Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Poemas de Auta de Souza 8

Auta de Souza foi uma poetisa brasileira da segunda geração romântica. Começou escrever aos 16 anos e possui diversos poemas inspiradores. Conheça um pouco mais sobre a obra dessa poetisa incrível!

Quando eu Morrer

Auta de Souza

Ler livro

Poema escrito e dedicado a Julieta Mascare, Quando Eu Morrer cita vários elementos religiosos. Pode-se perceber ainda no poema a presença da morte, também comum na poesia de Auta de Souza, já que essa vivia assombrada pela tuberculose.

Regina Coeli

Auta de Souza

Ler livro

E novamente Auta de Souza intitula seu poema com um nome feminino, dedicado à Antonia de Araújo, ressaltando a meiguice e inocência de uma menina.

Regina Martyrum

Auta de Souza

Ler livro

Assim como em outros de seus poemas, no poema Regina Martyrum Auta de Souza faz uma alusão a Nossa Senhora da Aparecida, em uma oração em que suplica por seus pesares.

Rimas

Auta de Souza

Ler livro

No seu poema Rimas, Auta de Souza o dedica como ela mesma descreve : A uma menina que pedia para ler meus versos. Pode-se claramente ver a adoração mais uma vez pela inocência das crianças e também, a presença de sua tristeza e lamento na poesia.

Soledade

Auta de Souza

Ler livro

No poema Soledade, Auta de Souza mais uma vez cita a saudade da infância, a inocência e delicadeza, que dessa vez intitulado Soledade, onde ela faz uma menção ao termo espanhol, que se traduz solidão.

Sylvio

Auta de Souza

Ler livro

No poema Sylvio está constantemente presente a morbidez, sensação fúnebre, onde Auta de Souza relata a morte de um garotinho, Sylvio e a dor da perda de uma criatura tão doce e inocente.

Renato

Auta de Souza

Ler livro

Poema escrito em Angicos, datado de 1896, Renato retrata a doçura e particularidade de uma criança, característica marcante nos poemas de Auta de Souza.

Simples

Auta de Souza

Ler livro

No poema intitulado Simples, Auta de Souza fala sobre as suas lembranças, colocando em destaque a alegria, a nostalgia e a saudade da infância.

Súplica

Auta de Souza

Ler livro

No poema Súplica de Auta de Souza, pode-se ver claramente a dor, angústia e a prece a Deus implorando para acabar com sua infinda dor.

Teus Anos

Auta de Souza

Ler livro

Poema datado de 2 de maio de 1896, Teus anos é dedicado a Eugênia B. de Albuquerque Mell e ela o escreve a seu aniversário.

Tudo Passa

Auta de Souza

Ler livro

Nesse poema Tudo Passa, Auta de Souza fala sobre a dor de perder um amor, ela que só teve um amor na vida e que teve que se afastar devido a seus problemas de saúde, descobrindo a morte de seu amado tempos depois.

Versos a Inah

Auta de Souza

Ler livro

Poema data de 1 de janeiro de 1898, A Inah, é mais de um dos poemas de Auta de Souza que tem nome de mulher e ressalta a beleza, inocência feminina.