Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Quais são os tipo de preconceito que existem?

Infelizmente, nossa sociedade ainda é muito falha em diversos aspectos, e não apenas o preconceito racial ou de gênero estão presentes em nosso dia a dia. Existem muitos outros problemas que também merecem nossa atenção! Veja 13 tipos de preconceitos que ainda acontecem pelo mundo.

continue lendo
Compartilhar

Preconceito social

Também conhecido como elitismo, o preconceito social é praticado por pessoas que acreditam na superioridade das elites e de seus membros. Na visão desses indivíduos, aqueles que se encontram em uma classe social mais alta dominam as inferiores. Insensíveis à desigualdade social, muita vezes têm ideias extremas contra as pessoas mais pobres.

Leia também: Frases contra a discriminação social

Preconceito linguístico

Muitas vezes relacionado diretamente com o elitismo, o preconceito linguístico consiste em ridicularizar e debochar de uma pessoa que não possui conhecimento amplo da gramática normativa. Por isso, é comum que indivíduos mais letrados – que, contudo, não possuem empatia alguma –, pratiquem esse tipo de discriminação, zombando daqueles que não tiveram total acesso à educação.

Bifobia

Confusos. Promíscuos. Indecisos. “Meio gay, meio hétero”. Esses são apenas alguns dos rótulos destinados às pessoas que são bissexuais, que muitas vezes são utilizados como objetos sexuais ao invés de seres humanos. Esse preconceito, infelizmente, é praticado tanto por pessoas héteros quanto por pessoas que se encontram na comunidade LGBT. Por isso, estudos apontam que bissexuais são mais propensos a desenvolverem doenças como ansiedade e depressão.

Racismo

O Brasil teve um sistema de escravidão que durou mais de 300 anos. O Brasil foi o último país a abolir essa prática, e só fez isso por conta de pressões de outras nações. Para termos noção, a escravidão foi abolida há pouco mais de cem anos. Por isso, ainda vemos os seus resquícios em nossa sociedade. Pessoas que acreditam que negros são inferiores; negros sendo minorias em universidades; salários menores... Tudo isso e muito mais é praticado por pessoas racistas e por uma comunidade que sofre com o racismo institucional.

Homofobia e lesbofobia

Você provavelmente já escutou alguém falando mal de gays ou lésbicas, certo? Falando que eles são promíscuos, anormais, entre tantos outros xingamentos horríveis... Essa ideia de que a orientação sexual de uma pessoa determina o seu caráter é chamado de homofobia e lesbofobia (termo criado especialmente para o preconceito contra lésbicas).

Leia aqui frases contra a homofobia

Preconceito com deficientes

Esse tipo de preconceito diz respeito às pessoas que discriminam ou maltratam indivíduos com deficiência emocional, mental ou física. Dessa forma, elas costumam inferiorizar essas pessoas e, em certas partes do mundo, existem até mesmo instituições que negam seus serviços e empregos a esse grupo de pessoas. Felizmente, no Brasil, existe uma lei contra esse tipo de prática. Todavia, isso não quer dizer que não vivemos em um país muito difícil para as pessoas com deficiência.

Gordofobia

Nós vivemos em uma sociedade que impõe padrões a todas as pessoas, e todos que vão contra essa norma são ridicularizados ou tratados como inferiores. Agora, o padrão é ser magro. Por isso, pessoas gordas são hostilizadas o tempo todo, sendo chamadas de malcuidadas, por exemplo, sendo que muitas vezes essa crítica vem disfarçada como uma falsa preocupação com a saúde dos outros.

 

Machismo

Embora a sociedade tenha evoluído drasticamente do último século para este, é inegável que ainda vivemos em uma cultura machista que visa desvalorizar a mulher e enaltecer o homem. Isso pode ser percebido, por exemplo, quando as pessoas dizem que “lugar de mulher é na cozinha”, de forma a desvalorizar o seu intelecto. Isso também pode ser observado quando culpamos um assédio por conta da roupa que a mulher estava utilizando. Para combater esse preconceito, o feminismo surgiu e vem ganhando cada vez mais força!

Comportamento machista: como perceber?

Preconceito com a idade

Enquanto pessoas mais jovens são chamadas de ingênuas e inexperientes e, por isso, não são contratadas para certos tipos de trabalhos, indivíduos mais velhos são considerados ultrapassados demais para o mercado atual. Embora isso possa parecer razoável, na verdade não é! Esse preconceito com a idade limita nossas atuações e, por isso, deve sempre ser combatido!

Xenofobia

Conhecida também como “nativismo”, a xenofobia é um tipo de preconceito contra pessoas de outros países. Isso vem de uma ideia que a sua nacionalidade é superior à de outras pessoas e, por isso, você tem o direito de inferiorizá-las. Mais presente em países da Europa, essa prática torna a vida de imigrantes, por exemplo, muito difícil.

Preconceito religioso

Nos países em que uma religião predominante existe, é extremamente comum que os praticantes de religiões menos conhecidas sejam alvos de preconceito. No Brasil, por exemplo, o candomblé é visto com maus olhos pela população, enquanto o catolicismo é considerado algo normal.

Preconceito com a aparência

Você provavelmente já julgou uma pessoa pela sua aparência, certo? Por mais que a gente não goste de admitir, isso é muito comum, afinal, vivemos em uma sociedade que nos ensina isso. Todavia, esse preconceito deve ser combatido por meio da luta contra estereótipos. Tatuagens, por exemplo, estão começando a ser mais aceitas em ambientes de trabalho mais sérios, assim como outros acessórios menos comuns.

Transfobia

Não é um pênis ou uma vagina que determina se você é homem ou mulher. Infelizmente, muitas pessoas ainda não aceitam isso e têm um preconceito muito grande contra pessoas transexuais, ou seja, pessoas que não se identificam com o seu gênero de nascimento. Além disso, é importante lembrar que esses indivíduos não necessariamente são gays ou lésbicas!

fechar