Datas Especiais / Outras datas / Outubro

Poemas sobre o Dia das Bruxas

O Dia das Bruxas também tem ligação com a poesia. Pegue já a sua vassoura e escolha o poema ideal para a celebração desta data horripilante e mesmo assim alegre!

Magia de Viver

Tens um jeitinho encantado,
Tu és feita de magia
Minha bruxinha amada,
Parabéns pelo teu dia!

O teu mágico sabor
Me amarrou por toda vida,
Pois você me enfeitiçou,
Minha bruxinha querida!

Transformaste minha vida
Em um reino encantado,
Minha bruxinha querida,
Estou muito apaixonado!!

Tornaste-me mais alegre,
Com esse olhar enfeitiçante,
Quero viver a teu lado,
Bruxinha dos meus pecados,
Toda vida, todo instante!

Te amo, de paixão!!!

Dizem que bruxa é azar,
E acho que eles têm razão,
Minha bruxinha adorada,
És pura azaração!!

Cinco Abóboras de Plantão

Cinco abóboras sentadas em um portão,
A primeira disse:
"Oh meu Deus, está ficando tarde."
A segunda disse,
"Mas não me importo."
A terceira disse,
"Eu vejo bruxas no ar."
A quarta disse,
"Vamos correr, correr e correr."
A quinta disse,
"Prepare-se para se divertir."
Então uma foi para o vento,
E outra para fora das luzes,
E as cinco abóboras rolaram fora de vista!

Noite de Halloween

Olhos da escuridão
levantam voos nas asas de morcegos,
que saem dos jazigos feitos no chão,
onde epitáfios são presos por pregos,
guardados por fantasmas da solidão.

Aranhas dançam em suas teias,
despistando do olhar estático da coruja,
enquanto os sapos preparam suas ceias,
no abandonado lago de água suja.

Abóboras com velas iluminam a passagem
cobertas por antigos esqueletos,
enfeitados com orquídeas roxas de linhagem
rara, carregando pequenos amuletos.

Observam a casa negra no alto da floresta,
mal assombrada e misteriosa,
pois parece que alguém prepara um festa,
enquanto sai da chaminé uma fumaça cheirosa.

A bruxa abre a porta para a Lua Cheia,
com chapéu de mago e verruga na cara,
para iluminar o caldeirão de ferro que prepara
um feitiço secreto para a meia noite e meia.

Ela canta uma cantiga antiga,
para um corvo sentado em sua janela:
- Hey! Hey! Halloween siga!

Faça este feitiço de canela!
Quero ser uma linda donzela!
Tira essa verruga de mim!

Oh! Grande Mãe!

É depois que a lua adormece… Que o sol acontece.

Voa Voa pela Noite

Ilze Soares

Um belo bebê morcego
que canta para os males espantar,
veio aqui brincar comigo,
me fazer rir e me encantar!

É tão fofo esse morceguinho
que me esqueci de qualquer tristeza!
Recebi com prazer seu carinho
e tambem retribui, com certeza!

É o Dia das Bruxas, lembrei!

Uma sacola de docinhos
logo lhe preparei,
para vê-lo sair ligeirinho
com um sorriso como jamais outro verei!

Vamos nos preparando para o Dia das Bruxas,
com alegria e disposição!
Desejo-lhe um fim de semana de muitas alegrias,
paz e boas surpresas,
daquelas que fazem os olhos brilharem
e o sorriso se abrir de lado a lado!

Prepare-se

Harry Behn

Hoje é a noite
Quando as folhas mortas voar
Como bruxas em switches

Através do céu,
Quando elfo e duende
Flit durante a noite
Em um brilho moony.

Hoje é a noite
Quando as folhas fazer um som
Como um gnomo em sua casa
Sob o solo,
Quando fantasmas e trolls
Deslocamento para fora de buracos
Mossy e verde.

Hoje é a noite
Quando abóboras olhar
Através de polias e as folhas
Em toda parte,
Quando ghouls e fantasmas
E de acolhimento goblin
Dançar em volta de sua rainha.
É Halloween.

Bruxa careca

Barbara M. Hales

Um fantasma careca
Bebeu cerveja com algumas bruxas
E ainda por cima de sua cabeça
Uma coisa estranha cresceu.

