Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Ame um dia de cada vez

Expresse somente aquilo que você realmente sente, sem pular etapas. A sinceridade é essencial em um relacionamento. Não tenha pressa e viva um dia de cada vez ao lado da pessoa que você ama!

continue lendo
Compartilhar

A paixão costuma enlouquecer as pessoas

Quando nos apaixonamos, ficamos impulsivos, imprudentes, irracionais, metemos os pés pelas mãos e isso acaba por destruir o melhor estágio do conhecer alguém, que é o encantamento, é quando as coisas são leves e bobas, quando os risos frouxos escapam e só sabemos pensar na pessoa. Avaliar o que está se passando conosco, a fim de neutralizar os danos, é essencial. Devemos nos atentar e controlar os impulsos, o ciúme, a possessão, pois essas coisas só atraem negatividade para as nossas vidas e servem apenas para machucar quem gostamos. Ao iniciar uma relação, tenha em mente que pegar leve é a melhor opção para que as coisas fluam naturalmente.

Expectativas são um problema

Às vezes, estamos no primeiro degrau almejando o topo da escada, mas terminamos por tropeçar e cair. Quando estamos iniciando uma relação com alguém, é preciso que tenhamos calma e cautela para não colocarmos a carroça na frente dos bois. Não tenha pressa, desfrute dos momentos positivos sem muitas pretensões, sem cobranças, pois essas coisas são excessos que podem levar um relacionamento que acabou de começar para a completa ruína. Não vale a pena trocar algo singelo e ótimo por algo grandioso e destrutivo. Pense bem.

Relações unilaterais são um tanto quanto destrutivas

Estar sempre ali pela pessoa, ouvir o que ela tem a dizer, dar apoio, consolo, aconchego, sem que haja nenhuma reação de reciprocidade pode findar por trazer muitos sentimentos ruins para quem se entrega. Analise bem as situações e a pessoa de que tem gostado, para que não seja um total desgaste de energia desnecessário. Desnecessário porque não valerá a pena, uma vez que a pessoa está focada em outras coisas e tem prioridades diferentes. Não fique preso numa relação unilateral, saiba olhar a situação com racionalidade, tentando entender o que cabe para qualquer momento e também refletindo o lugar de cada coisa. Nenhum relacionamento vale sua saúde mental.

Não é necessário ter medo

Se você tem apreciado a companhia de alguém, se esse alguém tem feito seus olhos brilharem e teus dias coloridos, se você se sente plenamente correspondido, não tenha medo de dizer o que sente. Deixe as coisas se encaminharem sozinhas, os seus sentimentos vão te guiar para onde deve ir. Você não precisa rotular o que está acontecendo, o que conta é o quanto a pessoa te faz bem e você faz bem a ela. Não há problema nenhum em dar continuidade ao que se sente desde que seja saudável. Não tenha pressa, não se apavore. Não há necessidade. Aproveite os momentos bons ao lado de quem você gosta e extraia o máximo proveito disso.

A carência nos leva à precipitação

Quando estamos passando por uma fase solitária, é natural espelharmos todas as nossas lacunas em alguém. Acontece que a única pessoa responsável por preencher o seu vazio é você mesmo. Talvez o que você sinta seja mais tédio que outra coisa e precise apenas distrair sua cabeça para perceber que a pessoa com quem está passando um tempo não é exatamente o amor da sua vida. Relações são feitas de construção diária, de entrega das duas partes, mas nada que não tem uma base sólida durará por muito tempo. Existe um provérbio que diz que de nada adianta edificar um castelo sobre a areia, pois com o menor vento ele ruíra. Tome cuidado para não misturar suas sensações e frustrações pessoais ao seu relacionamento, desta forma, incubindo alguém de te fazer feliz. Entenda que o seu contentamento não é responsabilidade de ninguém.

A ilusão é algo devastador

Todas as dores chamadas passionais tratam-se de desilusões amorosas. Seja franco quanto às suas intenções com alguém. É leviano deixar que a pessoa se apegue e se aproxime, se você não nutre a vontade de fazer o mesmo. Pode ser que de início seja difícil, mas é muito melhor do que deixar a coisa crescer para depois tentar cortar. Lembre-se de que, quanto mais altos estamos, maior é a queda. Não mantenha relacionamentos por conveniência, isso é cruel pra você e pra quem está sendo usado. Pense em alguma vez que você, supostamente, sofreu por amor e lembre-se de que o amor é bom, ruins são todos os trâmites do nosso ego que atribuímos a ele. Não fique prendendo ninguém a você, é maldade. Seja franco, diga com todas as letras, deixe claro o quê e como você sente. Honestidade é uma dádiva.

A chave do sucesso

Um bom planejamento sempre garante o sucesso. Pode-se pensar que isso se aplica também a relacionamentos. Acontece que, quando tratamos de pessoas e sentimentos, nem sempre as coisas saem como planejamos. Pessoas são imprevisíveis, pois sentimentos são mistérios muitas vezes não desvendados nem mesmo por quem os sente. Não é possível encarar o amor como um jogo de lógica, porque, quando se trata de amor, perder é ganhar. Não fique obcecado calculando coisas incertas pro amanhã, pois isso não te trará nenhum benefício. Dê um passo de cada vez, viva um dia de cada vez. Aprecie o que você recebe e tente lidar com isso da melhor forma, dê de si apenas o que você se sentir confortável em dar. Não se force a nada nem force o outro. O amor é imprevisível, irresistível, inevitável, implacável e, acima de tudo, absurdamente natural.

