Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

Mensagens sobre coisas que aprendi com a minha avó

Houve muitas coisas nesta vida que só aprendi com a minha avó. Coisas que só a sutileza da idade permitiram que ela soubesse e me ensinasse. Ensinamentos que se perpetuam por gerações são uma das coisas mais lindas da vida. Conheça alguns dos ensinamentos de vó que podem te ajudar.

Acordar cedo e arrumar a cama

Assim que acordar, você levanta, escova os dentes, troca de roupa e principalmente arruma a cama. Para a minha avó, era inadmissível não arrumar a cama, e isso poderia mudar todo o seu dia. Ela comentava que o dia não começava bem quando não fazíamos isso.

Ficar pronta no horário

O relógio na casa do meu avô sempre ficava meia hora adiantado. Tudo isso era para não perdermos a hora para ir à escola ou a outro compromisso. No começo, achávamos bem estranho, só que depois virou um hábito e só consigo me arrumar assim.

Colocar no prato apenas o que vou comer

Meu avô me ensinou uma técnica para não passar apuro nos finais das refeições e ser obrigado a comer uma quantidade que não aguentava mais. O truque era o seguinte: colocar 4 dedos de feijão, 3 de arroz e a carne do tamanho da palma da minha mão. Juro que nunca falhou esse cálculo.

Escolher feijão

Antes do almoço de domingo, meu avô sempre escolhia o feijão e deixava eu sentar do lado para aprender a identificar o que estava bom ou não. Até hoje, escolho o feijão bem rápido por causa dos tipos que ele me ensinou que eram para ser descartados, como os que estão quebrados ou com cor estranha.

Misturar refrigerante com vinho

A minha avó sempre mistura refrigerante de limão com duas gotinhas de vinho tinto suave. A combinação é maravilhosa e bem docinha. Perfeita para quem gosta do sabor da uva, mas não é fã ou não pode exagerar na bebida alcoólica.

Cozinhar com afeto

Minha avó sempre disse que o maior segredo para cozinhar bem era fazer tudo com amor e cuidado. Por isso, ela nos ensinava a separar todos os ingredientes antes de começar uma receita e depositá-los com muito afeto nos recipientes, sem brutalidade ou bagunça.

Sorrir para desconhecidos

No bairro em que meus avós moravam, todos os vizinhos se conheciam e eram até amigos. Então, era normal um cumprimentar o outro ao se encontrar pela rua. Mas, quando não estava nas redondezas, eles também tinham o hábito de sorrir com os olhos para os desconhecidos, prática que passou de geração para geração na família.

Costurar

A minha bisavó ensinou todos os filhos a costurar. Com isso, meu avô sempre foi o responsável por fazer pequenos ajustes nas roupas dos familiares. Quando os netos nasceram, ele resolveu passar esses ensinamentos para nós. E agora consigo resolver qualquer problema de costura.