Famosos / Políticos

Marcelo Crivella

Marcelo Crivella foi eleito prefeito do Rio de Janeiro no segundo turno da eleição municipal de 2016, em disputa com Marcelo Freixo. Político, cantor, compositor, engenheiro, escritor e religioso, Marcelo traz uma grande bagagem e sua carreira e promete mudar o Rio de Janeiro.

Vida pública

Marcelo Crivella

Eu peço a Deus que essa modesta vida pública possa deixar para todos os cariocas esse ensinamento de que sempre chega a nossa vez quando a gente não desiste.

Compartilhar

Emoção

Marcelo Crivella

É um momento de muita emoção, principalmente pra mim, que venho tentando vencer uma eleição para prefeito e governador do Rio mais de uma vez.

Compartilhar

Agradecimentos

Marcelo Crivella

Agradeço também aos espíritas, umbandistas, aos do candomblé e aos que não têm religião. Ninguém vence sozinho.

Compartilhar

Adversário

Marcelo Crivella

Quero também parabenizar o candidato Marcelo Freixo por sua luta, por todos obstáculos vencidos.

Compartilhar

Calúnias

Marcelo Crivella

Não temos memória para calúnias ou injúrias. A eleição acaba aqui. Vamos olhar para a frente.

Compartilhar

Indicação

Marcelo Crivella

Não vai ter indicação política no meu secretariado. E, principalmente, precisa ser ficha limpa e competente.

Compartilhar

Final da apuração

Marcelo Crivella

Gostaria de deixar registrada essa frase que eu ouvi no final da apuração, de um senhor que me abraçou e disse: "Crivella, chegou a sua vez!". Eu peço a Deus que essa modesta vida pública, acidentada vida pública, possa deixar para todos os cariocas esse ensinamento de que sempre chega a nossa vez quando a gente não desiste. Peço a Deus que dê a mim e a cada um de vocês que me acompanharam e outros que estão reunidos no Clube de Bangu, que nesses quatro anos de governo possamos ter a esperança dos que sempre lutam e a fé dos que nunca desistem. Muito obrigado a todos.

Compartilhar

Empresa

Marcelo Crivella

Essa empresa que trabalha para nós agora trabalhou para 200 candidatos em 2014, inclusive eu. Essa empresa quebrou porque nessa crise que nós estamos, as pessoas fecharam suas oficinas e estão terceirizando o serviço. Ela terceirizou o serviço, mas ela não é fantasma. Ela tem CNPJ, ela tem nota fiscal. Meu material foi apreendido porque o nome do vice estava menor do que previa a lei. Eu não fui multado, foi apenas uma coisa administrativa. E esse inquérito, que eu pedi que houvesse, vai concluir mostrando que não há nada de irregular. E mais: a encomenda foi mais de R$ 50 mil. Imagina se a gente vai fazer uma gráfica fantasma, não é? Uma encomenda tão pequena, de R$ 50 mil.

Compartilhar

Momento inesquecível

Marcelo Crivella

Quando saiu o resultado, foi um momento, eu diria a vocês, inesquecível.

Compartilhar

Debate

Marcelo Crivella

Esse debate que estou aqui agora talvez seja o 30º das tantas campanhas. Dizer que eu não vou a debate, que eu me nego a responder perguntas, isso é uma infâmia. Infelizmente, não pude vir no da Globo e da CBN porque estava no Senado Federal, defendendo as causas do estado Rio de Janeiro.

Compartilhar

Boatos

Marcelo Crivella

É impressionante como eles inventam essa conversa, esses boatos. É verdade que eu fui bispo, e tenho muito orgulho disso, mas fui também motorista de praça, fui professor, sou engenheiro, senador e fui ministro da Pesca

Compartilhar

Aliança

Marcelo Crivella

A aliança que consegui com o PR nos deu tempo de televisão, mas não foi nenhuma condição do governador, ex-governador, participar do nosso governo. Ele tem todos esses processos, vai responder, espero que seja inocentado de todos, e não há nenhum compromisso, nem ele pediu, para estar no meu governo. Quero deixar isso aqui claro: Garotinho não vai participar do meu governo, embora saia hoje no jornal que ele seria o secretário de Obras. Ontem, estive na Crea-RJ, 1,5 mil engenheiros, arquitetos e geógrafos do Rio de Janeiro sabem todos quem será o secretário de Obras do meu governo. É engenheiro como eu, trabalhou há 30 anos atrás na Emop [Empresa de Obras Públicas do Rio de Janeiro] comigo. Todo mundo sabe que vou colocar na Comlurb funcionários de carreira. Vou na educação funcionários de carreira ou pessoas vocacionadas para esse setor público, da maneira que não vai ter indicação política no meu secretariado. E, principalmente, precisa ser ficha limpa e competente.

Compartilhar

Indignação

Marcelo Crivella

Pela primeira vez, em função da minha indignação com a cobertura manipuladora e tendenciosa que a Rede Globo tem feito contra a minha candidatura, especialmente nas últimas semanas, não posso e não devo comparecer aos estúdios da emissora. Sou um homem da paz e como prefeito, se assim o povo decidir, vou dialogar com todos por amor ao Rio. Não guardo mágoas. É a minha natureza. Mas peço que fique registrado meu ato de protesto e apelo a favor da democracia e da liberdade de imprensa à altura das nossas tradições cívicas e morais

Compartilhar

Apoio

Marcelo Crivella

Garotinho queria apoiar o Indio da Costa. O Indio tinha feito a promessa de ter várias secretarias com o PR. Quem foi contra a aliança de Garotinho e Indio foi Clarissa. Ela é que me ajudou a construir essa aliança com o PR. Veja, nós precisamos de aliança. As pessoas dizem assim: "a política está muito ruim" Agora, para você fazer a diferença da má política, não é a antipolítica. Não é você ir sozinho. É a boa política. A boa política é você poder administrar as alianças usando quem está bem, quem tem ficha limpa, quem tem competência, e esperando até um pouquinho para frente, até que as pessoas possam, eu diria, vencer as suas controvérsias e seus processos na Justiça. É isso que eu garanto a você que vou fazer.

Compartilhar

Ficha limpa

Marcelo Crivella

Ficha limpa é a minha prerrogativa. Agora, veja bem, nós vamos lidar com os vereadores do PR. Poderei sim lidar com a deputada Clarissa Garotinho, que foi quem me ajudou a construir essa aliança.

Compartilhar

Executivo e Legislativo

Marcelo Crivella

A política indica, e o Executivo demite. Isso, ninguém escapa disso. A política indica, desde que seja técnico, competente, ficha limpa. Não andou certo, o Executivo demite. É assim que as coisas acontecem na política, sem isso a gente não consegue a conciliação desse dilúvio de ódios e paixões e interesses que se colidem, na vida pública, na cidade. Agora mesmo, você viu que o prefeito recuou, porque não podia ter caminhão aqui. E ele teve que voltar atrás. São milhares de interesses. Se um político não tem a vocação para contemporizar isso, não pode ir para o Executivo, deve continuar no Legislativo.

Compartilhar

comentários

anterior

Vladimir Putin

Um homem autoritário que causa polêmicas pelo mundo!

próxima

Blocos de Rua do Rio de Janeiro

Uma das maiores tradições da cidade maravilhosa