brasil
1998 - Essencial
1999 - Sérgio Reis - Popularidade
1999 - Essencial de Sérgio Reis
1999 - Melhor de Sérgio Reis
2000 - Série Bis - Jovem Guarda
2000 - Sérgio Reis - Dose Dupla
2000 - 40 anos de Estrada
2000 - Sérgio Reis & Convidados
2000 - Sérgio Reis
2001 - Sérgio Reis - 100 anos de Música
2002 - Sérgio Reis - Nossas Canções
2003 - O Divino Espírito do Sertão
2003 - Sérgio Reis e Filhos - Violas e Violeiros
2007 - Tributo a Goiás
2008 - Coração Estradeiro
2009 - 50 Anos Cantando o Brasil
2010 - Amizade Sincera (ao vivo, com Renato Teixeira)
2013 - Questão de Tempo

Início de Carreira

Iniciou sua carreira como músico na Jovem Guarda na década de 60, sua primeira opção de estilo musical não foi o sertanejo, mas sim o rock, chegou até a lançar um disco sob o nome de Johnny Johnson. Estreou no meundo sertanejo em 1967 a música "Coração de Papel". Confira um trecho do sucesso:

"Se você pensa que meu coração é de papel
não vá pensando pois não é
ele é igualzinho ao seu
e sofre como eu
porque fazer chorar assim a quem lhe ama (...)"

Músicas

Lançou sucessos um atrás do outro como "Menino da Porteira", "Adeus Mariana", "Disco Voador" e "Panela Velha".

Confira um trecho da sua música de maior sucesso, "O Menino da Porteira":

"Toda vez que eu viajava pela estrada de Ouro Fino
De longe eu avistava a figura de um menino
Que corria abrir a porteira e depois vinha me pedindo
"Toque o berrante, seu moço, que é pra eu ficar ouvindo"

Quando a boiada passava e a poeira ia baixando
Eu jogava uma moeda e ele saía pulando:
"Obrigado, boiadeiro, que Deus vá lhe acompanhando"
Pra aquele sertão afora meu berrante ia tocando."

 

Complicações na Saúde

Em 2002, o cantor sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral) sério. Mas se recuperou muito bem e conseguiu voltar aos palcos em menos de um ano. Já em 2009, Sérjão passou por outro susto. Foi internado às pressas para realizar um angioplastia. O canto reclamava de fortes dores no peito. Sua recuperação foi, novamente, muito boa e rápida, proporcionando a volta para o palco poucos meses depois.

Premiações

Sérjão já recebeu 6 indicações ao Grammy Latino, a maior premiação de música da América Latina. Sendo o artista que mais vezes foi indicado ao prêmio. E já foi conquistou o prêmio por duas vezes, além de outras homenagens prestadas no Brasil.

Carreira

O disco "O Melhor de Sérgio Reis", de 1981, vendeu mais de 1 milhão de cópias.

Em 2002, Sérgio homenageou o Rei Roberto Carlos com o disco "Nossas Canções", no qual interpretou diversas canção de Roberto.

Em 2003 foi gravado o primeiro DVD de Sérgio Reis, intitulado "Sérgio Reis e Filhos - Violas e Violeiros". No show da gravação, Sérgio recebeu seus filhos que acompanharam o pai durante as músicas.

Em 2009, também foi lançada uma coletânea de sucessos do cantor, chamada "Cantando o Brasil", com quatro volumes e trazendo os sucessos mais marcantes da carreira de Sérgio Reis.

Também em 2009, Reis teve sua chance de ser homenageado. O filme "O Menino da Porteira", foi refilmado e o protagonista do longa foi interpretado pelo cantor Daniel, um admirador de Sérgio Reis.

Em 2010, ao completar 40 anos de pareceria com Renato Teixeira, seu amigo, lançou o DVD e CD "Amizade Sincera". Vários sucessos clássicos da música sertaneja foram contemplados nesta nova parceria. O projeto também contou com a presença do filho do cantor, Paulo e dos filhos de Renato, João e Chico. Este DVD ganhou disco de ouro.

Na homenagem pelos 50 anos de carreira de Roberto Carlos, Sérgio Reis cantou no projeto "Emoções Sertaneja".

Programa na TV

A primeira aparição de Sérgio Reis na TV foi em 1958, no programa Calouros Toddy, na TV Paulista, que hoje é a Globo. Na ocasião ele interpretou a canção de Cauby Peixoto, "Conceição".

Em 1997, Sérgio Reis estreou um programa na TV Manchete, chamado "Sérgio Reis do Tamanho do Brasil", que era televisionado aos domingo.

Hoje em dia, ele apresente o programa "Raízes do Sertão", na Rede Record.

Filmes

Sérjão já estreou três filmes no cinema: "O Menino da Porteira", em 1976, "Mágoa de Boiadeiro", em 1978 e "O Filho Adotivo", em 1982.

fechar