Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Biografia de Luisa Mell

Seu nome é constantemente citado na mídia por apelos em prol dos animais, resgates e declarações polêmicas a respeito de veganismo e sustentabilidade ambiental. Luisa Mell é atriz, escritora, apresentadora e, mais popularmente, uma ativista engajada nas causas que defende. Entre suas pautas, ela defende a proibição da venda de animais, faz críticas aos sacrifícios religiosos e promove resgates à animais que vivem em situações deploráveis por conta do comércio de raças. Sua sensibilidade com a causa animal garantiu o livro "Como os animais salvaram minha vida", onde conta um pouco mais de sua história. Que tal integrar-se e aprender com os pensamentos de Luisa Mell?

19/09/1978
continue lendo
Compartilhar

Late Show

Apresentado por Luisa Mell, Late Show foi um dos responsáveis por marcá-la como protetora dos animais. O primeiro episódio do programa foi ao ar em junho de 2002, pela RedeTV!. A princípio, o programa, que era exibido aos domingos, tinha como premissa abordar o mundo animal, levando aos espectadores temas como denúncias de maus-tratos, informações sobre o cuidado com os pets, além de curiosidades.



A partir de 2007, Luisa passou a acrescentar à agenda do Late Show outras pautas, como turismo e ecologia. Nesse mesmo ano, o programa recebeu uma alteração no título, passando a se chamar Late Show Viva Mundo. No dia 3 de agosto de 2008 foi exibido seu último episódio. Devido à rescisão de contrato com a RedeTV!, Luisa deixou a emissora e passou a se dedicar mais às atividades de ativista pelos direitos animais.

O começo

Mulher com dois cachorros ao seu lado

Luisa Mell, nome artístico de Marina Zatz de Camargo, nasceu em São Paulo no dia 19 de setembro de 1978. É atriz, apresentadora de televisão e modelo brasileira.

Nascida em família judia, começou na televisão como figurante de palco e depois tornou-se apresentadora de programa próprio, especializado em animais de estimação - sobretudo cães, com o qual tornou-se conhecida. Ao lado desta atividade, atuou como atriz em teatro e televisão.

Luisa Mell

Trabalhos pela Tv

Começou a aparecer na televisão em 1998, no quadro Família Pimenta, do programa Domingo Legal apresentado então por Gugu Liberato no SBT. Transferindo-se para a RedeTV!, onde aparecia no programa Eu Vi na TV, passou a apresentar um quadro sensual chamado Objeto do Desejo, no programa Noite Afora da apresentadora Monique Evans. Depois disso, passou a apresentar ideias para novos programas, que foram efetivados, como o Black Brasil e Late Show, este último com estreia em junho de 2002, que tinha cães como tema principal. Também foi apresentadora principal do programa TV Fama.
Em 2005, já namorando o dono da RedeTV, Amilcare Dallevo, foi ofendida no ar pelo apresentador da mesma emissora Clodovil Hernandez, quando este declarou em seu programa "A Casa É Sua" que Luisa terminaria seus dias como atriz pornográfica, assim como Rita Cadillac. A ofensa rendeu a demissão do estilista, falecido em 2009.

O "Late Show" era formado por uma equipe que, dentre outras atividades, promovia o resgate de animais sob maus tratos, encaminhando-os para a adoção após tratamento veterinário. Apesar da boa audiência, o programa foi cancelado em 6 de agosto de 2008, por ciúmes de Daniela Albuquerque, que assim intercedia contra a ex-namorada de seu esposo Amilcare Dallevo, dono da RedeTV!. Na época, Luisa Mell declarou ter sido desrespeitada, pelo fato de sua demissão ter-lhe sido comunicada pelo telefone, e de modo ríspido.

Jesse Williams. O que promove esse ativista?

Família e seu amor por animais

Cachorro lambendo rosto de uma mulher e outros em seu colo

Marina, de família e religião judaicas, adotou o nome Luísa em homenagem à avó, morta num acidente automobilístico quando a modelo ainda era adolescente. O acidente fez o pai, José Alfredo, ficar deprimido, o que se resolveu com ajuda de um cachorro, que a família então arrumou - motivo pelo qual a apresentadora diz ter grande ligação com esses animais. Sua mãe se chama Sandra Zatz.
O nome Mell foi adotado porque, segundo Luisa, vendera pão de mel quando criança. É formada em Direito e em Teatro.

Instituto Luisa Mell

Fundado em 2 de fevereiro de 2015 pela ex-apresentadora de TV, o Instituto Luisa Mell (ILM) é uma organização não governamental sem fins lucrativos. Sua área de atuação é a proteção animal e do meio ambiente, com enfoque no resgate de animais feridos, sua recuperação e adoção.



Conforme foi estabelecido em seu estatuto, nenhum associado deve receber salário ou qualquer forma de remuneração pelo trabalho realizado, com exceção de médicos veterinários. A organização é mantida por meio de doações e suas despesas podem ser consultadas publicamente.