 

Incompatibilidade é o monstro de todas as relações

Quando o relacionamento está desnivelado, isto é, uma das partes está em uma sintonia e a outras parte está em outra, creio que o envolvimento está fadado ao fracasso. Muitas vezes sentimos que nos doamos demais, ou ao contrário, sentimos que a outra pessoa está sendo efusiva e invasiva, mas a verdade é só que há uma incompatibilidade de interesses. Talvez você ou a outra pessoa estejam querendo coisas distintas ou trabalhem num ritmo diferente. Nesses casos, conversar e deixar tudo em pratos limpos é a melhor coisa que se pode fazer. Afinal, ninguém merece ficar pensando o que fez de errado ou tentando adivinhar o motivo das coisas estarem estranhas e se sentir desconfortável. Vale a pena conversar e esclarecer tudo.

O gostar é espontâneo e natural

Há coisas que se você sente necessidade de cobrar, perdem o propósito. Tudo numa relação tem que vir de dentro e não como uma coisa protocolada porque tem que ser assim. Ninguém tem obrigação de superar nossas expectativas e, caso isso ocorra, deve ser porque a pessoa quer. Se você se sente incompreendido ou não correspondido, sente-se com a pessoa e converse, se abra. Talvez você esteja sofrendo uma rejeição que só existe na sua cabeça. Precisamos entender o funcionamento da outra pessoa para não ficarmos frustrados esperando reações que nunca acontecerão. Não é possível mudar uma pessoa. Atenção, carinho, afeto, não se cobram. Relacionamentos e proximidades não se cobram. Quem gostar de você vai te tratar bem naturalmente, vai ter vontade de ficar ao seu lado, naturalmente. Se não tem sido assim é hora de rever racionalmente o motivo de isso estar ocorrendo, pois crises neuróticas totalmente desmotivadas, não levam ninguém a nada.

Sem pressão

A pior coisa quando se está começando a conhecer alguém é se sentir pressionado. Você tem o seu tempo, as coisas dentro de você funcionam da forma que a vida te moldou para que funcionassem; se você se sente inseguro ou com medo de dar um passo adiante, simplesmente não dê. Temos que ser sinceros em relação ao que estamos prontos para fazer, porque se não formos isso só vai render frustração para as duas partes da relação. Mais importante que prezar o outro é prezar a si próprio, respeitar os próprios limites e sentimentos. Se você não se sente seguro para progredir no teu relacionamento com alguém, não se obrigue. A espontaneidade é algo primordial para quem inicia uma relação. Se a pessoa não entende seu tempo pras coisas e te enche de cobranças, pode ser melhor repensar esse avanço.

Se tornar emocionalmente dependente de alguém é uma cilada

Em tempos de confusão, é comum que nos percamos em torturantes buscas por preenchimento existencial. Veja bem, ninguém tem responsabilidade de mudar sua vida ou ocupar todos os espaços em seu coração. As pessoas são o que são e sentem apenas o que sentem e é muitíssimo necessário que aprendamos a separar as coisas e não culpar a pessoa que está nos fazendo tanto bem pelas nossas tristezas. Paciência é fundamental na hora de separar as coisas e determinar o que é bagagem sua e o que é bagagem do outro para ter o poder de resolver os conflitos sem maiores dores de cabeça.

Um passo de cada vez

Por diversas vezes, acabamos por azedar os nosso melhores momentos por conta de coisas muito pequenas. Desfrute do seu amor, viva momentos alegres, com leveza, sem pensar no que vai dar, no que vai acontecer depois. Viva o seu momento. Aproveite, partilhe sorrisos e emoções, visite lugares incríveis, dê um passo de cada vez, potencialize seu bem-estar. Você é um abençoado por ter a oportunidade de dividir os seus dias com alguém tão incrível e que te traga tanta paz. Pense e respire isso, de forma leve, sem se perder em curiosidades sobre o amanhã. Não é vantajoso perder o presente em prol de um futuro, você está no agora, viva-o.

Somos quem somos

Às vezes nos enganamos, dizendo que podemos mudar o que somos. É claro que é bom e possível que observemos onde em nós pode haver uma melhora e trabalhar para que aquilo se ajeite, mas mudar todo o seu ser para que alguém goste de você é um esforço totalmente vão. Nada que não é verdadeiro se sustenta por muito tempo. A princípio, você pode até conseguir equilibrar as coisas, mas por fim acabará por explodir em algum momento e colocar tudo aquilo a perder. E não é culpa sua. É de suma importância saber até onde podemos ir com alguma coisa, colocar sobre si um peso maior do que o que pode suportar, só vai te fazer cair e se machucar. Reveja até onde é saudável ir e, se for preciso, pare.

Construa memórias

Sempre que você fizer algo com seu par, faça com o coração, sem esperar nada em troca. Se for para se doar que seja na medida que não te estrague. Aja com sinceridade, mas sem dispensar a cautela. Saiba ouvir seu coração sem deixar de lado a voz da razão. Nem sempre compensa investir todas as fichas numa aposta fracassada, mas para avaliar essa aposta é preciso ter tudo de si no lugar. Precisamos saber pensar com a razão e também sentir o nosso emocional. Lidar com pessoas, ainda mais quando gostamos de alguém, é muito delicado. A intenção de ninguém que ama é machucar o outro, isso serve pra todos nós. Então, procure ter a sensibilidade e o tato necessário para manter os dois lados equilibrados de forma a não sentir e fazer de mais ou de menos. Equilíbrio é o segredo de todas as coisas bem-sucedidas.

fechar