Mensagens Com Amor Menu Search Close Angle Birthday Cake Asterisk Spotify Play PPS Book Download Heart Share Whatsapp Facebook Twitter Pinterest Instagram YouTube Telegram Copy Up Check

Siga-nos

Saudade de um tempo que não volta

Você sente saudade de algo da infância? Leve as memórias dessa época com você em qualquer situação da sua vida! Afinal, nunca é demais manter o espírito e a alegria infantil. Mesmo que esse tempo não volte mais, mantenha-o em seu coração!

continue lendo
Compartilhar

Pura e simplesmente

Ser criança é, em essência, guardar em si toda a pureza da existência. Ser criança é valorizar o pouco e sorrir muito, é fazer do simples algo de encher os olhos, é correr sem precisar ter rumo, apesar de sempre voltar ao ponto de partida. Ser criança é permanecer decidido do que se quer, ao mesmo tempo de ter a leveza possível para mudar de ares, de ventos e de decisões. Ser criança é tornar tudo possível.

Universo Infantil

A infância é todo um universo de possibilidades e imaginações. Não é à toa que o mundo infantil ganha coloridos especiais: crianças enxergam profundo. Vivem aventuras por si mesmas e fazem com que o tempo se encaixe em toda sua vivência, mas que, apesar disso, não volta. Ficam as fotografias, as memórias e os sorrisos ao imaginar-se revivendo alguns segundos.

De um instante para sempre

E permanece, do tempo mais puro, a saudade. É que esse período é uma mágica. Enche os olhos quando fica, surpreende o máximo que pode, encanta toda alma de criança, mas tem seu tempo para descobrir os truques e ficam as impressões bonitas que, por alguns instantes tão duradouros na mente, tiraram nossos pés do chão da realidade.

Quando você crescer

É importante dizer que, quando a gente é criança, ansiamos com toda força poder crescer, fazer coisas de adulto. O que a gente jamais imaginaria — e que só vai se dar conta quando de fato chegar lá — é que quanto mais traços da alma de criança nós pudermos conservar, mais brechas teremos para que a verdadeira felicidade se instale em nós.

Mais alto grau

Não é nem uma questão de dizer da maturidade ou da falta dela. Mas de olhar com outros olhos. De entender que a vida só pode nos encantar tanto se entregarmos a ela o mais simples: reciprocidade. Tudo o que a vida espera, não é que sejamos eternas crianças em todos os sentidos, mas que em todos os sentidos nos perguntemos se a criança que fomos sentiria orgulho do nosso nível de gratidão.

Sem padrão, nem receita

É isso, não tem receita nenhuma. A gente não volta para o tempo de ser criança, mas pode conservar a dádiva de ser um pouco criança em todo tempo que nos cerca, diminuir a dimensão de um problema encontrando a solução que sempre temos. Com as crianças, aprendemos que tudo está ao nosso alcance, ao nosso redor, basta que tenhamos o tempo suficiente de reparar naquilo que tanto precisamos.

Resolver pode ser fácil

Paramos nos problemas, mas não sabemos mais como buscar soluções. Desaprendemos só porque focamos demais em nos preocupar. Quando crianças, aprendemos que ralar os joelhos fazia parte: era só levantar e prosseguir na brincadeira. Hoje vale o pensamento: será que não estamos invertendo? Dando muita importância ao pouco e pouca importância ao muito?

 

Viver é imprescindível

Viva. Essa é a única ordem expressa de quando a gente não pode voltar. Porque sem viver a gente também parou no tempo presente. Quais as lembranças que teremos para o futuro? Quais as saudades que nos farão ainda mais leves ao carregar na bagagem? Quais motivos poderão fazer sorrir ou esboçar qualquer felicidade que se consiga imaginar? Pense nisso e prossiga, nunca pare de seguir em frente!

Papéis, funções e evoluções

O que cabe a nós, em meio à nostalgia e ao presente que temos de continuá-la cíclica como sempre foi, é aproveitar muito intimamente, com toda a força que se possa. Se lhe foi concedido esse dia, de alguma forma ele pode fazê-lo evoluir: aprenda e anote cada lição que possa lhe impressionar tão positivamente ao ponto de te modificar e levar ainda mais aos caminhos benéficos.

