Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Dia da Língua Portuguesa

Em 10 de Junho comemoramos o Dia da Língua Portuguesa, conheça um pouco mais da história desse dia e curiosidades da língua portuguesa.

História da Língua Portuguesa

A Língua Portuguesa está espalhada por alguns continentes, como Europa, América Latina, África e Ásia. Isso se deve à política expansionista de Portugal, nos séculos XV e XVI, Levando para as colônias essa língua tão rica, que se misturou a hábitos e crenças diversas e acabou sendo enriquecida com novas variedades regionais.
Sua origem está no latim, que os romanos introduziram na Lusitânia, região norte da Península Ibérica, a partir de 218 a.C..
Após a invasão romana da Península Ibérica, todos aqueles povos, com exceção dos bascos, passaram a conviver com o latim, o que deu início ao processo de formação do português, espanhol e galego.
Esse movimento de homogeneização cultural, linguística e política foi denominado de romanização. Até o século IX, a língua falada era o romance, uma espécie de estágio intermediário entre o latim vulgar e as modernas línguas latinas, como português, espanhol e francês. Essa fase é considerada como pré-história da língua.

No Brasil

A Língua Portuguesa aportou em nosso país junto com os portugueses através do descobrimento de nossas terras.
Os indígenas resistiram à imposição da língua dos colonizadores, mas como isso não poderia ser evitado, foram promovidos contatos entre a língua portuguesa de Portugal e as diversas línguas indígenas, sobretudo com o Tupi, em sua variedade conhecida como Língua Geral da Costa. Esses contatos deram início às alterações do Português no Brasil, afetando apenas o léxico.
Novos contatos ocorreram com a chegada dos milhões de africanos. Posteriormente, novos contatos ocorreram com o espanhol e o francês, por causa das invasões, e as línguas europeias de imigração, como o italiano, o alemão, o japonês, e outras línguas trazidas pelos imigrantes.

Dúvidas do dia-a-dia - Parte II

Afim ou a fim?
Afim – adjetivo que significa “igual”, “semelhante”. Relaciona com a ideia de “afinidade”:
São pessoas afins.
A fim - significa “para” indica ideia de finalidade:
Ela tentou fingir ser rica a fim de nos enganar.

Em nível ou a nível de?
Em nível - só pode ser usado em situações em que existam "níveis":
Este problema só pode ser resolvido em nível de diretoria.
A nível de - não existe. Foi um modismo criado nos últimos anos. Devemos evitá-lo:
”A nível de relatório, o trabalho está muito bom.”
O certo é: "Quanto ao relatório... ou Com referência ao relatório..."

Mas ou Mais?
Embora parecidas na pronúncia, em várias partes do Brasil, trata-se na verdade de palavras diferentes.
Mas - conjunção adversativa, equivalente a “porém”, “contudo”, “entretanto”:
O Brasil passa por melhorias, mas não consegue se desenvolver.
Mais – pronome ou advérbio de intensidade:
Ela é uma das mulheres mais bonitas do país.

Mau ou mal?
Mau – adjetivo, significa ruim, de má índole ou má qualidade. Opõe-se a bom.
Aquela menina tem um coração mau.
Mal - pode ser conjunção (indicando tempo), advérbio (opõe-se a bem) ou substantivo (significando doença):
O time jogou mal, mas conseguiu recuperar no final da partida.

Demais ou de mais?
Demais – pode ser advérbio de intensidade, com sentido de “muito”, pode aparecer intensificando verbos, adjetivos ou outros advérbios. Também pode ser pronome indefinido, equivalente a “os outros”:
Estamos bem até demais.
Os demais membros do clube.
De mais – oposto de “de menos”. Refere-se a um substantivo ou pronome:
Não vi nada de mais em sua atitude.

