Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Greenpeace

O Greenpeace é uma organização global cuja missão é proteger o meio ambiente, promover a paz e inspirar mudanças de atitudes que garantam um futuro mais verde e limpo para esta e para as futuras gerações. Saiba mais!

continue lendo
Compartilhar

O Surgimento

A história do Greenpeace começou em 1971, quando um grupo de ecologistas, jornalistas e hippies, zarparam do porto de Vancouver, no Canadá, rumo ao Ártico.
A bordo de um velho barco de pesca chamado Phyllis Cormack, os ativistas queriam impedir que os Estados Unidos levassem a cabo testes nucleares em uma pequena ilha chamada Amchitka, na costa ocidental do Alasca.
Para levar adiante tal empreitada, o grupo tentou arrecadar fundos com a venda de broches. Verde (Green) e Paz (Peace) eram as palavras de ordem, mas não cabiam separadas no broche. Nascia assim o nome Greenpeace.
Eles acabaram não conseguindo chegar a seu destino, e não impediram os Estados Unidos de detonarem a bomba. Mas a persistência e a coragem do grupo chamou a atenção do planeta e, após uma forte pressão popular, os testes nucleares foram suspensos.
A ideia de que alguns indivíduos podiam fazer a diferença por um planeta mais verde e pacífico se tornou realidade e arrebatou uma legião de seguidores. Foi também o embrião do que é hoje a maior organização ambientalista do mundo.

Greenpeace no Brasil

O Greenpeace chegou ao Brasil no mesmo ano em que o país abrigou a primeira e mais importante conferência ambiental da História, a Eco-92.
O protesto que marca a fundação da organização por aqui foi uma ação contra a usina nuclear de Angra. Chegando por mar, ao bordo do navio Rainbow Warrior, os ativistas fixaram 800 cruzes no pátio da usina, simbolizando o número de mortos no acidente de Chernobyl.
De olho na proteção da maior floresta tropical do mundo, em 1992 começou a investigação sobre a exploração ilegal e predatória de madeira na Amazônia.
Para a redução das emissões de gases do efeito estufa, o Greenpeace trabalha em um cenário de [R]evolução Energética, para pressionar o governo a incentivar o setor de energia eólica, solar e biomassa.

Desafios

O Greenpeace ajudou o Brasil a levar mais a sério o debate ambiental, enquanto a realidade do país mostrou à organização que os problemas ambientais e os sociais caminham juntos.
Os desafios da organização cresceram com o país. O ritmo do desmatamento na Amazônia vem caindo, mas ainda é alarmante, sem que os problemas tenham sido resolvidos. Por outro lado, o Brasil, que tinha tudo para aproveitar seus recursos naturais para se tornar uma potência energética de matriz quase 100% limpa, ainda quer investir em energias sujas e perigosas como petróleo e nuclear – e por isso o Greenpeace faz campanha pelo incentivo e pelo investimento em fontes renováveis de energia, como eólica, solar e biomassa.

Não violência

A não violência é requisito fundamental em todas as atividades que o Greenpeace promove. Ela está embutida em ações, palavras e na forma de atuação em geral – seja com governantes, empresários, outras instituições ou com a população.

Missão

O Greenpeace é uma organização global e independente que atua para defender o ambiente e promover a paz, inspirando as pessoas a mudarem atitudes e comportamentos.
Investigando, expondo e confrontando crimes ambientais, desafiam os tomadores de decisão a reverem suas posições e adotarem novos conceitos.
Também defendem soluções economicamente viáveis e socialmente justas, que ofereçam esperança para esta e para as futuras gerações.

Navios - Guerreiro do Arco-Íris

A história do Rainbow Warrior, um navio que o Greenpeace comprou para ser usado sobretudo em campanhas contra a caça de baleias, ganhou ares de mito em 1985, quando foi afundado pelo serviço secreto francês enquanto estava ancorado no Porto de Auckland, na Nova Zelândia.

Um dos tripulantes do Phyllis Cormack, o jornalista Robert Hunter, leu durante a viagem um livro sobre mitos e lendas indígenas. Um trecho impressionou a tripulação: ele narrava a previsão feita 200 anos antes por uma velha índia cree, chamada Olhos de Fogo, sobre o futuro do planeta:

“Um dia a terra vai adoecer. Os pássaros cairão do céu, os mares vão escurecer e os peixes aparecerão mortos nas correntezas dos rios. Quando esse dia chegar, os índios perderão o seu espírito. Mas vão recuperá-lo para ensinar ao homem branco a reverência pela sagrada terra. Aí, então, todas as raças vão se unir sob o símbolo do arco-íris para terminar com a destruição. Será o tempo dos Guerreiros do Arco-Íris.”

Alguns anos depois, o nome “Guerreiro do Arco-Íris” (Rainbow Warrior, em inglês) seria pintado no casco do mais famoso navio do Greenpeace e viraria sinônimo de ativismo ambiental.

Navios

O Greenpeace conta com três navios nos oceanos: o Rainbow Warrior, que já foi citado acima, o Artic Sunrise e o Esperanza.

Arctic Sunrise: O Arctic Sunrise é um navio quebra-gelo de pesquisa, próprio para navegação nos polos. Ele começou como inimigo: foi construído em 1975 para caçar focas. Navios como esse eram o alvo do Greenpeace nos anos 1980. Lançado em junho de 1996 como integrante da frota do Greenpeace, começou um tour pelas plataformas de petróleo inglesas e norueguesas no mar do Norte.

Esperanza: O Esperanza é o mais novo e maior navio da frota do Greenpeace. Seu nome foi escolhido pelos ciberativistas da organização.Assim que o adquiriu, o Greenpeace preocupou-se em aperfeiçoá-lo tecnologicamente. Foram meses de reforma para que ele respeitasse o ambiente o melhor possível.

 

Deixe as baleias namorarem

Essa é uma das campanhas mais famosas do Greenpeace. O Greenpeace Brasil criou a campanha Deixe as baleias namorarem com o objetivo de conquistar a moratória na exploração de gás e petróleo nos arredores do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, zona de maior biodiversidade do Atlântico Sul.

Participe

Como colaborador – Por ser uma organização que não aceita dinheiro de empresas, governos ou partidos políticos, o apoio financeiro dos indivíduos é vital para nossas campanhas. Sua colaboração mensal garante a continuidade e a independência do nosso trabalho.

Como ciberativista – A mobilização de pessoas pela internet é uma das principais formas usadas pelo Greenpeace para pressionar governantes e empresas a protegerem o planeta. Participar é fácil. Veja como unir sua voz a de milhões de ciberativistas no mundo.

Como voluntário – Você nos ajuda com seu talento e força de vontade para fazer a diferença na defesa do ambiente. Os voluntários estão comprometidos com os princípios e os valores do Greenpeace e oferecem seu tempo para transmitir nossa mensagem.

Na mídia – Os veículos de comunicação que desejam apoiar o Greenpeace podem veicular nossas campanhas publicitárias. Assim a informação é transmitida para mais pessoas, que nos ajudam a formar uma sociedade mais verde, pacífica e socialmente justa.

fechar