Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Lições empíricas do amor

O amor é um sentimento muito forte, capaz de ensinar milhares coisas para quem se sujeita a ele. Vamos nos entregar ao amor? Deixe que esse sentimento faça diversas mudanças em sua vida!

continue lendo
Compartilhar

Bases

O amor não precisa de muito, mas tem lá suas bases. E sem elas não se sustenta. O amor precisa ter compreensão, e não pode exigir posse. Ele é ação, além de sentimento. Ele é verdade e afasta o medo. O amor precisa atrair positividade e alegria. Quando começa a prender, sufocar, trazer raiva, insegurança e inveja, já não é mais amor.

Exigências

O amor é completamente distinto da paixão, quando você decide prestar atenção. A paixão quer o imediato, o momento do encontro, do contato. A paixão exige menos. Mas o amor, ahh, o amor. Ele precisa de atenção ilimitada, ele precisa ser incondicional. Ele quer inúmeros momentos, ele quer um instante depois do outro, até o infinito. O amor exige um ‘felizes para sempre’. O bom é que, claro, o amor é capaz de oferecer um felizes para sempre.

Pular de cabeça

Amar é saber que pode não durar para sempre, mas se arriscar mesmo assim. Amar é pensar como foi que você viveu esse tempo todo sem o outro. Amar é fazer alguma coisa ridícula, como comprar flores ou andar de mãos dadas na rua, se sentir um tolo e se sentir o tolo mais feliz do mundo inteiro por poder viver essas besteirinhas de amor. Amar é querer se perder dentro de um abraço. Amar é saber que seu coração pode se partir - afinal, ele já se partiu outras vezes - e não se importar. Simplesmente ir, pular de cabeça, feliz, pronto para tentar mais uma vez.

Além das palavras

Além das palavras
Dizer “eu te amo” não é apenas proferir essas três palavras. “Eu te amo” vai muito além da fala ou da escrita. “Eu te amo” é dito quando liga para saber se ele chegou bem. Quando ele fica até mais tarde, porque não quer te deixar sem cafuné. É um “eu te amo” quando algum dos dois manda mensagem só para avisar que viu algo que o fez se lembrar do outro. “Eu te amo” é fazer sopa quando ele está gripado, é te dar aquela força quando ele sabe que você teve uma semana ruim. Às vezes, “eu te amo” é conquistar o mundo por você. Às vezes, é só um abraço.

Florescer

Quem muito deseja um amor, por vezes se esqueceu de olhar para dentro e ver se há dentro de si terreno para o amor florescer. A busca pelo amor pode esconder uma carência por carinho e atenção que precisam vir de dentro antes de serem buscados fora. O amor está por toda parte, ao nosso redor, nos outros, mas principalmente, dentro de cada um. Ame-se, e abra caminho para atrair ainda mais amor.

É preciso amor

Mesmo na dificuldade, há amor. Mesmo no medo, há amor. A maior arma contra a desesperança é o amor. Mesmo que o mundo pareça duro, terrível, sem chance para o bem, nessa hora mais do que nunca é preciso amor. O amor reconstrói, ilumina e liberta. O amor dá a cada pessoa uma chance de recomeçar, de encontrar esperança e de encontrar a paz.

Surpreendidos

Nós passamos anos sonhando com um amor perfeito, que vai chegar na hora certa e que vai completar todos os espaços vazios da nossa vida, apenas para sermos surpreendidos por um amor que, quando chega, vem fazendo bagunça, contrariando todas as nossas expectativas. Um amor que tem os cantos todos errados para o espaço que a gente guardou para ele. E então, a gente vê que não importa. Que o amor não precisa ser perfeito para ser real.

 

Maravilhosa imperfeição

Assim como os seres humanos, o amor não é perfeito. O encontro entre duas pessoas que se amam pode ser confuso, difícil, as palavras podem sair do jeito errado, podem haver desentendimentos e até aquela vergonha de querer esconder o rosto nas mãos. Mas nada disso importa quando há verdade, compreensão e o desejo de permanecer junto ao outro. O amor é maravilhoso em sua imperfeição.

Iluminar

O amor joga luz nos cantos escuros que não costumamos olhar. Ele revela verdades e segredos sobre nós que nem nós mesmos conhecíamos. O amor expõe nossos traumas, nossas fragilidades, mas também expõe a força que não sabíamos ter. O amor pode nos endurecer, nos ensinar que sempre é possível sobreviver à dor de um coração partido. Mas o amor também nos ensina a delicadeza e a suavidade de quando renascemos, de novo, para dar uma chance a um novo amor.

