Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Diga não ao rancor

Podemos viver com a dor, mas temos a opção de aprender com ela e superar todas as adversidades que a vida pode colocar em nossos caminhos. Elimine o rancor que há dentro de você!

continue lendo
Compartilhar

Uma grande mudança para uma vida melhor

Todos nós, uma hora ou outra na vida, acabamos sendo ofendidos, humilhados ou magoados de alguma maneira por familiares, amigos ou mesmo estranhos. Isso é inevitável, afinal, ninguém tem o poder de controlar o que o outro faz ou diz a nosso respeito.

A seguinte frase, atribuída a Shakespeare, ficou bastante famosa: "Guardar ressentimento é como tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra". Isto é realmente o que acontece. O rancor faz mal para o corpo, a mente e o espírito de quem o sente. Saiba como ter uma vida livre de sentimentos destrutivos em alguns passos que farão uma grande diferença.

Mude o foco

Ainda que você realmente tenha sido injustiçado, se esforce para deixar essa ofensa para lá. Mude o foco dos seus pensamentos. Passe a pensar em algo divertido, construtivo ou que vai te elevar como pessoa.

O objetivo é tentar desviar completamente o pensamento do episódio. Pensamento que não é alimentado acaba definhando e morrendo.

Se você for uma pessoa religiosa

Rogue a Deus que lhe ajude a vencer essa mágoa. Peça a capacidade de perdoar e deixar essa história para lá. Acima de tudo, peça a Ele para lhe ajudar, a partir de agora, não se magoar mais à toa. Ou não deixar que sua mágoa perdure, mas que você consiga se livrar dela o quanto antes.

Peça, ainda, que você consiga se livrar das suas falhas, principalmente daquelas que acabam afetando outras pessoas. Que Ele lhe dê força para que você consiga aperfeiçoar-se e tornar-se uma pessoa melhor.

Se der importância aos conselhos deste artigo e se esforçar para colocá-los em prática, você verá o quanto sua vida vai melhorar. Você se sentirá mais leve, seu estômago vai parar de doer, você vai dormir melhor e sorrir mais. Você quer essa mudança na sua vida? Então, mãos à obra!

Decida não se magoar

Temos um poder incrível, cuja força poucos de nós conhecem: o poder de DECIDIR COMO REAGIR a uma ofensa.

Sim, magoar-se ou não é uma decisão. Obviamente, você precisará empregar todas as suas energias para manter o autocontrole. Isso requer muito treino. Às vezes pode parecer inevitável ficar com o coração envenenado de rancor contra quem lhe magoou, especialmente se uma injustiça foi cometida. Mas é possível controlar-se, espantar a mágoa e não deixar que o veneno se espalhe e lhe acabe deixando "debilitado".

Controlar a imaginação

a imaginação é útil e muito necessária controlada pela inteligência e pela vontade, para sua aplicação a realidades positivas; quando, pelo contrário, ela age sem estes controles, exagera as coisas de tal maneira que costuma provocar rancor gratuito, infundado.

Faça uma autoavaliação e busque corrigir suas falhas

Muitas vezes estamos tão cegos em relação a nós mesmos e às nossas falhas, que não aceitamos qualquer coisa negativa que nos digam. Não está aí uma boa oportunidade para identificar o que há de errado em nós mesmos e tentar corrigir o nosso comportamento?

Assim sendo, em vez de se afundar no rancor, é preciso agir de forma produtiva, fazendo uma autoavaliação e colocando no papel aquilo que está errado no próprio comportamento. Para ajudar, é interessante tentar se lembrar de outras ocasiões em que tal comportamento gerou mal-estar. Só assim é possível saber se o que disseram a nosso respeito tem um fundo de verdade ou é completamente verdadeiro.

Depois disso, é preciso traçar metas e trabalhar para corrigir tais falhas.

Tente esclarecer a história

É mais difícil vencer uma mágoa quando não houve uma conversa esclarecedora entre você e quem lhe magoou. Muita mágoa é originada de mal-entendidos ou suposições. Se você está fundamentando suas mágoas em algo que você "acha" que tenha sido dito, você tem grandes chances de estar equivocado.

Não podemos confiar em achismos. Uma boa conversa é fundamental, pode desfazer enganos, evitar que boas amizades se desfaçam, além de evitar muitos outros infortúnios.

 

Foque nas qualidades de quem lhe magoou

Não é que você tenha que ser uma espécie de Madre Teresa, você precisa, mesmo, é livrar-se desse sentimento que tanto lhe faz mal e que pode acabar lhe deixando doente.

Então, não gaste tempo pensando sobre como a pessoa foi injusta com você, ou lhe falou a verdade de forma tão dura; pense na boa profissional, na pessoa generosa, engraçada ou em outras qualidades que você enxerga nela. Isso vai lhe ajudar a, não somente, não ser injusto a ponto de resumir o caráter dela em um único adjetivo negativo, mas vai ajudar-lhe a perdoá-la.

Cuidado com os rumores!

Se sua mágoa se originou em algo do tipo: "Maria disse que Joana falou mal de você!", e você acreditou sem tirar a história a limpo, tenho uma notícia para lhe dar, você pode ter sido vítima de uma intriga.

Não caia nessa! Jamais acredite em algo que andam lhe dizendo. Antes, vá tirar a limpo toda a história. Volte ao ponto 1 e faça o que foi sugerido lá.

Vontade para conquistas que realizam

Ao não alcançar o que gostaria ou o proposto, a vontade fraca influencia o entendimento, deformando a realidade e tirando o valor daquilo que não se pôde adquirir, e preferindo viver no perigo do passado, ainda que nele se encontre latente o ressentimento.

Evitar a susceptibilidade

Reconhecer que é ruim carregar o peso do “ressentir-se” por tantas circunstâncias cotidianas e pouco transcendentes, como uma crítica, uma chamada de atenção, um olhar de indiferença ou desprezo, um determinado tom de voz, uma ironia, alguma omissão dos outros, como não dar os parabéns no aniversário; alguém que não nos cumprimentou, que não nos agradeceu, que não nos convidou para algo, que não nos valoriza ou leva em consideração, que não pediu nossa opinião etc.

fechar