Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Poemas de Auta de Souza 4

Com um alto valor estético, a poetista brasileira brasileira Auta de Souza fez parte da segunda geração do romantismo no Brasil, se tornando uma forte influência no poema místico. Se aprofunde nos sentimentos depressivos e melancólicos que caracterizam sua obra, um dos principais nomes da poesia brasileira.

Manhã no Campo

Auta de Souza

Ler livro

Obra dedicada a Maria Nunes. Neste poema Auta compara a companheira aos mais belos detalhes da vida. Um poema cadenciado, que demonstra uma certa melancolia, mas que também denota uma sensibilidade particular em falar sobre mulheres, o que é típico da autora.

Minha Alma e o Verso

Auta de Souza

Ler livro

Nesta obra, Auta fala sobre a timidez e o arrependimento. A decepção é como um despertar das nossas loucuras. Quando acordamos, o desalento da realidade faz-nos indagar a nós mesmos: como fui capaz?

Na Capelinha

Auta de Souza

Ler livro

Poema que retrata a visão de Auta sobre igreja e religião. É sobre a devoção dos pequeninos, que, mesmo com sua inocência, emocionam tendo fé e caridade. Será que rezam para que tenhamos a mesma felicidade e candura que têm?

Natal

Auta de Souza

Ler livro

Em uma data tão importante, Auta fez um poema de Natal dedicado a todas as moças da Serra. Exalta uma data extremamente importante para a Igreja: o nascimento de Jesus. A religiosidade é forte em alguns de seus poemas. Natal também é a cidade onde ela nasceu; então, as lembranças da data também levam a locais e memórias afetivas.

No Álbum de Dolores

Auta de Souza

Ler livro

Poema reflexivo que retrata um desabafo da autora. A poesia é uma das formas mais viscerais de se expressar um sentimento. É possível colocar em poucas linhas, cadenciadas ou não, ritmadas ou não, tudo que se sente de forma muito peculiar. Não é para ser lido, é para ser sentido.

Mimo de Anos

Auta de Souza

Ler livro

Datado em 26 de Agosto de 1899, Auta dedicou esse poema à Maurina Gomes, que fala sobre flores. Atitudes simples e sinceras, a demonstração do amor e do afeto, na forma mais humilde e sincera... tudo isso é mais que um presente. Como retribuir gestos tão singelos, porém significativos?

Mistério

Auta de Souza

Ler livro

Datado em Março de 1895, Auta dedicou esse poema a Alberto. Que nele, homenageia o pequenino em lindos versos. Mais uma vez a poesia fazendo um eufemismo da morte. É triste demais falar sobre perdas, mas a poesia ajuda a criar uma atmosfera por vezes bonita sobre algo que, em sua crueza, significa dor e sofrimento.

Morena

Auta de Souza

Ler livro

Obra que traduz toda a admiração de Auta por uma das moças mais bonitas de sua cidade. Um belo exemplo de como as mulheres podem se exaltar umas às outras. A beleza de admirar a beleza interior e exterior de uma amiga demonstra que nossa missão é estar de mãos dadas umas com as outras.

Never More

Auta de Souza

Ler livro

A Falsidade é uma das coisas que mais podem abalar um relacionamento entre duas pessoas. Auta deixa isso implícito nesta obra, onde ela dedica á uma falsa amiga. Falsidade não combina com relacionamentos. O fato de ser claro, sincero e honesto é o que estrutura qualquer relação. Não destrua suas amizades, seus romances ou a convivência profissional. A verdade sempre é uma só.

Leia lindos poemas de Casimiro de Abreu

No Jardim das Oliveiras

Auta de Souza

Ler livro

No ápice da melancolia, Auta descreve seus sentimentos através de palavras tristes e depressivas. Auta é da geração romântica conhecida como Mal do Século, em que todos os sentimentos, principalmente os tristes e melancólicos, são supervalorizados. Além de serem uma fonte prolífica para poemas riquíssimos e cheios de significados. Esse poema ilustra bem essas características.

No Templo

Auta de Souza

Ler livro

Religião, Cristianismo e Santidade. Essas 3 palavras completar esta obra de Auta de Sousa. Orar com poesia aprofunda a oração.

Cruel

Auta de Souza

Ler livro

Obra dedicada ao irmão de Auta, Henrique. Em suas palavras podemos interpretar que o irmão dela havia falecido, e por isso, prestou uma homenagem. Um dos mistérios que nos acerca quanto à morte: para onde iremos, se é que iremos? Será que a morte também finda os nossos sofrimentos e angústias?