Ele foi apontado e alto
E o preto como um morcego
Com cabelos longos stringy
Onde sua cabeça era plana.

O fantasma triste
Não queria qualquer cabelo
Ou um chapéu preto pontudo
Então ele disse, "A Bruxa cuidado!"
Em seguida, ele cantou algumas palavras
Com um interruptor de feitiços
E deu noite de Halloween
Uma bruxa careca!

Bruxa pequenina

Linda Bruxinha
Esconde a vassourinha
Atrás da portinha
Da sua singela casinha

Enfeitada com as asinhas
Das pequenas borboletinhas
Que voam alegrinhas
Na frente das janelinhas

Enquanto as menininhas
Batem na sua portinha
Trazendo uma cestinha
Repleta de frutinhas

Tudo Pode Acontecer

Dia das bruxas
Dia de magia

Tudo se enfeita de abóboras
Com feitiçaria a vibrar,
e as pessoas a alucinar!

Tudo é fantasia,
ao longo desta noite…
É alta festa.

Ninguém a perde…
Os ritmos são doidos
E capazes de tudo fazer acontecer…

Vassoura de Bruxa

Pegue uma vassoura de bruxa
Um talco bem fedido, que faz espirrar
Jogue nos ramos da vassoura
E passe nos pés e nas roupas
Das pessoas que desejam travessuras
Na noite de Halloween.

Não se esqueça de repetir este encantamento:

"Vassoura de bruxa, vassoura de bruxa!
Limpa o chão, o pé e o coração,
sentindo o cheiro que o nariz puxa,
quando deixa odor neste bobão!"

Se, ele começar a espirrar o encantamento deu certo.

Hey! Hey!

Abençoados Pela Magia

Carlos Gutierrez

Tudo é possível
para quem nasce no Dia das Bruxas;
Vivenciar a abóbora doce deste dia,
recheada de ideias coerentes e esdrúxulas:

Um caldeirão transbordando de feitiços:
ervas perfumadas
misturadas com amores postiços,
amuletos com sobras de esqueletos
e resquícios de abraços possíveis;
sobras de olhares cativos e indiferentes.

Coração feito abóbora selvagem:
furada apavorante!
com as suas luzes trespassadas
nas noites sem fim
que se convertem em viagens delirantes.

Tudo é possível
para quem nasce no Dia das Bruxas:
o puxa-puxa de um sonho,
lúdico, ludibriando a realidade.

Eu entrei dentro de uma abóbora
e rolei sobre o teu caminho alaranjado
pra nunca tu me esqueceres;

Eu entrei como um espelho do teu ser
- o que tu tentas não assumir -
tu podes quebrar e partir
em mil pedacinhos,
esconder em potinhos e poções mágicas,
mas jamais escapará do fascínio
do meu reflexo.

Eu nasci côncavo como a abóbora
e, dela, me libertei:
arranquei todas as sementes
e me tornei convexo
porque tudo é possível
e pode ser perplexo
pra quem nasceu no Dia das Bruxas:
viajar em todo o Universo
com uma simples vassoura;
varrer o pó das estrelas
e toda a areia impreganada
nos teus olhos ainda descrentes
do amor que te devoto
- ser a seda que sonha a tua tesoura –

Dar-te um susto
- a perfeita cilada -
escondido no arbusto
da minha imaginação
da qual tu não mais escapas.
Eu sou o bruxo
o luxo do mistério
que seduz a Fada
e puxo o teu olhar
para o meu coração
e derroto o Príncipe
com um golpe de espada
desferido pelo teu encanto.

Tente me esquecer
faz de conta que outubro
tem apenas trinta dias
e o trinta e um não é um dia,
mas, sim, um clandestino
no calendário escondido
dentro de uma abóbora selvagem
que tu desejou provar
e comer!

Dentro de nós

Paola Rhoden

Todos temos um bruxo ou bruxa dentro de nós. Queremos poder transformar momentos ruins em bons. Gostaríamos de ter a varinha mágica que mudaria nossa vida.

comentários

anterior

Domingos Montagner

Conheça todo o charme e talento deste ator incrível!

próxima

7 Coisas que você precisa fazer para você mesmo

Escolha um dia da semana para mudar e se comprometer consigo mesmo.