Entretenimento / Livros / Livros download

Poemas de Castro Alves

A Cachoeira

Ler o livro

"A Cachoeira" é mais um poema em que Castro Alves homenageia e engrandece a cachoeira de Paulo Afonso, lugar esse pelo qual o poeta tinha profunda admiração.

A Volta da primavera

Ler o livro

"A Volta da Primavera", de Castro Alves, conta todo o desespero e a dor de alguém que perde a pessoa amada.

O Navio Negreiro

Ler o livro

Um dos mais conhecidos poemas da literatura brasileira e escrito por Castro Alves em 1869, "O Navio Negreiro" descreve a vida, sentimentos e situação dos africanos arrancados de suas terras, separados de suas famílias e tratados como animais nos navios negreiros que os traziam para ser escravos. Embora em 1850 a Lei Eusébio de Queirós proibisse o tráfico de escravos, ela não vingou de todo, então Castro Alves se empenhou para denunciar com afinco a forma com a qual os africanos eram submetidos na travessia oceânica. O poema é composto por seis partes e alterna métricas variadas para obter o efeito rítmico mais adequado a cada situação retratada.

Sangue de Africano

Ler o livro

"Sangue de Africano", poema escrito por Castro Alves, mostra o escravo Lucas, personagem criado pelo autor e que está presente em muitas de suas poesias, com um punhal em mãos, totalmente tomado pela raiva e pela fúria, tal qual uma estátua selvagem da vingança.

Último Abraço

Ler o livro

No poema "Último Abraço", Castro Alves conta sobre uma mãe, em seu leito de morte, que chama o filho para um último abraço e pede seu perdão. Conta-lhe que a vida inteira foi uma pecadora e que grande foi o seu crime. Então diz para o filho que tem um grande segredo a revelar.

Um raio de luar

Ler o livro

"Um raio de Luar", poema escrito por Castro Alves, nos mostra um casal que tenta decifrar, cheio de horror, os barulhos que ouvem no meio da noite.

O Crepúsculo Sertanejo

Ler o livro

"O Crepúsculo Sertanejo", escrito por Castro Alves, é o exemplo mais completo de poesia na natureza. Tudo parece viver nesse poema, deixando para trás a ideia de natureza morta. De uma beleza exuberante, um poema que deve ser lido por todos!

A Canoa Fantástica

Ler o livro

"A Canoa Fantástica": nesse poema de Castro Alves, o eu-lírico vê uma canoa descendo o rio e não sabe o que ela faz ali solitária, até avistar alguém dentro dela. Um cadáver de uma mulher.

As duas flores

Ler o livro

No poema "As Duas Flores" de Castro Alves, o eu-lírico desejava, tal qual as duas flores inseparáveis do mesmo roseiral, viver assim com seu grande amor, unidos para sempre.

A Senzala

Ler o livro

No poema "A Senzala" de Castro Alves, o eu-lírico tenta retratar, em belos versos, a casinha onde a escrava Maria vivia, tão pequena, bela e singela, e onde os passarinhos brincavam.

A Tarde

Ler o livro

No poema "A Tarde", Castro Alves contempla a hora meiga que vem a ser a tarde e todas as coisas mágicas e encantadoras que nela acontece.

Anjo

Ler o livro

"Anjo" é um poema de Castro Alves em que o eu-lírico tenta, de todas as formas, fazer um amigo desistir de uma vingança, explicando-lhe que o crime não vale a pena.

As Duas Ilhas

Ler o livro

"As Duas Ilhas", escrito pelo grande poeta Castro Alves, conta sobre duas ilhas, dois rochedos além do mar, com formas humanas, que atraem a atenção de muita gente.

O Coração

Ler o livro

O coração, escrito por Castro Alves, é um poema onde ele expressa a doçura do amor.

comentários

anterior

Secretárias

Homenageie a profissional que administra tudo para você

próxima

7 Coisas que você precisa fazer para você mesmo

Escolha um dia da semana para mudar e se comprometer consigo mesmo.