Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

O que as crianças aprendem em cada fase da vida?

Quando uma criança começa a falar ou a dar os primeiros passos? Claro que cada uma tem o seu tempo, mas, em média, todas são bem parecidas. Aprenda mais sobre esse universo!

continue lendo
Compartilhar

Cada um tem seu tempo

Vale lembrar que as crianças têm o desenvolvimento de forma linear. As mudanças ocorrem de forma gradual e com períodos contínuos. E, durante a evolução a criança pode ter avanços e até mesmo retrocessos, tendo o seu próprio desenvolvimento. Antecipar as etapas da criança ou não estimulá-la pode gerar conflitos no futuro. E as escolas devem respeitar os passos de desenvolvimento infantil de cada criança.

Músculos

Do zero aos seis meses acontecem os fortalecimentos dos músculos das crianças e também do sistema nervoso, nessa época ocorrem os movimentos mais bruscos e descontrolados. E, também vão dando controle progressivo da cabeça, membros e tronco.

A audição

Beirando os dois e aos quatro meses, o bebê tem a audição sensível, então, reage aos sons e às alterações de tons nas vocês das pessoas que estão ao seu redor. Aos cinco meses ou seis, já uma grande sensibilidade a entender a diferença nos tons de voz que ouve.

Emocional

Com o tempo a criança manifesta a sua excitação com movimentos do corpo, mostrando se há prazer nas brincadeiras, colo, e comida. O choro passa a ser a principal forma de comunicação, podendo significar diversas coisas como o sono, fome, desconforto e então o bebê entende isso e a atenção recebida. E é possível reconhecer ainda beirando os seis meses os medos perante aos barulhos mais altos ou inesperados, objetos que vê, pessoas estranhas, movimentos repentinos e sensação de dor.

Sentar e os pequenos passos

Controle motor estão mais desenvolvidos e nessa fase começa a sentar direito e sem apoio. Tenta ficar de pé, agarrando-se a algum apoio. Aos oito meses, consegue se arrastar ou engatinhar e aos nove pode começar a dar os primeiros passos, com ajuda de apoio.

Compreensão

Aos 15 meses o bebê compreende as ordens simples, acompanhadas de gestos e, com o tempo não haverá mais a necessidade dos meses; É capaz de acompanhar pedidos como: "dá-me a colher". E, embora limitada, a linguagem do bebê começa a ter novos tons e passa significados diferentes.

Cinco anos

Nesse período a criança entende quem ela é e se sente segura com isso. Ela entende o mundo que vive, sabe sobre a família, casa e a vida que tem em um geral. Já se comunica sozinho, sabe dizer o que sente e faz amizades. Está mais independente em relação à higiene, roupas e escolhe coisas. Busca ter novas responsabilidades, gosta de ajudar e se torna até mais maduro no falar. Usando plurais corretamente e pronunciando de forma correta.

 

Quatro meses

Nessa fase há o controle das mãos e segurar os brinquedos já se torna mais fácil para o bebê. Nesse período também a criança já pode estímulos para sorrir, começa a reconhecer pessoas, coloca objetos na boca e rola; Há também o desenvolvimento do próprio ritmo da alimentação, sono e eliminação de nutrientes por meio das fezes.

A visão

A criança desenvolve a partir do primeiro mês parte da visão e consegue focar objetos a 90 centímetros de distância. E com o passar o tempo é capaz de usar os ambos os olhos para focar um objeto que está próximo ou afastado e seguir descolamento dos mesmos ou pessoas.

Desenvolvimento intelectual

Aos quatro meses o bebê começa a imitar alguns sons que ouve, começa a compreender tudo com os sentidos e aos seis meses compreende palavras, familiares e entende quando o chamam. Nesse período começa a soar sons de acordo com o que ouve, como “mamã”, “papá”, etc.

Social

As pessoas já são reconhecidas aos seis meses de vida e então a criança interage mais com quem está com ela, já entende os sorrisos e o fica no rosto. Começa a entender o que está acontecendo ao seu redor e observa crianças e adultos. E a capacidade de reconhecimento influencia a forma como o bebê se relaciona com as pessoas e quanto elas são presentes e assim, tendo reações diferenciadas com quem interage.

Mudanças queridas

Entre os seis e oito meses, os objetos são segurados de forma mais firme e são manipulados nas mãos. Aos dez meses pode colocar na boca pequenos pedaços de comida sem ajuda, sabe bater os objetos um no outro, com as duas mãos e tem o controle do dedo indicador, ou seja, aprende a apontar.

Primeiros passos

Uma ansiedade das mamães é quando o bebê começa a andar. Isso ocorre a partir dos 12 meses e aí dão os passinhos e começa a subir e descer degraus e, exploram os móveis, ou seja, atenção redobrada. O equilíbrio é instável no começo, pois músculos das perninhas ainda não estão bem fortalecidos. Mas aos 16 meses, o bebê já caminha e de se manter de pé em segurança e com mais estabilidade.

Aos três anos

Começa a fase de curiosidade, tornado frequente a pergunta "Por quê?". É com essa idade também que desenvolvem as suas competências linguísticas. É capaz de reproduzir com regularidade frases de mais completas com três e quatro palavras e já capaz de conversar usando frases curtas e continua a falar sobre um assunto por um período regular. Desenvolve também a consciência de si, ou seja, pode se referir a si mesmo, como "eu" e descrever frases simples, como "estou com sede". Nessa fase também a memória está desenvolvida e começa a apreender a ordem dos números demais categorias como: animais e cores.

Quatro anos

Aos quatro anos a criança já tem total coordenação motora, pode correr, saltar e subir escadas. Também comer sozinha com colher ou garfo, copia figuras geométricas simples e fica mais independente até mesmo com a higiene. Compreende já o que ouve. Usufrui da imaginação, começa a desenvolver independência e autoconfiança.

fechar