Dedicação

O amor, primeiro, é fagulha. É um cruzar de olhos, é um instinto. O amor, porém, precisa de mais do que isso. Ele exige dedicação, como qualquer relacionamento o faz. O amor é uma questão de acomodar duas pessoas diferentes, mas que são iguais em seus sentimentos. Mas o bom do amor é que qualquer que seja o esforço necessário, você estará fazendo-o ao lado da pessoa que mais importa nesse mundo: o seu amado.

Aproveitar ao máximo

O mais importante não é o tempo que o amor irá durar, mas sim como será vivido esse tempo. Às vezes, por diferentes circunstâncias, você não terá muito tempo junto do seu amor. É essencial, então, fazer o máximo de cada segundo que lhe é dado. No fim, as memórias mais valiosas não serão os presentes trocados, os restaurantes caros que vocês foram, mas sim, os momentos em que vocês riram, se divertiram, perderam o fôlego e apreciaram a companhia um do outro mais do que qualquer outra coisa.

Merecer amor

Precisamos abandonar qualquer noção de que não somos dignos de amor. Pois não é merecedor de amor só quem é perfeito, a começar porque somos todos criaturas imperfeitas, cada um de nós. Além disso, é o amor que perdoa nossos erros, dá mais valor às nossas qualidades, nos faz ver o quão especial e importantes são nossas particularidades. Um amor justo, simples e bom é quem nos guia para um caminho melhor.

Independência

Casais apaixonados querem passar o tempo inteiro juntos, mas o amor de verdade se constrói quando você percebe que cultivar momentos a sós não prejudica a relação nem diminui o sentimento. Pelo contrário, a vida individual de cada um é o que fortalece o amor, pois a dependência excessiva ao parceiro acaba por sufocar o sentimento. A intensidade de um amor não depende da quantidade de momento que vocês passam juntos, e sim, da qualidade desses momentos.

Aceitação

A pessoa que você ama não será do jeito que você imaginou que ela seria. Isso é um fato. O que realmente importa, porém, é que o amor nos ensina que não precisamos mudá-la. Que, inclusive, tentar fazer isso só trará desgaste e frustração. Se nós a amamos, a amamos do jeito que ela é. Aceitar isso é respeitar o seu parceiro, fortalecer a sua relação e abraçar sua felicidade.

Generosidade

Quando me apaixonei pela primeira vez, vi o quanto ver outra pessoa feliz também me fazia feliz. O quanto aqueles minutos a mais para agradar o outro valiam a pena, pois o seu sorriso iluminava o meu coração. Descobri que dedicar-se a outro, que ser mais generoso é um presente para quem dá, assim como para quem recebe. Descobri que o amor se manifesta em palavras e ações, e que volta multiplicado para dentro de mim.

Olhar além

A maior capacidade do amor é olhar além do que é pequeno e banal para criar algo de valor. Não importam as diferenças, os pequenos defeitos, as dificuldades, as contradições. O amor está interessado no que é maior. Na pessoa que você é quando está sem disfarces, sem máscaras, sem desculpas. Se no âmago de duas pessoas, o que se encontra lá vale a pena, então elas se amarão com tudo o que têm.

Divino e terreno

O amor tem o poder de tirar nosso fôlego, nos levar até as estrelas, transportar nossa mente para um lugar de paz e felicidade. Mas o amor também se constrói de pés no chão, quando é preciso vencer dificuldades, quando a situação não está tão boa para um, e a outra pessoa não vai embora. O amor nos dá asas, mas sustenta nossos passos. Ele é tão divino quanto terreno, por isso é capaz de preencher toda a nossa vida.

Suficiente

O grande segredo do amor é que a pessoa certa não é necessariamente aquela que vai viver as maiores aventuras ao seu lado, embora, é claro, possa ser exatamente essa. A pessoa certa mesmo é aquela que vai ficar ao seu lado no mais tedioso dos domingos e ainda fazer a experiência valer a pena. A pessoa certa é aquela que vai estar disposta a cruzar o mundo com você, mas com quem até aquele mesmo velho sofá da sua casa é bom o suficiente, se for ela que estiver sentada ao seu lado.

Finito

Nem todo grande amor dura para sempre. Essa é talvez a lição mais dura que relacionamentos podem nos ensinar. Queremos acreditar que aquela pessoa - que veio encher nosso mundo de cor e emoção - vai ficar ao nosso lado pelo resto de nossas vidas. Mas, às vezes, não é assim. Não porque alguém fará algo de errado ou porque alguma injustiça os separou, mas simplesmente porque aquele amor acabou. Aceitar isso é compreender que outros amores sempre nascerão.

fechar