Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Coisas que apenas os professores entendem

Em outubro, no dia 15, é comemorado o Dia do Professor. Para celebrar esta data, nada melhor do que trazer à memória divertidos (ou nem tanto) momentos da vida de professor, não é mesmo? Se você é um desses profissionais, com certeza vai se identificar!

Não adianta nada gritar pedindo silêncio

Todo professor sabe que não adianta nada gritar em sala de aula pedindo por silêncio. Parece que quanto mais alto gritamos, mais alto eles fazem barulho. Portanto, não perca a voz tentando fazê-los ficar calados, existem formas de “torturá-los” que funcionam muito melhor!

Também não adianta bater no quadro ou na mesa

Professor que é professor já bateu com o pincel ou apagador no quadro ou na mesa, na esperança que seus “anjinhos” se calassem. Mas da mesma forma que gritar não funciona, bater na mesa ou no quadro só faz assustá-los para logo recomeçar a bagunça. Respire fundo e tente se acalmar para fazê-los prestar atenção nas aulas.

Quanto mais irritado ficamos, mais eles bagunçarão!

Você já percebeu que quando chegamos irritados, parece que os alunos percebem e fazem de tudo para piorar a situação? Se eles forem adolescentes, esse índice cresce consideravelmente, afinal, eles acreditam que são transgressores e tudo o que mais desejam é desafiar os professores. Portanto, se você não estiver em um dia bom, respire fundo e encare da melhor forma possível!

Quando achamos que já é sexta-feira

Todo professor sente um verdadeiro alivio quando, finalmente, chega a sexta-feira. Mas e quando você chega na sala de aula e percebe que ainda é a famigerada quinta-feira? Nada de ficar triste, afinal, só mais um dia para a liberdade provisória ser decretada e você poder curtir bem longe dos seus anjinhos abençoados!

Será que estou esquecendo de algo?

Qual professor nunca chegou em sala de aula, convicto que aquele era o dia da prova e seus alunos tentaram lhe enganar? Todo professor já passou por essa situação, de ter marcado uma prova e quando entrar em sala, os alunos tentarem lhe enganar para que a prova aconteça outro dia, às vezes é a entrega de um trabalho. Mas que nós ficamos com a sensação de que estamos esquecendo algo muito importante, nós ficamos!

Quando encontra um (ex) aluno na balada

Nós sabemos que devemos manter o exemplo dentro de sala de aula. Mas quando o encontro acontece na balada? Com que cara ficamos? Será que podemos beber e mostrar que também somos “gente como a gente” e curtir a balada? Tem professor que encara numa boa, tem professor que não se sente à vontade. Mas todos nós já passamos por uma situação semelhante!

Professor, o senhor vai curtir o feriado aonde?

Normalmente, a vontade de responder é: “feriado, o que é isso? Come algo especial?”. Mas aí lembramos da ética e respondemos que temos que corrigir as provas de todas as 525 turmas que damos aula, inclusive aquela que já está cobrando a nota. Qual professor não sonha em simplesmente dormir, comer e dormir de novo durante o feriadão prologando?

Professor, quais seus planos depois da aula?

Quando essa pergunta surge, muitas vezes dá vontade de sentar e chorar copiosamente por lembrar que os planos para depois da aula não é ir ao cinema, mas fazer o planejamento das aulas de semana que vem, que por sinal, já está atrasado.

E quando perguntam para você: “por que anda tão cansado?”

A primeira resposta que vem à cabeça é dizer que está cansado porque tem umas pestinhas para dar aula, planos de aula para fazer, provas para corrigir e uma infinidade de livros para ler para elaborar as próximas provas. Mas você se lembra que não pode fazer isso e responde: “não tenho descansado o suficiente”.

A reunião de pais e mestres se aproxima

Existe momento mais odiado por professores que o encontro com os pais dos anjinhos? Afinal, nenhum pai gosta de receber o boletim com notas baixas ou então escutar que o seu filho, que é tão quieto em casa, anda aprontando todas em sala de aula. Alguns professores já desenvolveram técnicas ninjas para a entrega de boletim e precisam ensinar para os colegas!

Professor, é para copiar?

Antes do celular ser um objeto comum entre os alunos mais novos, a maioria de nós já respondeu: “não, arranca o quadro e vai tirar uma cópia”, ou mesmo, “não, é para bater uma foto, quer que faça pose?”. Infelizmente, a velha piada ficou ultrapassada e nós só podemos revirar os olhos com tal pergunta infame!

E quando estamos em um local público e o aluno nos cobra pelas provas?

Com certeza todo professor já passou por isso, pode ter sido na fila do cinema, na balada, na praia ou mesmo no supermercado. Mas sempre tem um aluno que vê você e corre para perguntar: “professor, cadê a nota da prova que o senhor não lançou no sistema ainda?”. Você solta aquele sorriso amarelo e diz que em breve estará disponibilizado. Mas sua vontade é responder: “está aqui no carro, quer corrigir para mim?”.

Nossa cara quando o aluno chega na segunda-feira dizendo que está doente

Você com certeza já passou por isso e está rindo lembrando da cara de desespero de lembrar que não pode adoecer, senão, não dará conta de tudo o que tem que fazer. Nós ainda pedimos que ele se mantenha o mais longe possível para que o vírus não chegue até nós, o problema é quando a sala é com ar condicionado e o vírus fica rodando lá dentro. O jeito é sentar e esperar a virose/gripe chegar!

Tempo Livre? O que é isso mesmo? Será que é verdade?

Professor sempre desconfia quando tem algum tempo livre e começa a procurar o que deixou de fazer. Afinal, onde já se viu um professor com tempo livre para descansar, ler um livro ou assistir um filme? Tem algo errado no ar e assim, desconfiando, acabamos perdendo o nosso tempo livre!

Dúvida cruel: Dormir X Preparar aulas

Quem nunca passou por isso, não pode se dizer professor. Todo professor de respeito já deixou de dormir para preparar as aulas das próximas semanas ou meses. Quem ainda não perdeu uma noite para o planejamento de aula, não passou pelo batismo real de um professor!

Ter crise de riso na sala e não poder contar

Quem nunca teve uma crise de riso na sala, após ler ou ver algo nos livros, ou mesmo, rir de algo que um aluno falou e não se conteve? Pior de tudo é quando se começa a rir sem parar e os alunos pedem para que você fale do que está rindo e você não pode contar.

Escutar que só estamos na profissão por gostar de crianças

A maioria de nós, professores, já escutou que só escolhemos lecionar porque gostamos de crianças. Quando um de nós responde: “não, só estou aqui porque gosto de ensinar, me identifico com a área”. O espanto das pessoas é enorme, afinal, para muitos, ensinar está diretamente ligado ao fato de gostar de crianças.

Ou então, diz que é muito fácil ser professor

A cara de desgosto ao escutar que é muito fácil ser professor é incrível, a vontade que dá é pedir para que essa pessoa faça todos os seus planos de aula, detalhadamente, incluindo as atividades e as provas de todo o ano. Para mostrar que ser professor não é nada simples!

A felicidade de fazer a diferença

Por mais que a profissão consuma muito tempo, nos esgote e nos deixe com cabelos brancos antes do que queremos. Não há nada mais recompensador que encontrar um ex-aluno e ver que ele está progredindo na vida, ou então, em sala de aula, um aluno dizer: “professora, um dia quero ser inteligente como a senhora”. Nós esquecemos de todos os perrengues de ser professor.