Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Fernando Collor de Mello

Eleito aos 40 anos, Collor foi o presidente mais jovem da história do Brasil. O primeiro eleito por voto direto do povo após o Regime Militar, foi deposto pelo impeachment dois anos depois. Saiba mais sobre o político e escritor que divide opiniões.

Dilma

Fernando Collor de Mello, para Dilma

A senhora foi legitimamente eleita, mas eu também fui.

Retorno

Fernando Collor de Mello

É a retomada da minha vida política. Vou dar uma festa para 500 pessoas no dia 29. Farei um discurso para marcar a minha volta.

Impeachment

Fernando Collor de Mello

Emagreci 15 quilos na fase do impeachment. Parei com tudo o que eu fazia. Acabei engordando. Não fazia exercício algum. Não tinha ânimo pra nada. Quando saí da Presidência tinha 75 quilos. O meu peso normal é de 87 quilos.

Pedido

Fernando Collor de Mello

Minha gente! Não me deixem só! Eu preciso de vocês.

Discussão

Collor, em discussão com Pedro Simon e Renan Calheiros

As palavras que o senhor acabou de pronunciar são palavras em relação a mim e às minhas relações políticas. São palavras que eu não aceito... E são palavras que eu quero que o senhor as engula e as digira como achar conveniente... Com todo o respeito que Vossa Excelência me merecia e como sempre lhe tratei e que por gentileza evite pronunciar o meu nome nesta Casa, porque da próxima vez que eu tiver de pronunciar o nome de Vossa Excelência nesta Casa provocado por alguma palavra mal posta desta tribuna ou da sua poltrona eu gostaria de relembrar alguns fatos ou momentos extremamente incômodos para Vossa Excelência.

Desiguais

Fernando Collor de Mello

Para fazer justiça federativa, é preciso tratar desigualmente os desiguais. E a sessão continua.

Itamar

Fernando Collor de Mello, sobre Itamar Franco

É uma pessoa absolutamente carente de afeto. A pessoa quando é carente se ofende muito por qualquer coisa. Ele tem temperamento de uma prima-dona de ópera. Eu confesso que não acompanho o desempenho do governo dele. Acompanhei só quando ele colocou uns brucutus da Polícia Militar no Palácio e eu não entendi o porquê daquilo. Depois foi o caso também das manobras militares. São coisas que para mim soam esquisitas.

Luta

Fernando Collor de Mello

Minha luta, como todos sabem, é uma luta solitária, mas continuo às claras.

Política

Fernando Collor de Mello

Pensei, em um determinado momento, em dar fim a minha própria vida porque o sofrimento foi atroz, uma coisa brutal, cruel.

Aliados

Fernando Collor de Mello

Perdoei a todos. Não presto essa homenagem aos meus adversários de então, guardando deles sentimentos como mágoa. Em política nunca podemos dizer que temos amigos para o resto da vida e inimigos irreconciliáveis. Ser político é uma atividade extremamente solitária. O que deve ser levado em conta é que em política não existem amigos. Existem aliados.

Não e sim

Fernando Collor de Mello

Vamos dar um não à desordem, à bagunça, à baderna, à bandeira vermelha. Vamos dar um sim à bandeira do Brasil, verde, amarela, azul e branca.

Corrupção

Fernando Collor de Mello

Reafirmo que tudo não passa de ilações. São falsas versões impingidas à opinião pública de forma a esterilizar a verdade, a escamotear as reais intenções midiáticas do procurador-geral da República e a impor a narrativa que a ele interessa. Principalmente num momento como esse, de sua campanha pela recondução ao cargo que agora ocupa. Utilizam-se do meu nome, utilizam-se da minha imagem, utilizam-se dos meus bens para se autopromoverem, para fazer aquele espetáculo.

Senado

Fernando Collor de Mello

Nas democracias ocidentais o caminho natural de ex-presidentes é o Senado. A única exceção é nos Estados Unidos, onde o ex-presidente é mumificado em vida. Ganha uma biblioteca e cinco seguranças e não pode ser mais nada e vai fazer palestras. Se eu tivesse cumprido o meu mandato, teria tentado o Senado, em 1998. Houve uma interrupção política, que agora estou retomando.

Presidência

Fernando Collor de Mello

Acalento o sonho e o desejo de voltar à Presidência da República. Mas não sofro nem da ansiedade e nem da angústia, própria daqueles que almejam a residência e que por lá ainda não passaram. Tenho tempo para amadurecer essa ideia. Não posso errar. Se não for candidato em 2002, posso ser em 2006, 2010, 2014 ou 2018.

Notícias

Fernando Collor de Mello

A exploração de notícias já conhecidas é característica de clara publicidade opressiva, que em nada contribui para o exame sereno dos fatos.

Garantias individuais

Fernando Collor de Mello

A medida invasiva traduz os tempos em que vivemos, em que o Estado Policial procura se impor ao menoscabo das garantias individuais.

Estado

Fernando Collor de Mello

Afinal, se nem os membros do Senado Federal estão livres do arbítrio, o que se dirá do cidadão comum, à mercê dos Poderes do Estado.