Em fevereiro de 2019, o Instituto Luisa Mell realizou um dos maiores resgates de cães já vistos no Brasil. Durante a operação, foram confiscados pela Polícia Militar Ambiental cerca de 1.700 cães com pedigree que viviam em condições insalubres no Canil Céu Azul, na cidade de Piedade, interior de São Paulo.

Recomeço

Mulher sorrindo com vestido em frente a uma porta com flores pintadas

Em agosto de 2010, passou a apresentar um quadro na Rádio Bandeirantes chamado "Comunidade dos Bichos", com inserção no programa Manhã Bandeirantes das segundas e quartas-feiras, e ainda a escrever uma coluna de mesmo nome no site da emissora.

Após ter feito uma participação na novela Araguaia, da Rede Globo, assinou contrato com a TV Gazeta em 22 de março de 2011, para apresentar um programa. Em 17 de abril estreou o Estação Pet, trazendo como atração uma entrevista com a atriz Bruna Lombardi.

Expresse amor pelos animais!

 

Trabalhos como modelo

Em 2005, foi sondada para posar para a revista Playboy, quando ainda apresentava o TV Fama.
No Carnaval de São Paulo de 2007 foi destaque como madrinha de bateria da escola de samba Acadêmicos do Tucuruvi, que trazia enredo versando sobre o aquecimento global. A fantasia de Luisa deveria "derreter" ao longo do desfile, o que não ocorreu, frustrando as expectativas.

Em fevereiro de 2008, foi de novo madrinha de bateria, mas desta vez na escola Imperador do Ipiranga, que naquele ano tentava retornar ao grupo principal com um enredo sobre as causas ecológicas defendidas por Luisa. O pai da apresentadora também participou do desfile. Em março ilustrou a capa da revista oficial do São Paulo Futebol Clube, como musa do time.
Em janeiro de 2009 posou para a Men´s Health. Em dezembro do mesmo ano, posou para um ensaio sensual publicado na revista Cult. Em janeiro de 2010 voltou a posar para a revista Maxim.

Empodere-se com frases de ativistas pelos direitos das mulheres!

Ativismo

Mulher ao lado de dois cachorros fazendo carinho

Luisa tornou-se conhecida defensora dos animais, sobretudo dos cães. Em 2008 um artigo sobre a novela brasileira A Favorita trazia o título "Chama a Luisa Mell", ao comentar que o público do programa pedia à emissora para não levar ao ar uma cena em que um cão seria sacrificado.
Seu apego aos cães a fez definir-se como "cachorreiro". Sob este neologismo, lançou uma coletânea poética, reunindo autores consagrados como Olavo Bilac, José Paulo Paes, Carlos Nejar, Astrid Cabral, intitulado "Poemas que latem ao coração", organizada pelo escritor Ulisses Tavares.

No final de janeiro de 2010, com as enchentes que ocorreram em várias partes da região Sudeste do Brasil, Luisa dirigiu uma campanha em socorro aos cães vitimados pelas águas em São Luiz do Paraitinga.
No dia 18 de novembro de 2013, participou da invasão do Instituto Royal, sob alegação de que cachorros da raça Beagle estariam sendo mau-tratados e sacrificados. Junto de uma centena de ativistas, Luisa, resgatou 178 cães e 7 coelhos. Foi intimada à prestar esclarecimentos junto de outros ativistas que foram reconhecidos também pela polícia de São Roque, entre ela a atriz Nicole Puzzi.

Luta diária

Hoje, aos 34 anos e 11 anos após seu inicio na televisão e em prol dos bichos, Luisa continua sua luta diária via internet. Com mais de 120 mil fãs nas redes sociais, a paulistana consegue sensibilizar as pessoas para o assunto e intermediar processos de adoção e achados e perdidos. “Quem gosta dos animais sabe que pode contar comigo, pois é uma causa que eu adotei para minha vida.”, conta Luisa, que também virou vegetariana em 2006 e levanta a bandeira sobre a redução do consumo de carnes e utilização ou ingestão de produtos provenientes dos animais.

Ele tinha um sonho, mas também muitas ideias! Relembre as frases de Martin Luther King

Trabalhos como atriz

Mulher segurando premiação de televisão

Participou em 2007 do musical "Cinderela", adaptado por José Wilker e com direção de Eduardo Martini.
Além do espetáculo “Nunca Se Sábado” em que atuou em 2008, ainda neste ano estrelou a peça "Mãos ao Alto, São Paulo", ao lado do ator Sérgio Abreu.26

Em 2009 atuou numa série apresentada pelo Canal Brasil, intitulada "Amorais", como protagonista, fazendo Carina, uma trambiqueira que, ao lado do marido, vive realizando golpes e não tem freios. Em treze capítulos, a série foi dirigida por Fernando Ceylão, com quem contracenou.
Em 2011 fez uma participação especial na novela brasileira Araguaia, exibida pela Rede Globo.

Em quê devemos nos inspirar nos animais?

fechar