Frases do filme Cartas Para Julieta

Um dos filmes de romance mais famosos está também no MCA. Confira algumas das frases de Cartas Para Julieta, aqui!

E agora?

Estou a um bom tempo sem te escrever. Mas tenho tanta coisa pra te contar. Na verdade, nem é tanta coisa assim, é muita coisa sobre uma só pessoa. Julieta, o que fazer quando você tem medo de se apaixonar? Quando você sabe que pode dar errado mas mesmo assim não para?
No dia 27 de Dezembro de 2012 eu disse que estava desistindo de procurar o amor, mas quando eu o evito ele me procura!
Tudo esta caminhando tão devagar que eu não consigo enxergar nenhuma possibilidade do que possa acontecer no futuro. Esta tudo embaçado, tudo escuro, por isso tenho medo, porque não sei o que vai acontecer, não tenho ideia. Dois anos se passaram, Julieta, e eu não sei lidar com antigos amores que insistem em voltar. Você não concorda comigo que agora que amadurecemos tudo vai ser mais intenso? Essa intensidade é que me afronta, me diminui, espalha minha auto-confiança pelo ar. Me lembro que à dois anos atrás, talvez duas semanas ou mais a frente, eu estava sentada no chão do meu quarto chorando feito uma criança porque o amava, mas sabia que terminar o relacionamento seria melhor pra mim, porque eu tinha noção do quanto aquilo estava me fazendo mal, eu sabia que nem eu e nem ele estávamos prontos pra enfrentar as barreiras que as pessoas colocavam a nossa frente. “Por que tudo tem que ser tão difícil", eu me perguntava em meio as lágrimas. E agora? E agora em 2013? Agora eu estou me fazendo a mesma pergunta.
Eu quero tanto ele, quero tanto, que tento esconder de mim mesma. Não sei até quando meu escudo vai aguentar me proteger dessa “repaixão".
P.S: E agora?

Reze muito

Estive pensando, bom, sobre mim, sobre ele. Nós. E quer saber? Acho que ninguém vai sair ileso dessa história, alguém vai se machucar. Talvez eu, talvez ela, talvez ele. O fato, é que isso já se tornou extremamente cansativo pra mim. Eu cansei de andar no caminho do nosso relacionamento, cheio de buracos, nada plano. Eu não vou esperar por algo que é incerto, paralisar. Preciso viver, Julieta, e ele está me impedindo de trilhar outros caminhos ou reformar o de nós dois.

Estava tudo indo bem, por dois anos estava tudo certo, e aquele maldito beijo estragou tudo. Aquele beijo não devia ter existido. Não que eu me arrependa de toda a situação, porque tudo aconteceu naturalmente, mas, se eu pudesse voltar no tempo não tenho certeza se faria mesmo isso. Se soubesse que hoje eu estaria no meio dessa bola de neve, eu teria evitado, Julieta! Teria deixado ele e seus amores mal-resolvidos bem longe de mim, eu estaria em paz, longe dessa tempestade!
Mas decidi que a partir de agora, de hoje, desse momento, eu vou agir como se nada tivesse acontecido, como se meu cérebro não se recordasse do ocorrido. Cansei de me importar … Quero dizer, é claro que, no fundo, eu me importo muito, mas não vou gastar a energia de todos os meus mecanismos pra resolver esse problema. Ele que se quiser desate meus nós embolados na nossa linha tênue entre amar e se separar.

E que ele reze muito pra que eu não encontre alguém decidido enquanto ele brinca de não saber o que quer!

Comentários