História da Língua Portuguesa - Parte II

Do século IX ao XII, encontram-se registros de alguns termos portugueses em escritos, mas o português manifestava-se então basicamente como uma língua falada. Dos séculos XII a XVI desenvolveu-se o português arcaico, e do século XVI até hoje, o português moderno.
O fim do período arcaico foi marcado pela publicação do Cancioneiro Geral de Garcia de Resende, em 1516. Já o português de Os Lusíadas, de Luís de Camões, em 1572, marca o ínicio da fase moderna, pois tanto na estrutura da frase quanto na morfologia, ou seja, no aspecto formal das palavras, sua linguagem se mostra mais próxima do atual.

Dúvidas do dia-a-dia

Listamos algumas dúvidas mais comuns do dia-a-dia da língua portuguesa, para que você faça uma pequena revisão do seu vocabulário e evite erros comuns.

A ou há?
A – preposição, indica fato futuro:
Partiremos daqui a duas horas.
Há – do verbo haver, é usado em expressões que indicam tempo já transcorrido:
Tudo aconteceu há vinte anos.
À medida que ou na medida em que?
À medida que – indica proporção, desenvolvimento simultâneo e gradual, equivale “ à proporção que”:

O crime foi solucionado à medida que as investigações avançaram.
Na medida em que – indica uma causa, equivale a “porque”, “uma vez que”:
O fornecimento de luz foi interrompido na medida em que os pagamentos não vinham sendo efetuados.

A par ou ao par?
A par – sentido de “bem informado”, “ciente”:
Você precisa se manter a par de tudo o que acontece
Ao par – expressão usada para indicar relação de equivalência ou igualdade entre valores financeiros:
As moedas fortes mantêm o câmbio ao par.

Ao encontro de ou de encontro a?
Ao encontro de – indica “ser favorável a”, “aproximar-se de”:
Sua opinião veio ao encontro da minha.
Quando o vi, fui ao seu encontro.
De encontro a – indica “oposição”, “colisão”:
Sua opinião sempre veio de encontro à minha.
O caminhão foi de encontro ao poste.

A cerca de ou há cerca de?
Acerca de - significa “sobre”, “a respeito de”:
Haverá uma exposição acerca das obras já entregues.
Há cerca de - indica um período aproximado de tempo já transcorrido:
O Brasil foi descoberto há cerca de quinhentos anos.

Senão ou se não? Senão – equivale a “caso contrário” ou “a não ser”: Preciso que ela chegue a tempo, senão será cancelada a reunião. Se não – aparece em orações condicionais, equivale a “caso não”: Se não houver competência, não ganharemos as eleições.

Onde ou aonde?
Onde - indica o lugar em que está ou acontece algum fato:
Onde você está?
Onde vai ficar nas suas férias?
Aonde - indica movimento ou aproximação:
Aonde você vai?
Aonde devo passar para chegar no bairro ao lado?

Curiosidades

O dia 10 de junho foi escolhido para representar a data do Dia da Língua Portuguesa, porque marca o aniversário da morte de Luiz Vaz de Camões, um dos maiores poetas portugueses. Ele faleceu no dia 10 de junho de 1580.
Camões conviveu com grande parte das aventuras marítimas dos portugueses, conhecendo e poetando também sobre as aventuras de seus antepassados. Esse dia também foi escolhido para ser o Dia de Portugal.
Cerca de 250 milhões de pessoas no mundo falam a Língua Portuguesa atualmente. No Brasil, estão 80% desses falantes.
O português é a língua oficial em: Portugal, Ilha da Madeira, Arquipélago dos Açores, Brasil, Moçambique, Angola, Guiné-Bissau, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe.

Curiosidades - Parte II

A Língua Portuguesa é a quinta língua mais falada do planeta e a terceira mais falada entre as línguas ocidentais, atrás do inglês e do castelhano.
Por toda a importância dada a Língua Portuguesa, seu ensino agora é obrigatório nos países que compõem o Mercosul.
Não oficialmente, o português também é falado por uma pequena parte da população em Macau (território chinês que foi até 1999 administrado pelos portugueses); no Estado de Goa, na Índia (que foi possessão portuguesa até 1961) e no Timor Leste, na Oceania (até 1975 administrado pelos portugueses, quando foi tomado pela Indonésia, e atualmente é administrado pela ONU).