Da maior importância

De todas as evoluções que ganhamos, a maior delas é ser criança. É aprender com o menor exterior que somos e o interior mais profundo que já tivemos. Guarde, viva e reviva essa sensação sempre: é possível e te fará completamente feliz. É esse o maior segredo para que a história que marcou a sua infância dure pelo tempo mais bonito, por toda a eternidade.

Pertencer de futuro

O que você vai ser quando crescer? Certamente, quando criança, você tinha na ponta da língua. E podia ser qualquer coisa, porque nada é impossível quando a gente realmente quer. E agora? O que você vai ser quando crescer? Repita essa pergunta da infância sempre. Apesar do tempo passar e não regressar mais à mesma época exatamente, a gente nunca para de evoluir. Tenha sempre em mente uma evolução a alcançar. Essa é mais uma lição importantíssima de se aprender com as crianças.

Tempo é dádiva

É assim, realizando tudo aquilo que a gente espera de nós e da vida, que aprendemos a não ter medo do tempo. Nos tornamos aliados dos ponteiros. A gente consegue sim encontrar um ritmo, não duvide disso. Vá atrás. Enquanto você corre, estimula novas surpresas no seu caminho. Mas, se você parar, o tempo também não circula. As horas não passam e os acontecimentos demoram mais a chegar. Estimule o seu ciclo, sem pressa e sem delongas demais, escolha um ritmo que se adeque ao que você deseja.

Lição de vida

E quanta coisa ser criança nos traz de lição, não é? Pode parecer estranho, já que a gente quis tanto crescer e, agora que cresceu, tem tanto ainda para reunir. É que, de fato, a gente ainda pode. Não é porque crescemos que precisamos deixar tudo para trás. O critério para escolher? Fique com as saudades que tragam sorrisos: elas têm um alcance que nem a gente consegue mensurar até que cheguem em nossas mãos.

Chance

Vai ter oportunidade sim... Sempre há! E, quando estiver pronto, você vai conseguir entender que chegou o momento. Não de se desvincular das saudades, nem de viver para sempre preso a ela. É o momento de encontrar o significado de convivência, uma união perfeita entre diversos elementos.

Desejo e regresso

É absolutamente normal. Faz falta mesmo e a gente quer muito voltar, em raros momentos. Mas, já que a gente não pode regressar, que tal recriar? Por um momento podemos ser crianças de novo e tudo na nossa imaginação é permitido. Dos castelos de areia aos mundos imaginários, só somos quem somos pelo que já fomos um dia. Permaneça colecionando momentos especiais.

Valeu a pena

E vai valer tudo. Vai ser divertido e leve ser um pouco criança outra vez. Encare e faça como se fosse a meta da sua vida porque, se não for, se tornará quando virar lembrança, quando deixar saudade, quando for ‘infância fora de época’, mas que, apesar do nome, vem exatamente na hora certa. Era para ser.

Realidade de cada um

E a infância é assim mesmo: é para ser real. Para ser vivida, palpável, para ser completa e complementar na vida em todos os sentidos. Sorria sem medidas, gargalhe, coma brigadeiro direto da panela, dance na chuva, pinte com os dedos, corra, brinque e faça acontecer. Cada segundo dessa vida será uma eternidade guardada para você.

Conexões do coração

Conectar-se é importante. Entenda as ligações que fazem parte do que você foi, de todas as mudanças e daquilo que sempre ficou. Registre. E faça isso da maneira que preferir: fotografe, escreva, desenhe ou só guarde na memória mesmo. O que importa é sempre se sentir preenchido: é esse o segredo para que as saudades não sejam doloridas, mas que se tornem um abraço da mais bonita nostalgia.

Faz parte

Tudo é vida. As brincadeiras de esconde-esconde, os medos, os gostos mais peculiares, o jeito de rir, as brincadeiras preferidas, os episódios engraçados, os passeios memoráveis, os melhores amigos de escola, a moda da época, as músicas. Tudo isso faz parte de quem você é, então jamais ignore ou se envergonhe. Seja feliz por ter tanta diversidade de momentos ao seu redor.

Vai e sonha

Quando for, se encarregue de sonhar muito. Você ainda se lembra dos grandiosos sonhos que a sua infância lhe trouxe? Não os deixe para trás se ainda se lembrar deles. Nada é tão pequeno quando a gente foi capaz de carregar por uma vida inteira, então falta viver. E, seja o sonho que for, ele é seu. Deixe que vivê-lo intensamente seja uma meta na sua lista de vida.

fechar