Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Mensagens de Desapego

Já ouviu falar em desapego? Não daquele de não namorar ou de não gostar de alguém, mas sim daquele em que nos livramos das coisas ruins. Pratique o desapego em sua vida! Leia as mensagens e saiba como.

Política do desapego

Daniel Bovolento

Desapego, no seu sentido mais amplo, significa ser leve. Não é que você não possa amar algo ou alguém, não é que você precise ser frio e tratar tudo como descartável, mas precisa levar adiante apenas o que te faz bem. Soltar e deixar ir. Sem depositar aquela expectativa furada que vai gerar frustração. Sem colocar tanto peso num passado que embolorou e num futuro que ainda nem dobrou a esquina. Desapegar é revisitar a casa e achar o necessário, o dispensável e planejar a vida pro agora. É viver sem amarras, ainda que seja fácil na teoria e bem difícil na prática. A própria prática budista considera o desapego um dos ensinamentos essenciais da vida. É uma forma de não se prender a coisas que te escravizam e trazem prejuízo espiritual e físico. Não é falta de interesse ou fuga, mas uma consideração de que a vida pode ser melhor se vivida e planejada com a leveza do presente. É deixar estar.

Ideia do desapego

Daniel Bovolento

A ideia do desapego é bem simples na teoria e meio complicada na prática, como tudo na vida: viver sem amarras que te prendam demais a algo ou alguém de forma com que isso te torne extremamente dependente daquilo. Uns dizem que o desapego é um incentivo à vida irresponsável que não respeita sentimentos alheios e sugere o caos emocional onde as pessoas nunca se deixam levar a conhecer mais profundamente umas às outras. Outros dizem que é a solução pros problemas de ordem sentimental, que é o melhor remédio pra evitar corações partidos ou decepções maiores que tenham envolvido confiança ou algum depósito de expectativa na tal coisa ou pessoa.

Um café não tomado

Deka Pimenta

Até o seu jeito de andar era introspectivo. Os cabelos desciam em ondas até os ombros, mas não por vaidade e sim um derto desapego premeditado. Usava casaco, camiseta, jeans e um sapato legal. Uma bolsa que eu gostei de imaginar que estivesse cheia de livros e artigos meio lidos. Também me agradou pensar que seus olhos eram escuros, olhos de uma mente inquieta por trás de uma expressão plácida.

Tudo acabou

Bruno Érnica

Vou levar as desilusões, a raiva, o desapego, o desdém e o peso na consciência, e vou deixar toda a felicidade, desejo, positividade e carinho. Não vou reciclar o que sobrou de bom. A nossa relação foi um lixo por muito tempo por não conseguirmos enxergar o que deveria ter sido jogado fora na hora certa.

Estou indo embora, não de você, mas da gente. Éramos um só e esse foi o nosso erro. Fomos embora de nós mesmos. Estou indo para ficar com alguém melhor: comigo.

Trilha sonora

Daniel Bovolento

Ainda existem aqueles que sequestram os seus gostos musicais e dedicam a sua música preferida pra outro amor qualquer da vida. Traição imperdoável! Será que vocês são tolos a ponto de nunca perceberem isso, ex-amores? Aposto que os tímpanos de quem ouve a nova música estourariam – se a gente pudesse fazer isso. Só a gente sabe como demora pra lidar com o desapego da banda favorita. E tudo por culpa de alguma ex que resolveu gostar da mesma banda. Ou culpa daquele momento – ou armadilha – em que a gente diz que é nossa música.

Em forma de carinho

Frederico Elboni

Te ligo em plena madrugada de sexta-feira, você é inteligente e sabe que não é saudade, mas sim só vontade de te comer de novo. Qualquer uma acharia um descaso e já me julgaria como idiota a partir desse momento, mas você era diferente… Aquele momento era nosso, estávamos de comum acordo e apesar do nosso desapego sentimental eu sempre tive a maior paciência de ouvir se você preferia Veneza ou Paris e assim conversarmos sobre as banalidades das nossas rotinas.

