Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Whatsapp Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube 9 Giga Up

O que não dizer para os filhos

Você sabe como incentivar o seu filho? Ou o que dizer a ele quando errar? Algumas frases não devemos dizer, pois podemos comprometer a educação e, principalmente, o psicológico deles. Saiba o que você não deve falar para seus filhos!

Rótulo

Nunca rotule o seu filho de pestinha, chato, lerdo ou qualquer outro adjetivo negativo e agressivo. Nem mesmo de brincadeira! Isso só fará com que seu filho se torne realmente aquilo que você diz.

Choro

Seu filho está chorando? Não o mande parar de chorar. Sente e converse com ele. Pergunte o motivo do choro ou apenas peça para que ele mantenha a calma, o ensinando a lidar com as emoções.

Erros

Não ria dos erros de seus filhos. Fazer piadas com mau comportamento ou erros podem inibir o desenvolvimento saudável da criança e, além disso, eles podem achar que estão fazendo a coisa certa.

Comparação

Nunca compare seu filho com outras pessoas. Se for uma comparação entre irmãos, pior ainda. Isso machuca o ego, traz baixa autoestima e rebeldia. E isso não acontece só com crianças, adolescentes e adultos também são afetados com comparações.

Obrigação

Não diga que a única obrigação dele é ir bem na escola, por exemplo. O conceito de estudar tem que estar vinculado a um bom futuro. E, se ele tiver um rendimento ruim, ajude-o a ver quais são seus pontos fracos e trabalhar em cima deles.

Visual

Não critique o visual do seu filho. O melhor caminho para esses casos é questionar, sem ironia, por exemplo: “Você acha que essa calça combina com a camisa?”. Dessa forma, em vez de colocar seu filho para baixo, você o ajuda a desenvolver o senso crítico.

Recompensa

Não tem problema em estabelecer uma recompensa por uma conquista de seu filho. O ruim é usar isso como ameaça. O prêmio deve ressaltar o orgulho que os pais têm dos filhos, não usar para forçar uma ação.

Sim ou não

Não diga apenas SIM ou NÃO. Os porquês fazem parte da relação que vocês deve construir com os seus filhos. Eles merecem saber o que é certo e errado, e por quais motivos.

Obrigações

Nunca pergunte ao seu filho se ele quer dormir ou tomar banho, por exemplo. Certas atividades são obrigatórias na rotina de todo mundo. Diga apenas que agora é a hora de fazer.

Mentiras

Nunca minta. Não diga que uma injeção vai doer, por exemplo, porque você sabe que vai doer. Diga que será apenas uma picadinha rápida e que logo essa sensação passará.

Ameaça

Nunca faça uma ameaça se ela não for cumprida. Lide bem com as suas palavras e promessas. Ameaças e chantagens não são saudáveis para ninguém, muito menos para crianças.

Palavrões

Se você não gosta de palavrões, xingamentos, de reclamar ou de falar mal das pessoas, não faça isso na frente de seus filhos. Se você não gosta de ouvir dos outros, também não gostaria de ouvir de seus filhos.

Críticas

Por mais engraçado que seja um desenho do seu filho, não o critique nem ria dele. Elogie sua disposição, criatividade e o incentive a fazer isso mais vezes. Comente sempre suas conquistas e diga que está orgulhoso. Críticas não são construtivas e prejudicam a autoestima.

Julgamentos

Não devemos julgar uma pessoa, mas sim o comportamento dela, suas atitudes. Para desaprovar um colega de seu filho, ele deve ter feito algo que te desagradou. Dizer que o amigo dele é esquisito só pela aparência não é uma boa atitude.

Expectativas

Não coloque rótulos nem expectativas em seus filhos. Isso pode confundir e, acima de tudo, os deixar inseguros.