Pessoa certa na hora errada

Frederico Mattos

Maturidade e desapego precisam falar mais alto na hora de dizer sim para uma coisa e não para a outra. Normalmente as pessoas dizem sim para tudo e embarcam numa confusão sem fim na tentativa de ajustar todas as suas vontades contraditórias numa caixa só. Depois passam um tempão justificando para si mesmas que tomaram a melhor decisão, mesmo que no fundo se arrependam.

O amor de muitos

Frederico Elboni

Volta e meia a vida nos dita que devemos apequenar nossos instintos de amor para não parecermos franzinos ou perdermos o que alguns definem como o nosso valor. Para muitos o não amar virou motivo de orgulho, virou honra de saber destilar um desapego, ao meu ver, antilógico. Uma pessoa não se torna vulnerável por saber amar. Uma pessoa se torna vulnerável ao viver presa nessas lógicas pequenas de vida.

Felicidade

Frederico Elboni

Não sou a favor do desapego, sou a favor da felicidade.

Namorar, ato consciente de dividir a sua vida com alguém. É simplesmente fantástico dividir a sua vida com uma companheira, perceber como cumplicidade e confiança são coisas impagáveis, pegar e fazer juntos uma receita de comida da internet e todas essas coisinhas de casal. Todos sentimos um pouco de falta disso, mas saiba que lamentar não irá resolver nada, curta a “solteirice”, aproveite o que tem que ser aproveitado agora para depois ter certeza de que você fez o que deveria ser feito.

Segurança

Frederico Elboni

Sei que o tempo pode até ajudar a passar as mágoas, mas você precisa fazer o tempo passar. Pare de ficar postando frases de desapego no Facebook e vá fazer algo que lhe dê essa segurança que você tanto precisa. Vamos parar de tanto “mimimi” e começar a agir, a botar as coisas na mesa e pensar:”o que quero fazer da minha vida?” e “o que eu preciso fazer para conquistar esses objetivos?”.

Pessoas difíceis

Frederico Mattos

Se seu namorado(a) é um xarope, sinto muito, não será seu lindo carinho e paciência que o mudarão. Se sua mãe é depressiva e chantagista não existe cafuné que dê jeito. Se seu irmão bateu com os pinos numa favela atrás de drogas não é seu olhar angelical que o convencerá do contrário.

Para problemas mais graves (você nunca vai achar que é grave) só com tratamento especializado. Muitas vezes até com ajuda médica, psicológica e policial tem casos que estão além do alcance pessoal. Nessas horas é preciso assumir uma dose de desapego e perceber que é preciso humildade para reconhecer o seu limite. Na tentativa de tirar alguém da areia movediça você precisa se cuidar antes para não ficar aprisionado nesse ciclo sem fim.

O que é o amor?

Frederico Mattos

O amor é uma palavra que para cada um tem um significado e principalmente uma intensidade. E assim cada um de nós escolhe a hora em nossas vidas que decide o matar. Matamos por medo, por proteção, por incompreensão, por descrédito ou até por simples massa de manobra de um desapego na maioria das vezes antilógico. Apesar dessas fechaduras, às vezes compreensíveis, fico esperançoso que não seja tarde para desfibrila-lo.

Desapegar-se

Roberto Luz

Há momentos na vida em que é preciso desapegar-se de tudo e de todos para se encontrar um novo caminho, uma nova forma de ver e de viver a vida. É preciso gerar uma abertura de grandes áreas no território do viver, de modo que a introdução de novidades venha e renove as energias criativas, para que assim, uma nova construção se erga. Desapegar-se, na verdade, para Libertar-se com Consciência e ser Feliz Plenamente... Muitas são as situações que pedem o desapego e muitos são os aprendizados que nos levam a compreender a real necessidade e importância da prática constante do desapegar-se. Inúmeras vezes as pessoas insistem em querer permanecer vivendo determinadas situações mesmo quando não consideram ser o melhor para elas. Ou permanecem nelas porque acham que ainda podem conseguir algum resultado satisfatório mesmo quando a situação já chegou ao insuportável. Ou ainda, se prendem pelo receio da carência, pelo temor de se sentir só, pelo sentimento de incapacidade, pela dependência na relação com o outro, pelo comodismo apesar do incômodo ou por conformismo ao se achar pequeno demais para a vida.